Já ouviu falar sobre alergia à água? Entenda melhor

Por: Redação

Poucas pessoas já ouviram falar, mas a alergia à água existe. Você deve estar se perguntando: como ela se desenvolve? Como tomar banho? Como ingerir líquidos? Pois bem, quem vai esclarecer essas e outras dúvidas sobre a doença é o alergista e imunologista Luiz Werber Bandeira, chefe de Unidade de Imunologia Clínica e Experimental do Hospital Geral da Santa Casa do Rio de Janeiro. Confira:

David Trood/ Getty Images
A alergia pode ocorrer em qualquer momento e faixa etária

Quando acontece?
As doenças são preponderantemente de causas genéticas, onde ocorre a mutação de um gene e secundariamente a doença. O aparecimento clínico dos sintomas depende do que denominamos penetrância genética. Ela pode ocorrer no início da vida ou em qualquer momento e faixa etária do paciente.

Quais são os tipos?
Há a reação dermatológica tipo urticaria com água quente: denominada urticária colinérgica. Nesse caso quando a temperatura corporal aumentar pelo menos 1ºC a pessoa apresentará placas vermelhas pelo corpo. A reação tipo urticaria com água fria ocorre quando a pessoa entra em contato com temperaturas baixas, banhos frios, água do mar e de piscina fria, bebidas geladas, por exemplo. Por último, a reação urticariforme á água: denominada urticária aquagênica. Neste caso qualquer contato com água em qualquer temperatura pode levar a reação dermatológica.

Quais são os cuidados?
Nos casos de urticarias à água, o cuidado passa pelos quadros mais graves onde pode ocorrer perda consciência e ocasionar afogamento, quando o paciente mergulha em água fria. Assim como pode ocorrer durante o banho uma síncope (perda repentina da consciência com suspensão aparente das funções vitais de respiração e circulação) e queda com traumatismos importantes.

O contato com bebidas geladas pode levar ao edema da orofaringe com consequente dificuldade de respirar. É importante que se tenha cuidado com mergulhos em águas frias, pois a reação ao fio pode ser intensa levando à importante vasodilatação, queda abrupta da pressão artéria, sincope e poderá haver afogamento.

Qual o tratamento?
Alguns antialérgicos podem ser utilizados na tentativa do controle. Trabalhos apresentados pela Unidade de Imunologia Clínica e Experimental da Santa Casa do Rio mostram resultados importantes do uso da substancia Doxepine no controle dos sintomas.

Para beber água gelada:
Na realidade a causa da urticaria aquagênica (alergia a água), não é totalmente conhecida porém as reações são só externas cutâneas, diferente da urticária ao frio, onde o paciente pode ter reação com água gelada e gelo ao engolir.

Para tomar banho:
A pessoa pode tomar banho, mas para conter as reações do contato da água deve usar medicamentos como a Citerizina ou Doxepine para controlar os sintomas e sinais. O objetivo é o controle, porém esse tipo de urticária acompanha frequentemente outras alergias e tratando estas outras alergias pode diminuir as reações da urticária aquagênica.

Por que algumas alergias surgem de repente?
Várias são as causas que podem induzir a atividade genética da doença na pessoa, infecções virais, alimentos, aditivos alimentares, corantes alimentares e sol. E mesmo o gene mutante, espontaneamente, pode deixar de estar em repouso e entrar em atividade.

Compartilhe: