Pagode da 27: confira as fotos da cobertura do Samba em Rede

Por: Redação

Em 2017, o portal Samba em Rede foi um dos projetos contemplados pelo Programa de Ação Cultural do Estado de São Paulo (ProAc) através do edital Economia Criativa (Edital nº 29/2017), da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo.

O edital atende projetos que promovem o desenvolvimento social e cultural utilizando ferramentas digitais; e o Samba em Rede recebeu apoio financeiro para a manutenção e ampliação da cobertura do website e redes sociais durante cinco meses (de janeiro a maio de 2018).

Com o apoio, o Samba em Rede realizou, entre outras ações, seis (6) ensaios fotográficos de comunidades e movimentos de samba da cidade de São Paulo. O Pagode da 27 foi a quinta roda visitada.

Confira o registro sob o olhar da fotógrafa Merylin Esposi:

Mais sobre o Pagode da 27: 

O Pagode da 27 é uma roda que acontece aos domingos, a partir das 16h, no Grajaú. No repertório, predominam sambas autorais de raiz e releituras de clássicos. A entrada corresponde a doação voluntária de 1 kg de alimento não perecível.

Fundada em 2005, a roda surgiu a partir da reunião de sambistas na Rua Manoel Guilherme dos Reis – mais conhecida por Rua 27. Entre seus objetivos, estão a preservação das raízes do samba e a revelação de novos talentos. Atualmente, o Pagode da 27 conta com 9 músicos e cerca de 20 compositores.

Mais sobre o Samba em Rede

Lançado dia 2 dezembro de 2013, data em que é comemorado o Dia Nacional do Samba, o Samba em Rede pretende apresentar ao público a agenda mais completa da programação de samba do eixo Rio-São Paulo, mapeando o maior número possível de eventos relacionados ao gênero nas duas cidades.

O Samba em Rede busca ser o canal que coloca o samba em evidência resgatando e difundindo a história de um dos principais gêneros populares do país. Através do reconhecimento de figuras e manifestações do samba – mesmo que desconhecidas no mainstream -, procuramos dar voz a todos e às tradições que se perdem pela falta de registro.

Dessa forma, o website contribui para a formação de público e dá visibilidade à produção cultural independente do samba, democratizando as iniciativas e facilitando o acesso do público às mesmas, além de preservar a memória de um dos gêneros mais populares do país.

  • + coberturas:

Compartilhe: