Publicidade

Informar

Ação faz alerta para aumento de casos de Aids no Brasil

De 2006 para 2015 diagnósticos de Aids entre jovens do sexo masculino quase triplicou, saltando de 2,4 para 6,9 casos a cada 100 mil habitantes

Por: Redação | Comunicar erro
...
Publicidade

Cerca de 0,4% da população brasileira possui o vírus HIV, causador da Aids. Isoladamente, o percentual pode parecer pequeno, mas representa um total de 830 mil pessoas. E desse número, estima-se que 115 mil pessoas ainda não foram diagnosticadas, de acordo com o Ministério da Saúde.

Para dar visibilidade ao tema e incentivar discussões e atenção à causa, o Delboni Medicina Diagnóstica lança no Dezembro Vermelho, dedicado ao combate à Aids, a ação conscientizadora #04porcento, que doará mil testes de carga viral e CD4 para algumas ONGs, como o Projeto Bem-Me-Quer, em São Paulo.

Em nove anos, casos triplicaram: sobretudo entre os jovens 

É principalmente entre os jovens que a doença vem aumentando. Os dados do Ministério da Saúde mostram que, de 2006 a 2015, a taxa de detecção de casos de AIDS entre jovens do sexo masculino com 15 a 19 anos quase que triplicou, de 2,4 para 6,9 a cada 100 mil habitantes. Entre os jovens de 20 a 24 anos, a taxa mais do que dobrou – de 15,9 para 33,1 casos por 100 mil habitantes. Persistem entre os jovens o uso insuficiente do preservativo, a percepção do baixo risco de infecção e a pouca realização de teste de HIV.

“Com a chegada de tratamentos eficazes e garantia de boa qualidade de vida das pessoas que têm HIV, parece que a preocupação diminuiu e entre os jovens, além de não terem vivido a pior fase da Aids no Brasil, nos anos 80 quando tivemos muitas vítimas. Mas esse pensamento deve ser mudado e não podem esquecer que o sexo seguro é a melhor forma de prevenção”, comenta o infectologista Dr. Jessé Reis.

“Segundo dados da ONU, tivemos um aumento nos casos de Aids em todo mundo e –principalmente – entre jovens no Brasil, o que é muito preocupante. Com essa campanha, esperamos contribuir para a conscientização e assim controlar o índice de contaminação”, finaliza Dr. Jessé Reis.

Compartilhe:

Publicidade
Publicidade

Museu de Anatomia Humana da USP exibe peças que ensina como o seu corpo funciona

Cereja Flor: O lugar das taças de sorvetes gigantes em São Paulo

Fondue taiwanês é a próxima delícia que você tem de provar

Médica tira dúvidas sobre anticoncepcional

Refugiados se tornaram microempreendedores em um lava-rápido em São Paulo

Publicidade