Últimas notícias:
Loading...

Infecção por HPV aumenta o risco de doenças do coração

Descubra a ligação entre o HPV de alto risco e os problemas cardíacos

Um estudo de pesquisadores da Universidade de Sungkyunkwan, em Seul, Coreia do Sul, revelou que a infecção pelo papilomavírus humano (HPV) aumenta em quatro vezes o risco de morte por doenças cardiovasculares (DCV) em mulheres. Esta pesquisa é pioneira ao associar cepas do vírus a óbitos femininos por enfermidades como infarto e acidente vascular cerebral.

Infecção por HPV aumenta o risco de doenças do coração
Créditos: iSTock
Infecção por HPV aumenta o risco de doenças do coração

Infecção por HPV aumenta o risco de doenças do coração

O HPV é uma infecção sexualmente transmissível comum, com uma prevalência global estimada de até 44% na população feminina.

No estudo, os pesquisadores se concentraram na relação de 13 genótipos de alto risco, ou seja, cepas do vírus anteriormente associadas a alguma doença, geralmente oncológica.

“Há estudos que sugerem uma possível relação entre as cepas de HPV de alto risco e as doenças cardiovasculares, mas até agora nenhuma pesquisa avaliou os resultados cardiológicos de longo prazo em pessoas infectadas”, destaca Hae Suk Cheong, coautor do estudo.

As doenças cardiovasculares são a principal causa de morte em todo o mundo, sendo responsáveis por 32% de todos os óbitos globais em 2019, com projeção de aumento para 23,6 milhões até 2030.

O estudo sobre o vírus e doenças cardiovasculares

A pesquisa incluiu 163.250 mulheres coreanas jovens ou de meia-idade sem doenças cardiovasculares no início do estudo.

Elas foram submetidas a diversos testes de saúde, incluindo exames cervicais para detecção de 13 cepas de HPV de alto risco. Os testes foram repetidos a cada um ou dois anos, durante uma média de oito anos e meio.

Resultados da pesquisa

Os pesquisadores combinaram os dados dos testes de HPV com os dados nacionais sobre óbitos por doenças cardiovasculares. Eles descobriram que entre as jovens saudáveis, o risco de morrer de DCV era baixo – 9,1 a cada 100 mil.

No entanto, mulheres infectadas com cepas de HPV preocupantes e com outros fatores de risco, como hipertensão ou colesterol alto, apresentaram uma probabilidade quase quatro vezes maior de enfartar ou morrer por doenças cardiovasculares relacionadas.

Comparado com mulheres com fatores de risco semelhantes para doenças cardiovasculares, aquelas que também estavam infectadas pelo HPV apresentaram uma probabilidade 5,86 maior de morrer por acidente vascular cerebral. Isso foi particularmente preocupante naquelas com obesidade.

Recomendações para pacientes com HPV de alto risco

Nikolai Khaltaev, da Aliança Global contra Doenças Respiratórias Crônicas, na Suíça, sublinha a importância do estudo coreano e enfatiza a necessidade de monitorar pacientes com HPV de alto risco.

Ele defende a adoção de um estilo de vida saudável para atenuar o risco de doenças cardiovasculares. Mais pesquisas ainda são necessárias para entender se a infecção por HPV de alto risco tem efeitos semelhantes nos homens e para investigar o potencial da vacina contra o vírus na prevenção de mortes por doenças cardiovasculares.