Educadora sexual ensina a potencializar o prazer na masturbação

Texto escrito por Clau do Vibra Comigo e publicado no Superela

Por: Redação | Comunicar erro
Tags: #Sexo

Uma coisa é fato: todo mundo merece um bom orgasmo! Acontece, que ainda dá para potencializar isso tudo. Saber como fazer amor consigo mesma pode deixar todo o caminho até o orgasmo ainda mais gostoso.

Diferença gozar ter orgasmo

Nesse processo, a masturbação pode vir muito a calhar como um momento íntimo, de conhecimento do seu próprio corpo e conexão consigo mesma. Mas é claro que esse não é o único caminho e nem existe uma fórmula secreta e infalível para isso.

Por essa razão, é importante que você se permita conhecer seu corpo, ter novas experiências e descobrir os meios que mais lhe agradam e dão prazer. O que eu posso fazer, enquanto educadora sexual, é sugerir alguns passos para você saber como fazer amor com você. Continue a leitura e confira as dicas.

Construa uma relação de amor com você:

Antes de partirmos para dicas de conhecimento corporal, preciso citar alguns outros pontos.

Todo mundo passa por altos e baixos na vida, mas quando a motivação pessoal é bem trabalhada, a gente consegue transformar os desafios em grandes aprendizados.

Digo isso porque trabalhar nossa autoestima é fundamental para nos sentirmos confortáveis e aprendamos como fazer amor com a gente.

Invista em você

Nada é mais interessante do que uma mulher com brilho próprio. NADA! Para conquistá-lo, é essencial investir em você. Seja reservando um tempo para viajar, ir ao salão, conversar com as amigas, fazer uma compra…

Trabalhar o poder da autoestima auxilia na confiança interna e muda a forma como encaramos a rotina. Afinal, é preciso respeitar a si mesma para tomar as melhores decisões em sua trajetória.

Desenvolva uma relação mais saudável com você mesma

Por vezes, até mesmo por questões de hábitos, dirigimos palavras ofensivas para nós mesmas. Portanto, a grande dica aqui é: pare de falar palavras ofensivas contra você! Para de ser criticar tanto e se olhe com mais carinho.

É importante, sim, identificar suas falhas e erros, mas não para autopunição. Ao observar suas falhas, enxergue-as como oportunidade de melhorar alguns hábitos e não se esqueça de olhar também para seus pontos fortes! Se possível, faça uma lista desses pontos, porque quando passamos por algum problema, tendemos a olhar para o negativo. E quando esse momento chegar, você terá uma lista de pontos para te ajudar a se reerguer e enfrentar o que for preciso.

Esse é um ponto bem importante para você aprender como fazer amor com você.

Não tenha vergonha do seu corpo

Continue lendo aqui: Como fazer amor consigo mesma em 7 passos

  • Leia também:

Compartilhe:

1 / 8
1
04:46
Os perigos do movimento antivacina
O político italiano e ativista antivacina, Massimiliano Fedriga, foi internado para se tratar de uma catapora. Seria engraçado, senão fosse …
2
03:08
Será que você tem sinestesia?
Ouvir um som e sentir um gosto na boca; ver o número 8 como roxo. Nada disso é loucura: tratam-se …
3
02:23
Banho do Bebê – Sikana
Esse vídeo integra o capítulo “Higiene do Bebê” e contou com o apoio técnico de profissionais de saúde da Perinatal, …
4
02:13
Os benefícios da camisinha feminina
Muitos talvez não saibam, mas a camisinha feminina conta com uma série de benefícios. Além de prevenir a gravidez, protege …
5
05:54
Maternidade e sexo – Ana Paula Xongani
A criadora de conteúdos e empresária Ana Paula Xongani contou o que mudou na sua vida sexual após a maternidade.
6
04:55
Prazer das minas – Thaís Mayume Higa
A escritora e editora Thaís Mayume Higa conversou com a gente sobre os tabus envolvendo a sexualidade das minas.
7
07:03
Saúde LGBT – Thaís Machado e Iran Giusti
Conversamos com a médica da família e comunidade, Thaís Machado, e o fundador da Casa 1, Iran Giusti, para falar …
8
04:27
Sexo 60+ – Rita Cadillac
Conversamos com a Rita Cadillac para abordar o sexo após 60 anos de idade.