Últimas notícias:

Loading...

5 métodos contraceptivos para dar adeus às pílulas

O importante é sempre conhecer as opções e ser a responsável pela escolha do que é o melhor para o seu momento

Para muitas mulheres cis, o uso de pílula anticoncepcional é o melhor caminho. E não tem nada errado com isso, desde que o tratamento seja feito com acompanhamento médico.

Mesmo com alguns riscos que já falamos por aqui, o importante na sua trajetória é conhecer as opções e a mulher ser a responsável pela escolha do que é o melhor para o seu momento de vida.

Para continuar a conversa sobre esse assunto, vamos mostrar 5 opções de métodos contraceptivos que não têm hormônios (talvez você não goste muito do 5° método).

Métodos contraceptivos para dar adeus às pílulas

1. Camisinha masculina

Parece óbvio, mas tem gente que esquece! A camisinha masculina é a opção mais prática na anticoncepção para mulheres cis heterosexuais e também é uma bela proteção contra ISTs.

camisinha

A embalagem do produto indica os tamanhos que variam de 49mm a 60mm e devem ser respeitados para trazer mais conforto, segurança e prazer aos casais. As mais comuns têm 52mm.

O material pode ser látex ou sem látex. As com látex podem causar certo desconforto, principalmente se a mulher tiver alergia ao material. As sem látex são mais difíceis de encontrar, mas são mais finas e melhoram a sensibilidade durante o sexo. Dica: como as sem látex esticam menos, é preciso comprar de um tamanho um pouco maior do que se está acostumado a usar com látex.

A camisinha ainda tem efeitos especiais! Algumas têm textura, efeito retardante de ejaculação, sabor e efeito refrescante. São diversas opções e monotonia não é uma delas.

Outra dica: geralmente, a pessoa com alergia a látex não pode nem encostar em um balão de festa porque apresenta inchaço. Então, se você, mulher, acha que tem alergia ao látex, saiba que pode ser falta de lubrificação que deixou a vagina ressecada e machucada com o entrar e sair do pênis. Consulte uma ginecologista e alergista para tirar isso a limpo.

2. Camisinha Feminina

A camisinha feminina é mais difícil de achar em farmácias, mas, notícia boa, é fácil de encontrar em postos de saúde.

camisinha feminina
Camisinha feminina

O preservativo feminino, ao contrário do masculino, não é feito de látex. É feito de poliuretano. Isso faz com que ele seja mais fino e permita maior sensibilidade. Quer outra notícia boa? Para mulher que não gosta de transar menstruada, a camisinha feminina é uma excelente opção porque ela tem um anel que fica ali no colo do útero, impedindo passagem de sangue ou diminuindo seu fluxo.

Com essa opção, a mulher também não precisa daquela pausa no meio da transa para colocar o preservativo, como acontece com a camisinha masculina. Ele pode ser colocado bem antes, quando já surgem as segundas intenções.

O parceiro não “funciona” com camisinha masculina? Pronto. Sem desculpas (e sem hormônios) agora para se proteger.

Por último e mais importante, a camisinha feminina além de prevenir contra gravidez, também previne contra doenças sexualmente transmissíveis.

Continue lendo aqui: 5 métodos contraceptivos para dar adeus às pílulas

Texto escrito por Desinchá e publicado no Superela.

Em parceria com Superela

O Superela é uma plataforma comprometida em aumentar a autoestima das mulheres. Nós empoderamos elas através de conteúdo sobre amor, sexo, vida beleza e estilo, e uma comunidade de suporte emocional para elas, altamente engajada e do bem. <3

Compartilhe: