Informar

10 fatos sobre um deficiente físico que você precisa saber

As pessoas que não possuem nenhum tipo de deficiência física às vezes trata um deficiente sem ter muita noção se aquila é a melhor forma possível. Para tentar entender um pouco sobre o dia a dia de um deficiente físico, o ONDDA bateu um papo com a nossa colaboradora Beatriz Bebiano, de 20 anos. O resultado desse bate-papo é o vídeo com as “10 coisas que você precisa saber sobre um deficiente físico“.

Não conseguiu decorar? Segue a lista abaixo:

1. O básico: a gente não é portador da deficiência física, uma pessoa especial ou um deficiente físico. Ela é uma posse, uma coisa muito nossa, por mais egoísta que isso soe, e não é algo que nos caracteriza ou nos faz melhores do que quem não tem numa.

2. O andador, a muleta, a cadeira de rodas ou qualquer outra coisa que a pessoa use pra se locomover fazem parte do corpo, então não dá pra ficar brincando ou se apoiando nela. É a mesma coisa de alguém pegar o seu braço e começar a brincar de espadinha igual fazem com uma muleta ou te empurrar por aí rápido, sem delicadeza nenhuma, igual fazem com a cadeira de rodas, tendo ou não alguém sentado nela.

3. Quando estiver conversando com alguém que está sentado, independentemente de usar cadeira de rodas ou não, sente também, pra falar de igual pra igual e olhar nos olhos. Quem tá sentado não precisa ficar com dor no pescoço por ficar olhando pra cima e você também não tem que passar pelo mesmo incômodo por ficar olhando pra baixo. Não vejo ninguém sentando nas cadeiras da frente do cinema justamente por isso.

4. Se a vaga ou o banheiro não são destinados para o seu uso, não os use. Eles têm um motivo pra serem espaços maiores e em lugares estratégicos, prometo que não estão lá por estar. Não importa se você vai demorar dois, quinze ou 250 mil minutos.

Veja a lista completa no ONDDA.

Compartilhe: