Festival Path Amazonia
Festival Path Amazonia
Festival Path Amazonia
logo

Festival Path Amazonia

Drauzio Varella e Daniel Dias marcam presença na edição amazônica do Path

Outros destaques desta edição ficam com Glauco Kimura de Freitas da UNESCO Brasil, a futurista Lala Deheinzelin, e Fe Cortez, idealizadora do Menos 1 Lixo

Por: Publi

O Path apresenta a Amazônia como tema central nesta edição do festival, que traz em sua programação 100% online debates sobre sustentabilidade, saúde, educação, negócios, questões indígenas e o mundo no pós-pandemia.

Alguns destaque desta edição ficam com o médico e escritor Drauzio Varella; Daniel Dias, o maior medalhista brasileiro; Glauco Kimura de Freitas, oficial de Projetos de Ciências Naturais da UNESCO Brasil; Lala Deheinzelin, futurista, pioneira da economia criativa e colaborativa; e Fe Cortez, idealizadora do Menos 1 Lixo.

Alguns destaque desta edição ficam com o médico e escritor Drauzio Varella e Daniel Dias, o maior medalhista paralímpico brasileiro
Crédito: DivulgaçãoAlguns destaques desta edição ficam com o médico e escritor Drauzio Varella e Daniel Dias, o maior medalhista paralímpico brasileiro

Para falar da importância da vacinação, lições que aprendemos com a pandemia e o nosso normal daqui para frente, o Path convida Drauzio Varella. Médico e cancerologista, ele atua desde os anos 1970 na saúde sendo um dos pioneiros no tratamento do HIV/Aids no Brasil.

Na mesa, Drauzio fala do impacto da atividade humana e expansão da nossa espécie nos distúrbios dos ecossistemas e como isso pode acabar tornando mais frequente encontros com agentes infecciosos de potencial pandêmico. O médico ainda discute sobre o que precisamos ter em mente daqui para frente enquanto sociedade, mudanças de comportamento e que nosso novo ‘normal’ não será 100% igual como o antigo – mas que isso não é algo negativo.

Ainda sobre comportamento, o Path Amazônia convida o medalhista Daniel Dias para a mesa sobre regenerar gerações com o esporte. Neste papo com a jornalista Giovanna Pinheiro, Daniel fala sobre sua coleção de medalhas – nada menos que 33 ouros em Jogos Parapan Americanos e 40 medalhas em Mundiais.

Maior nadador paralímpico do mundo, Daniel Dias nasceu com má formação congênita nos membros superiores e perna direita. Ele já recebeu três vezes o Troféu Laureus, considerado o “Oscar do Esporte”, sendo o único brasileiro a alcançar este patamar no esporte e se tornado referência para outros atletas.



Trazendo para a discussão os 17 ODS, Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, a mesa “A Década Decisiva” avalia os progressos da Agenda 2030 nessa primeira metade do período de sua implementação e o cenário climático preocupante.

Glauco Kimura de Freitas fala sobre como os objetivos que garantem um meio ambiente saudável, produtivo e equilibrado estão em risco e como reverter esse cenário coletivamente para transformar os rumos do planeta até 2030.

Considerada umas das quatro principais futuristas da América Latina e Central, Lala Deheinzelin compartilha sua experiência com novas economias dando dicas para que façamos melhores escolhas. Gestores, empreendedores e investidores não podem se dar ao luxo de decidir futuros com perspectivas de passado.

Indicada como uma das 100 mulheres do mundo que estão cocriando a nova sociedade e a economia, além de ser autora de “Desejável Mundo Novo” (2012), Lala fundou o Movimento Crie Futuros, um dos primeiros a falar de futuros desejáveis, além da Fluxonomia 4D, metodologia aplicada ao design de soluções, inovação e melhoria de processos.

Fe Cortez chega ao Path para falar de seu livro “Homo Integralis, Uma Nova História Possível para a Humanidade”, lançado em 15 de outubro. Na obra, Fe discute sobre a regeneração e como podemos fazer para reescrever a história da humanidade a partir de uma outra lente, que não a da separação que reina absoluta até agora.



Neste ano, o evento tem ingresso solidário, mas o público poderá contribuir com o valor que desejar ou assistir gratuitamente. Para se cadastrar e curtir as mesas e debates do evento é só acessar o site ondemand.festivalpath.com.br.

Inicialmente planejado para ser transmitido de um navio na Amazônia, agora por conta do agravamento da variante delta e por recomendações das autoridades locais o Path será 100% online, impactando milhões de pessoas.  A Catraca Livre é uma das apoiadoras do festival, que conta ainda com patrocínios do grupo Heineken, Mastercard e da Volvo Car Brasil, além de parceiros como TRIP, Vida Simples e YAM.