Vista_Chinesa.

Créditos: Divulgação

 

Cristo, Pão de Açúcar e Arpoador, todo mundo já ouviu falar. É importante ir? Sim, claro. Mas o Rio guarda outros tesouros. Tesouros de encher os olhos e transbordar o coração. Deixo então, com boa dose de ciúmes (tenho ciúmes dos meus lugares preferidos), a dica para vocês conhecerem a Vista Chinesa. Do topo do mirante, você tem uma visão privilegiadíssima do Rio de Janeiro. É de chorar de lindo (me emocionei na primeira vez que fui. Olha que vexame, rs!).

De lá, dá para avistar praticamente a cidade inteira. Chegar, por si só, já é um grande programa! Quem tiver um preparo físico de atleta (ainda que amador), pode se aventurar a subir a ladeira a pé ou de bike. Todo dia de manhã, há treinos de corrida e bicicleta acontecendo por lá. Eu confesso que precisaria de 10 anos de academia para lograr com êxito o objetivo "treinão na vista".

Creio que a subida (a pé) totalize umas 4 horas. Tenso, né? Sendo assim, a melhor alternativa para nós reles mortais chegarmos lá, é ir de carro ou táxi. Não existem linhas de ônibus que passam por lá, uma vez que a Vista fica no Parque Nacional da Tijuca, área de preservação ambiental. Para quem for de carro, uma boa notícia: há estacionamento por ali - cuidado para não atropelar os ciclistas, pelo amor de Deus!

Recomendo irem pela Rua Pacheco Leão, no Jardim Botânico e subirem pela Estrada Dona Castorina. Como o lugar fica no Parque Nacional, quem tiver vindo da Tijuca ou da Barra deve ir até o Alto da Boa Vista, pegar a Estrada da Vista Chinesa e subir até o número 789. No mais, se deslumbrem com a paisagem e entendam o porquê da célebre frase "Deus é carioca".

Atendendo a pedidos: como baratear essa visita? Pegue o 509 (General Osório – Horto), o 416 - Saens Peña - Jardim Botânico (Horto) ou o 508 - Horto - Botafogo (Via Jardim Botânico - Circular) e salte no ponto da Pacheco Leão (o último! Pede para o cobrador te avisar). De lá tome um uber ou táxi para seguir viagem. Deve sair por volta de R$ 15 de táxi e R$ 8 a 10 de Uber.

Quer saber o que fazer no Rio?! Baixe o aplicativo gratuito "Cariocando no Rio" ou carioque-se no instagram @cariocandonorio.

Imagem Autor

Formada em Direito Penal, leitora voraz e carioca praticante. Ser carioca não é apenas nascer no Rio, é pertencer ao Rio. Sempre tive uma sensação muito grande de que o Rio era a minha casa. Desde bem pequena, sentia imensa satisfação em mergulhar na praia de Ipanema, tomar água de côco e ver o pôr-do-sol acomodada nas pedras do arpoador. Sou carioca de fato e de coração e quero transmitir todo o meu conhecimento de Rio para vocês. Pelo Cariocando, consegui unir duas paixões: A escrita e o Rio de Janeiro. Conto um pouco sobre os meus programas favoritos e tudo o que me faz feliz em terras cariocas. Mais do que um prazer, essa é uma forma que encontrei de me inserir no mundo. Me segue no "inxta": @cariocandonorio. Face: Nicole Casares. Mais sobre mim? Gosto de churrasco. E de brigadeiro. Não gosto de chuva, como todo bom carioca. Queria morar em um mundo no qual chinelos, vestidinhos e shorts fossem aceitos como roupa social! Não tenho guarda-roupa de inverno e 18 graus pra mim é motivo de fondue na casa dos amigos. Adoro biscoito globo doce. Sou apaixonada pela praia do arpoador e acredito que não existem curvas mais bonitas do que as do calçadão.

+ posts do autor

Vista Chinesa

A partir de
01 Abr

  • diariamente de 01/04 (Sex) a 01/12 (Qui)
    • às 00:00

Parque Nacional da Tijuca
Estrada da Cascatinha, 850 Alto da Boa Vista Rio de Janeiro - RJ (21) 2491-1700
Catraca Livre

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.