Aplicativo ‘TáNaMão’ fornece orientações sobre HIV

Além de calcular o risco de infecção que o usuário pode ter, ferramenta informa onde podem ser feitos exames e tratamentos na capital paulista

Por: Lucas Galdino

Em junho de 2015, o Programa Municipal de DST/Aids, da Secretaria Municipal da Saúde, disponibilizou para o público o aplicativo “TánaMão”, um guia eletrônico de orientações e serviços sobre Aids e outras DSTs na capital paulista. Gratuita, a ferramenta está disponível nas lojas App Store e Google Play.

Sem preconceito: o app direciona seu questionário de acordo com sua identidade de gênero

Único neste modelo no Estado, o aplicativo agrupa todas as informações necessárias para que os paulistanos fiquem alertas sobre o tema e informa onde podem ser feitos exames e tratamentos na capital paulista.

No app, além das informações sobre prevenção, o menu “Saiba seu risco” calcula o risco de infecção que o usuário pode ter. Esse dado é feito com base nos comportamentos relatados durante o questionário respondido.

O “TáNaMão” apresenta um questionário ilustrativo, permitindo que, com os resultados apresentados, o cidadão analise seu grau de risco e obter informações sobre as DSTs, HIV/Aids

Se o usuário for notificado que corre risco, na mesma página existe um link com informações sobre a PEP (Profilaxia Pós-Exposição), espécie de “pílula do dia seguinte” para evitar o contagio do vírus do HIV e, por meio do GPS,  o app mostra os endereços mais próximos onde a pessoa pode buscar esse tratamento.