Últimas notícias:

Loading...
Quem Inova
Quem Inova
Quem Inova
Quem Inova

Quem Inova

Escola em SP vai incluir habilidades do futuro na grade curricular

Os estudantes vão cursar disciplinas como pensamento criativo, gamificação, inteligência emocional e programação, por exemplo

Por: Redação
Ouça este conteúdo

As habilidades mais valorizadas pelo mercado de trabalho têm mudado rapidamente. De acordo com o relatório Future of Jobs, do Fórum Econômico Mundial, metade dos profissionais em atividade terá que se requalificar nos próximos cinco anos e 40% terá que aprender novas habilidades nos próximos meses.

Entre as competências mais bem avaliadas estão a solução de problemas e o pensamento crítico, mas em 2020 cresceu também a valorização por habilidades como autogestão, resiliência, tolerância ao estresse e flexibilidade. Para aliar essa demanda ao aprendizado curricular, escolas já complementam a grade de estudantes do ensino médio.

habilidades do futuro
Crédito: Olivier Le Moal/iStockEscola em SP vai incluir habilidades do futuro na grade curricular

Na capital paulista, os alunos do Colégio Marista Arquidiocesano, já contarão com mudanças orientadas pelo Ministério da Educação, em sua Base Nacional Comum Curricular (BNCC), para focar em áreas de interesse específicas e competências que vão além da grade curricular tradicional.

Chamado de Future Skills, o projeto visa desenvolver habilidades humanas e digitais, cada vez mais exigidas no mundo atual. Os estudantes vão cursar disciplinas como pensamento criativo, gamificação, inteligência emocional e programação, por exemplo.

Para o coordenador do ensino médio do Arquidiocesano, Dionei Andreatta, os alunos poderão compreender ainda mais o que é ser empreendedor, investigador, pesquisador, artista, atleta ou inventor de uma nova profissão. “Seja qual for o propósito do estudante, ele vai vivenciá-lo por meio do aprendizado de soft e hard skills, disciplinas inovadoras, metodologias ativas e experiências únicas para fazer a diferença no mundo”, afirma.

Trilhas do futuro

O projeto contará com Human Skills e Digital Skills. As primeiras são focadas nas habilidades que não podem ser automatizadas. Os alunos são instigados a desenvolver o pensamento crítico, a criatividade, a liderança, o trabalho em equipe, a inteligência emocional e a tomada de decisão. Já as Digital Skills, apontam para as habilidades digitais. Aqui, há uma preocupação em instrumentalizá-los para o uso das redes sociais como também para criação de jogos e identificação de novas oportunidades na área.

Para Dionei, é preciso observar o que está acontecendo no mundo para que se possa oferecer um Ensino Médio atrativo, visando a formação de um profissional global para o mercado. “Nos mantemos alinhados às necessidades do novo mercado de trabalho, promovendo o desenvolvimento da capacidade de  comunicação, de colaboração e de influência social, além da flexibilidade e da adaptação às inovações. As mudanças atendem às necessidades dos alunos, já que com mais ferramentas podem escolher sua trajetória com mais assertividade”, explica

As mudanças serão implantadas de maneira gradual – começará com os estudantes que iniciam a primeira série do Ensino Médio em 2021. Todos os alunos irão participar tanto da trilha Human Skills como da Digital Skills de maneira semanal e com aulas híbridas (presenciais e on-line).

Compartilhe: