Últimas notícias:
Loading...

Dois suplementos aumentam risco de câncer de próstata

Pesquisa observou eventual risco de câncer associado ao consumo de suplementos; entenda os motivos

Pesquisa observou 35 mil homens para entender eventuais efeitos adversos dos suplementos associados ao câncer – iStock/Getty Images
Créditos: Getty Images/iStockphoto
Pesquisa observou 35 mil homens para entender eventuais efeitos adversos dos suplementos associados ao câncer – iStock/Getty Images

No mundo dos dias atuais, o consumo de suplementos faz parte da rotina de milhões de pessoas que tentam preencher as lacunas de uma vida sedentária e de hábitos nocivos.

Apesar de os suplementos estarem associados a uma série de benefícios, certos produtos podem causar mais mal do que bem quando tomados em grandes quantidades. É o que mostra estudo publicado no Journal of the National Cancer Institute ao descobrir que a vitamina E e o selênio podem aumentar o risco de câncer.

Suplementos: Benefícios x riscos associados ao câncer

Geralmente, a vitamina E ajuda está vinculada à manutenção da saúde da pele e dos olhos, além de aumentar a imunidade, enquanto o selênio oferece fortes propriedades antioxidantes.

Para entender eventuais efeitos adversos do consumo de suplementos,  a pesquisa, que avaliou mais de 35.000 homens divididos em quatro grupos, descobriu que as formas de suplemento desses dois nutrientes são arriscadas.

A pesquisa sugeriu que a vitamina E aumentou o risco de câncer de próstata de baixo e alto grau em homens com níveis mais baixos de selênio em 63% e 46%, respectivamente. Além disso, o selênio foi associado a um risco 91% maior de câncer de alto grau em homens com níveis mais altos desse nutriente. Após essas descobertas, o estudo teve que ser interrompido.

A pesquisa concluiu que os homens devem evitar tomar suplementos de vitamina E e selênio em doses que excedam a ingestão recomendada.

De acordo com os autores, esses suplementos são populares – especialmente a vitamina E – e até agora nenhum estudo grande mostrou quaisquer benefícios na prevenção de qualquer doença crônica importante.

A equipe de cientistas recomendou que os homens parem de usar esses suplementos para evitar riscos desnecessários.