Beijo na boca pode transmitir gonorreia, alerta estudo

A gonorreia é uma infecção bacteriana que pode causar infecções nos genitais, no reto e na garganta de homens e mulheres

Por: Redação Comunicar erro

Pesquisadores australianos descobriram que o beijo de língua é capaz de transmitir gonorreia, a segunda infecção sexual transmissível (IST) mais frequente, ficando atrás apenas da clamídia. O estudo foi publicado na revista científica BMJ.

Para chegar a essa conclusão, eles entrevistaram homossexuais e bissexuais masculinos que frequentaram o centro público de saúde sexual em Melbourne, Austrália, entre março de 2016 e fevereiro de 2017. A chamada gonorreia orofaríngea, ou gonorreia oral, atinge principalmente esse público.

Os pesquisadores perguntaram aos voluntários com quantos parceiros eles haviam se relacionado nos últimos três meses e dividiram as respostas em três categorias distintas: aqueles que apenas se relacionaram com beijos (sem sexo), os que apenas tiveram sexo sem beijo e os beijaram e também mantiveram relação sexual.

dois homens se beijando no sofá
Crédito: Rawpixel.com/PexelsMais de 3 mil homens participaram do estudo

Ao todo, foram analisadas as respostas de mais de 3 mil homens com cerca de 30 anos. Ao final, eles foram testados para gonorreia orofaríngea e 6,2% tinham a doença – ou seja, mais de 200 participantes. Apenas beijo e beijo com sexo foram associados à gonorreia, mas somente sexo não.

Embora seja cedo e não seja motivo de alarde, há evidências que sugerem que a transmissão de gonorreia pelo beijo pode estar levando à propagação da doença na região central da Austrália.

Os Estados Unidos também enfrenta um aumento no número de casos. Entre 2013 e 2017, as notificações da doença aumentaram em 67%.

O que é gonorreia

colônia de bactéria em laboratório
Crédito: Jarun011/istockGonorreia é causada pela bactéria Neisseria gonorrhoeae

A gonorreia é uma infecção bacteriana que pode causar infecções nos genitais, no reto e na garganta de homens e mulheres. Quando não tratada, pode causar infertilidade, dor durante as relações sexuais e gravidez nas trompas.

Entre os sintomas, estão dor ao urinar ou no baixo ventre, corrimento amarelado ou claro, fora da época da menstruação, dor ou sangramento durante a relação sexual. A maioria das mulheres, no entanto, não apresentam sinais e sintomas.

Os homens podem apresentar ardor ao urinar, podendo haver corrimento ou pus, além de dor nos testículos.

Na presença de qualquer sinal ou sintoma dessa IST, recomenda-se procurar um serviço de saúde para o diagnóstico correto e indicação do tratamento com antibiótico adequado. Além disso, é aconselhável manter em dias os exames para ISTs.

Compartilhe:

Tags: #doenca #Sexo
1
03:38
Cuidados e prevenções para a saúde das mulheres
Dores menstruais parecem típicas, mas podem ser um sinal de endometriose. Hoje, a Dra. Luiza Cadioli, médica de família e comunidade, …
2
02:37
Saiba quais são os sintomas do Transtorno bipolar
O transtorno bipolar vai além das variações de humores. Hoje, o Dr. Jair de Jesus Mari, psiquiatra e professor da Unifesp, …
3
01:40
O que é a Fibromialgia e quais os sintomas?
Você já sentiu dores intensas em algumas partes do corpo? Hoje, a Dra. Luiza Cadioli, médica de família e comunidade, fala …
4
04:15
Quais são os sintomas que indicam diabetes?
Você sente uma fome excessiva, mas não consegue identificar o por quê? Hoje, a Dra. Luiza Cadioli, médica de família e …
5
04:43
Quais são os sintomas da Esquizofrenia?
A esquizofrenia é um dos tipos da psicose, que é um sintoma que descreve condições que afetam a mente. Hoje, o …
6
03:10
Como os fatores sociais impactam a expectativa de vida
Saneamento básico e desemprego são alguns dos fatores que podem impactar diretamente com a nossa longevidade. Hoje, a Dra. Aline de …
7
01:28
Psicose: saiba como identificar
Pensamentos vagos e incoerentes? Como identificar um surto psicótico? Hoje, o Dr. Jair de Jesus Mari, fala sobre os sintomas da …
8
02:11
Saiba como identificar os sintomas da diverticulite
A diverticulite tem se tornado uma doença comum, principalmente para pessoas acima dos 60 anos. Hoje, o Dr. Raul Cutait, médico …