Informar

A cor do seu xixi pode indicar doenças; saiba identificar

Por: Redação | Comunicar erro

Observar o aspecto do seu xixi é algo que ajuda a identificar doenças precocemente e evitar que elas evoluam sem diagnóstico. Isso porque a cor da urina pode dar sinais de que algo não vai bem com a saúde, segundo a médica nefrologista Cibele Rodrigues. “O certo é que urinemos cerca de 2 a 2,5 litros de xixi ao dia, de cor amarelo clara, sem cheiro forte e sem dor”, explica a médica.

Ao site Minha Vida, parceiro do Catraca Livre, a especialista alerta sobre as diferentes colorações do xixi e o que elas podem significar.

Amarelo forte

Coloração muito amarela pode indicar falta de água no corpo

A coloração amarela forte ou alaranjada pode ser apenas porque está faltando líquidos no organismo, mas pode significar que outras coisas estejam acontecendo. Por exemplo, em caso de infecção da urina há uma grande quantidade de células chamadas leucócitos que deixam a urina mais forte e frequentemente má cheirosa devido à presença especialmente de bactérias.

Podem existir outros sintomas associados como dor ou ardor para urinar, a pessoa acometida pode fazer xixi diversas vezes em pequenas quantidades e mediante esforço, dor na região inferior da barriga, enfim, características de cistite (infecção na bexiga) ou uretrite (infecção na uretra, que é o canal que liga a bexiga ao meio externo).

Vermelho, marrom ou mais escuro

Xixi alaranjado é sinal de perda de sangue pela urina

A urina de cor avermelhada ou alaranjada “como suco de laranja”, ou ainda cor de “chá mate”, ou cor de “refrigerante de cola” é geralmente sinal de perda de sangue pela urina. Este sangue pode estar vindo dos rins (glomérulos) ou das vias urinárias. Por exemplo, pedras que andam pelos canais que levam o xixi podem machucá-los e o sangue sair, geralmente acompanhado de dor na região lombar de forte intensidade. Mas pode ser mais preocupante até do que isso, como é o caso de tumores, nefrites, tuberculose. Apenas o médico poderá saber exatamente o que ocorre por meio de um exame simples.

Quando o fígado está doente o paciente pode produzir excesso de bilirrubinas, que podem ser eliminadas pelos rins e colorir a urina de cor acastanhada ou mesmo marrom.

Outras cores

Corantes dos alimentos podem alterar a cor da urina também

Não podemos nos esquecer que alguns corantes naturais como o da beterraba, amora e mirtilo podem colorir a urina, sem qualquer significado de doença. O mesmo em relação aos corantes artificiais que podem tornar a urina de cores inimagináveis e estão contidos principalmente em remédios.

Além disso, algumas bactérias não tão habituais na urina, geralmente infecções adquiridas em ambiente hospitalar ou na presença de entupimentos da via urinária, são capazes de produzir um pigmento azul ou verde. São as pseudomonas, conhecidas como bacilos piociânicos (ciano=azul).

Na dúvida, a nefrologista do Minha Vida indica sempre procurar um médico. “Um exame de urina simples pode trazer muitas informações importantes a um custo baixo e sem qualquer incômodo na coleta”, afirma.

Leia também:

Teste de urina é capaz de mensurar idade biológica do corpo

Compartilhe: