Tempo ideal entre gestações pode ser mais curto do que se pensava

Informar

Hospital divulga foto de siamesas após cirurgia de separação

Esta foi a primeira vez que gêmeos unidos pela cabeça foram separados no Brasil

Por: Redação | Comunicar erro
gemeas separadas após a cirurgia
Crédito: divulgação/Hospital das Clínicas de Ribeirão PretoSiamesas foram separadas no domingo depois de mais de 20 horas de cirurgia

O Hospital das clínicas de Ribeirão Preto divulgou nesta quarta-feira, 31, a primeira imagem das gêmeas siamesas após cirurgia de separação, feita no último domingo, 28. Na foto, Maria Ysabelle e Maria Ysadora, de 2 anos, aparecem cada uma no colo dos pais. 

O procedimento de separação de gêmeos unidos pela cabeça é inédito no Brasil e durou mais de 20 horas.

O hospital informou que as irmãs cearenses estão internadas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas respondem bem e já respiram sem ajuda de aparelhos.

gêmeas ainda unidas pela cabeça
Crédito: arquivo pessoalGêmeas nasceram unidas pela cabeça

Essa foi a quinta e última intervenção cirúrgica, de uma série iniciada em fevereiro. O procedimento envolveu uma equipe de 40 profissionais, entre neurocirurgiões, cirurgiões plásticos, anestesistas, pediatras e especialistas norte-americanos. Entre eles, James Goodrich, neurocirurgião que desenvolveu essa técnica de separação em etapas.

Segundo ele, com os métodos de separação anteriores a essa técnica, os riscos eram maiores e – muitas vezes – os pais precisavam escolher salvar um ou outro filho.

médicos no corredor empurrando maca com as meninas
Crédito: Divulgação/Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto Equipe contou com especialistas norte-americanos

Os médicos ainda não sabem determinar se vai haver algum déficit neurológico nas crianças, já que parte do cérebro das meninas também estava unida. Segundo eles, isso não é possível observar agora.

Os pais das gêmeas são de Patacas, distrito de Aquiraz, no Ceará, e estão morando temporariamente no campus da USP, em Ribeirão Preto. Ainda não há previsão de retorno para a cidade natal, pois as gêmeas precisam passar por um  processo longo de recuperação antes de ganharem alta.

Cirurgia de 12 horas separa com sucesso gêmeas siamesas

Compartilhe: