Últimas notícias:
Loading...

Câncer de pulmão: mudança no rosto pode indicar sinal da doença

Entenda por que este sinal pode indicar diagnóstico da doença

Apesar de eventualmente sinalizar a doença, é importante ressaltar que nem todos os casos de inchaço facial são causados pelo câncer de pulmão – iStock/Getty Images
Créditos: Getty Images/iStockphoto
Apesar de eventualmente sinalizar a doença, é importante ressaltar que nem todos os casos de inchaço facial são causados pelo câncer de pulmão – iStock/Getty Images

Geralmente associado a sintomas como tosse, falta de ar e rouquidão, o câncer de pulmão pode se manifestar por meio de sinais menos óbvios. Um deles é o inchaço no rosto, pescoço, braços e parte superior do tórax.

Para os especialistas, isso acontece quando o tumor exerce pressão sobre a veia cava superior (VCS) ou se espalha para os gânglios linfáticos próximos.

Consequentemente, a veia cava superior leva o sangue da cabeça e braços de volta ao coração, passando ao lado da parte superior do pulmão direito e dos linfonodos no interior do tórax. Por isso tumores nessa área podem pressionar a veia cava superior, fazendo com que o sangue retorne para as veias, provocando o inchaço.

Apesar das evidências, é importante ressaltar que nem todos os casos de inchaço facial são causados pelo câncer de pulmão. Na maioria das vezes outras condições podem levar a sintomas semelhantes.

Outros sinais de câncer de pulmão

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), a doença, na maioria das vezes, começa de maneira silenciosa, não provocando quaisquer sintomas até que se dissemina. Porém, em em estágios mais avançados, a pessoa pode apresentar os seguintes sinais:

  • tosse com expectoração mucosa
  • tosse com expectoração com sangue
  • dor no peito
  • rouquidão
  • perda de apetite
  • perda de peso não intencional
  • fadiga
  • infecções de repetição

Causas do câncer de pulmão

Responsável por 80% dos casos, o cigarro é o principal causador do câncer de pulmão. Entre as pessoas que não fumam, nem nunca fumaram, um dos maiores fatores de risco de câncer de pulmão é o fumo passivo, segundo relatório da American Cancer Society descobriu que cerca de 7.000 adultos morrem de câncer de pulmão por ano devido ao fumo passivo.

O fumo passivo, também conhecido como fumaça ambiental do tabaco, possui maior concentração de nicotina e carcinógeno. Também pode causar câncer de laringe, nasofaringe, seios nasais e até de mama.

Além disso, embora pouco falado, o gás radônio, naturalmente presente no solo, nas rochas e na água, é apontado pela OMS como a segunda maior causa para o desenvolvimento de câncer de pulmão, ficando atrás do cigarro.

Outro fator que faz com que muitos não fumantes desenvolvam a doença tem a ver com risco ocupacional. São pessoas que têm contato com agentes cancerígenos no trabalho, como arsênico, urânio, amianto e exaustão de diesel.