Brasileiros registram momentos felizes de clientes em 360°

Por: Redação Comunicar erro

Você já viu “Black Mirror? Algumas empresas estão fazendo muita gente acreditar que o futuro mostrado na série de TV já chegou. Mas a parte nociva da tecnologia retratada na atração parece não existir na brasileira VR Live Memories –cujo objetivo é promover experiências em realidade virtual a partir do registro em vídeo 360° de momentos que geram alegria aos usuários.

Situações que despertam envolvimento emocional são captados e editados pela VR Live Memories em 360° para que possam ser experimentados posteriormente pelo cliente –ou seja, produz memórias em realidade virtual.

Um dos responsáveis pelo projeto é Klaus Bernhoeft, da Zozi Design. “Estamos fazendo experiências para que, em 2018, já seja possível avançarmos dentro desse segmento [VR]”, explica o designer. “A ideia para um futuro próximo é a de atuarmos também com conteúdo ao vivo. Acredito que ainda precisaremos de uns dois anos de avanços em tecnologia para que o ‘live’ não seja tão frágil e limitado como ainda é hoje.”

Brasileiros registram momentos felizes de clientes em 360°

As memórias podem ser registradas em vídeos de 5, 10 ou 15 minutos. São usados “highlights” de eventos e seus bastidores, que podem ser festas, casamentos, shows ou encontros de família.

Também há vídeos produzidos de acordo com a necessidade do cliente. Eventos corporativos e esportivos têm tido demanda. Para as experiências imersivas em realidade virtual, os clientes recebem óculos VR Box como brinde.

Brasileiros registram momentos felizes de clientes em 360°

O mercado

Os vídeos nesse formato chegaram para ficar. Em 2015, o The New York Times, por exemplo, criou o NYT VR, área que reúne conteúdo específico produzido em realidade virtual. A série Daily 360, também do jornal, agrega materiais em 360°. No Brasil, veículos de comunicação também estão investindo no formato.

Embora ainda seja um mercado novato, o conceito existe desde a década de 1970 e algumas empresas já prestam serviços para o público em geral. O negócio de vídeos 360° em realidade virtual está, inclusive, no Oriente Médio –a 360MEA é considerada uma das pioneiras na região.

Além do Brasil, representado também pela Dummy 360° e pela Casa Mais 360, há companhias como a 360Labs, a Visual, a Imagine 360° e a Visualise prestando o serviço de memórias em realidade virtual pelo mundo afora.

Compartilhe: