Ação doa moletons para moradores e animais de ruas em SP

Movimento Sou de Algodão e a ONG Moradores de Ruas e seus Cães vão distribuir 800 peças na semana do Dia do Amigo

Por: Redação

Nesta época do ano, os moradores em situação de rua, assim como seus animais de estimação, são os mais prejudicados sofrendo as severas consequências devido às baixas temperaturas.

Com o intuito de ajudá-los, o Movimento Sou de Algodão se uniu a ONG Moradores de Ruas e seus Cães para distribuir 800 moletons entre moradores e cães.

Crédito: Moradores De Rua e Seus Cães Movimento Sou de Algodão e a ONG Moradores de Ruas e seus Cães vão distribuir 800 peças de moletons

Segundo o censo mais recente da Prefeitura de São Paulo, realizado em 2019, são mais de 24 mil pessoas em situação de rua e somente metade desse número está acolhida, na maior cidade do país e epicentro da covid-19.

“Devido ao isolamento social, as doações de itens de higiene, agasalhos, alimentos e rações diminuíram. Por isso, decidimos entrar nesse projeto e fazer as entregas de moletons de algodão, fibra que auxilia no aquecimento do corpo”, diz Milton Garbugio, presidente da Abrapa (Associação Brasileira dos Produtores de Algodão).

De acordo com o Movimento Sou de Algodão, serão distribuídos 500 moletons para os moradores de rua e 300 para os animais. Além disso, a ONG vai realizar atividades como banho, doação de ração e atendimento veterinário para os pets. Já seus donos vão ganhar alimentos, higiene pessoal e atendimento médico.

O projeto Moradores de Rua e seus Cães começou em 2012, quando o fotógrafo Edu Leporo, registrava a vida dos cães pelas ruas da capital paulista e, em 2015, resolveu transformar em um projeto social, e hoje oferece ações de auxílio para o homem e seu fiel companheiro.

“Já realizamos mais de 54 ações e atendemos em média cerca de 300 pessoas e 40 animais por edição. Ficamos muito felizes em poder contar com mais um parceiro do projeto e poder realizar essa doação incrível”, conta Leporo.

O Movimento Sou de Algodão nasceu em 2016 para despertar uma consciência coletiva em torno da moda e do consumo responsável. Para isso, a iniciativa une e valoriza os profissionais da cadeia do algodão, dialoga com o consumidor final com ações, conteúdo e parcerias com marcas e empresas.

Outro propósito é informar e democratizar o Algodão Brasileiro Responsável (ABR), que segue rigorosos critérios ambientais, sociais e econômicos, representando 30% de toda a produção mundial de algodão sustentável.

Compartilhe: