5 sinais que talvez você não saiba que são de fibromialgia

Alguns sinais não são necessariamente visíveis, mas podem afetar e muito o paciente

Por: Redação | Comunicar erro

Quem tem fibromialgia está familiarizado com a dor crônica e a fadiga que frequentemente acompanham esse distúrbio. É como se o cérebro de pessoas com essa síndrome tivesse um termostato desregulado, que ativa todo o sistema nervoso fazendo a pessoa sentir dor.

A fibromialgia não tem cura, mas tem tratamento, que envolve medicamentos e exercícios físicos. As mulheres são as mais acometidas pela síndrome, que geralmente costuma aparecer na faixa etária de 30 a 55 anos. Porém, existem casos em pessoas mais velhas e também em crianças e adolescentes.

A Sociedade Brasileira de Reumatologia calcula que, no Brasil, cerca de 3% da população sofre com a síndrome.

As fortes dores e a exaustão não são os únicos sintomas da fibromialgia. Outros sinais que não são necessariamente visíveis para os outros podem afetar muito a qualidade de vida do paciente.

mulher com dor nas costas

De cada 10 pacientes com fibromialgia, sete a nove são mulheres. Conheça a seguir alguns sinais menos conhecidos de fibromialgia:

Alodinia – sensibilidade ao toque 

A alodinia é uma sensibilidade elevada ao toque, que a princípio não seria doloroso. Um exemplo é quando alguém dá tapinhas nas suas costas, em um gesto de cumprimento. Para quem sofre com alodinia, esse toque é dor na certa por conta da sensibilidade aumentada.

Sensibilidade a fragrâncias

Na fibromialgia, o corpo experimenta sintomas parecidos aos das enxaquecas, também reagindo a estímulos ambientais, como excesso de luminosidade, ruído e fragrâncias químicas presentes em produtos.

Sensibilidade à temperatura

Por conta dos desequilíbrios inflamatórios, os pacientes com essa síndrome também têm dificuldades de controlar a temperatura corporal. Além disso, podem sofrer mais dores com mudanças bruscas de temperatura.

Transpiração excessiva

Algumas pessoas com fibromialgia transpiram muito mais que o normal. Isso também acontece por conta de uma disfunção do hipotálamo, a área que regula a sudorese.

Síndrome das pernas inquietas

pernas de um homem na cama

Alguns pacientes sentem um desconforto grande nas pernas ao deitar na cama, com necessidade de esticá-las, mexê-las ou sair andando para aliviar este desconforto. Este problema é chamado Síndrome das Pernas Inquietas, de acordo com a Sociedade Brasileira de Reumatologia.

Como é feito o diagnóstico de fibromialgia

O especialista treinado para realizar o diagnóstico e o tratamento é o Reumatologista, médico que trata das doenças do tecido conjuntivo, articulações e doenças autoimunes.

O diagnóstico da fibromialgia é clínico, isto é, não é necessário exames para comprovar a síndrome. Se o médico fizer uma boa entrevista clínica, pode fazer o diagnóstico de fibromialgia na primeira consulta e descartar outros problemas.

É possível que o médico peça alguns exames de sangue, não para comprovar a fibromialgia, mas para afastar outros problemas que possam simular esta síndrome.

Compartilhe:

Tags: #doenca #dor
1 / 8
1
03:29
O que os pais podem fazer para ajudar seus filhos
Qual a responsabilidade que os pais têm em relação a ansiedade que seus filhos sofrem? A Dra. Ana Escobar, pediatra e …
2
01:33
Secreção vaginal: quais são os tipos e o que eles indicam
Ter secreção vaginal é normal? A Dra. Marianne Pinotti, ginecologista e obstetra, fala sobre quais os tipos de secreção vaginal e …
3
02:27
Escolhas que trazem longevidade
Se você pudesse escolher viver até os 100 anos, o que você faria? O Dr. João Paulo Nogueira, médico e fundador …
4
02:11
É importante tomar a vacina da hepatite?
O que é hepatite? e qual a importância em se vacinar contra esta doença? O Dr. Gonzalo Vecina, médico e fundador …
5
02:10
Como cuidar da saúde dos olhos
A saúde dos olhos depende de algum fator específico? A história de que comer cenoura faz bem para a visão, …
6
02:15
Os 3 níveis de estresse infantil
Quais são os níveis de estresses que uma criança pode ter? Como eles são classificados? A Dra. Ana Escobar, pediatra e …
7
06:25
O que você precisa saber sobre o HPV?
Quais os sinais que indicam o HPV? E como se prevenir deste vírus? A Dra. Marianne Pinotti, ginecologista e obstetra, fala …
8
03:04
O que fazer para ter uma boa velhice?
Quais hábitos podemos ter para chegarmos bem a terceira idade? O Dr. João Nogueira, médico e fundador do Horas da Vida, …