CORONAVÍRUS
Tudo o que você precisa saberÚltimas notícias e tudo que você precisa saber

Cara Delevingne: os prazes no avião.

Por: Redação

Cara Delevingne mostrou um prazer nos ares. “Faço muito sexo em avião. Mas sempre sou flagrada. É difícil não ser”, revelou em uma entrevista à revista Love.
A loira, que namora a cantora St Vincent há 18 meses, seguiu abrindo o jogo. “Já fiz na cadeira do avião e tinha um cara olhando. No final, contamos à comissária o estava acontecendo. Tipo: ‘esse cara está olhando para nós. Você pode pedir para ele parar?”, completou.

Em outras entrevistas, ela mostrou um lado menos divertido de sua vida.
Recentemente, em entrevista à “Vogue” americana, a modelo Cara Delevingne, de 22 anos, confidenciou que sofre de depressão desde os 15 anos e chegou a pensar em suicídio muitas vezes.

Divulgação
Modelo tem depressão faz sete anos

“Isto é algo que eu não abro, mas é uma grande parte de quem sou”, disse Cara à revista. “De repente, fui atingida por uma onda maciça de depressão, ansiedade e auto-ódio. Eu nunca me cortei, mas me arranhava ao ponto de sangrar. Só queria sumir”, acrescentou a top.

Cara ainda relatou que pensou em suicídio certa vez num quarto de hotel, em Nova York. “Estava arrumando as minhas malas e, de repente, quis acabar com isto. Eu precisava decidir se me amava tanto quando eu amava a ideia de morte”.

Problema que acompanha a humanidade desde o início de sua história, a depressão ainda é pouco compreendida pela maioria das pessoas. Para colaborar com a mudança desse quadro, o site Minha Vida, criou uma página especial com todas as informações de especialistas a respeito da depressão.

Leia trecho da reportagem abaixo:

A depressão é uma doença. Há uma série de evidências que mostram alterações químicas no cérebro do indivíduo deprimido, principalmente com relação aos neurotransmissores (serotonina, noradrenalina e, em menor proporção, dopamina), substâncias que transmitem impulsos nervosos entre as células. Outros processos que ocorrem dentro das células nervosas também estão envolvidos.

Ao contrário do que normalmente se pensa, os fatores psicológicos e sociais, muitas vezes, são consequência e não causa da depressão. Vale ressaltar que o estresse pode precipitar a depressão em pessoas com predisposição, que provavelmente é genética. A prevalência (número de casos numa população) da depressão é estimada em 19%, o que significa que aproximadamente uma em cada cinco pessoas no mundo apresenta o problema em algum momento da vida.

Leia a matéria completa aqui.

Compartilhe:

1
Atividades divertidas para entreter as crianças durante a pandemia de coronavírus
O isolamento social imposto pelo do novo coronavírus é um desafio para nós e para as crianças também. Com as …
2
Coronavírus: conheça novos sintomas que podem indicar que você está com covid-19
Se você acompanha o noticiário sobre o novo coronavírus com certeza já deve ter ouvido falar sobre os principais sintomas …
3
Depressão: tudo o que precisamos saber sobre a doença
Não se trata de frescura e nem de preguiça. Depressão é uma doença grave e incapacitante que atinge mais de …
4
Cloroquina vs coronavírus: o que a ciência diz sobre o uso do medicamento
Da noite pro dia a cloroquina que é usada principalmente no tratamento contra a malária e algumas doenças reumatológicas, se …
5
Barato: yoga online para você praticar em casa na quarentena
O que você tem feito para aliviar a pressão da quarentena? Você tem colocado o seu corpo em movimento?  Se …
6
4 dicas essenciais para você fazer home office na quarentena
Teve que transformar a sua casa em um ambiente de trabalho por conta da quarentena causada pelo coronavírus? Então, este …
7
Coronavírus: entenda o colapso do sistema de saúde e funerário do Equador
Quanto mais avança a contaminação pelo mundo, mais cenas trágicas e impactantes a pandemia de coronavírus acaba criando. Como é …
8
O que a ciência e o Ministério da Saúde pensam sobre o coronavírus
Este Giro Catraca Livre vai ser um pouquinho diferente. Ao invés da gente mergulhar num tema e tentar traduzir ele …