Meningite pode matar; saiba como prevenir

Por: Redação | Comunicar erro

Esta terça-feira (24) é o Dia Mundial de Combate à Meningite. A data foi criada para conscientizar sobre seus riscos dessa doença e a importância da prevenção e do diagnóstico precoce. A meningite consiste na inflamação das meninges, membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal.

Existem diferentes tipos de meningites; as causadas por bactérias e por vírus

Segundo o Ministério da Saúde, a meningite é considerada uma doença endêmica. Os casos da doença são esperados o ano todo, “com a ocorrência de surtos e epidemias ocasionais, sendo mais comum a ocorrência das meningites bacterianas no inverno e das virais no verão.”

Outros fatores também podem acarretar a doença, como alergias a certos medicamentos. O neurologista André Felício falou sobre a meningite para o portal Minha Vida, parceiro do Catraca Livre. Segundo ele, o tipo de meningite mais comum e menos perigosa é a viral.

Os vírus que causam esse tipo da doença podem ser transmitidos por meio de alimentos, líquidos e objetos contaminados. Ocorre com mais frequência entre o fim do verão e o começo do outono.

A meningite meningocócica, quando a bactéria causa inflamação grave nas membranas da medula é cérebro, pode causar sérios danos e é mortal em 50% dos casos não tratados, por isso deve ser considerada como urgência médica, de acordo com o site da Organização Mundial da Saúde (OMS).

“Os primeiros sinais de meningite, quando manifestados, são facilmente confundidos com os sintomas típicos da gripe. Eles geralmente aparecem de algumas horas até dois dias após a infecção”, contou o neurologista.

Os sintomas mais comuns são:

Crédito: Getty Images/iStockphotoAtenção para os sintomas

-Febre alta repentina
-Forte dor de cabeça
-Pescoço rígido
-Vômitos
-Náusea
-Confusão mental e dificuldade de concentração
-Convulsões
-Sonolência
-Fotossensibilidade
-Falta de apetite
-Rachaduras e presença de manchas vermelhas na pele.

Bebês recém-nascidos que contraem a doença podem ter quadros de febre, dor de cabeça, vômitos, confusão, rigidez corporal, moleira tensa ou elevada e inquietação.

No Brasil, a imunização contra a bactéria Haemophilus influenzae, principal causadora de meningite em crianças, faz parte do calendário obrigatório de vacinação infantil.

  • Leia também:

Compartilhe:

1 / 8
1
02:18
Conheça o programa “É Melhor Prevenir”
Conheça a série  “Melhor Prevenir” da Catraca Livre para melhorar a qualidade de vida. Os videos ensinam a identificar sinais de …
2
02:37
Os principais sinais da depressão
Dr. Jair de Jesus Mari, professor titular de psiquiatria da USP, ensina sobre os principais sinais da depressão. Esse vídeo faz …
3
03:28
A receita do prazer sexual na gravidez
Claudio Basbaum, ginecologista e obstetra da maternidade São Luiz,  compartilha a receita do prazer sexual na gravidez.
4
05:29
Como o estresse interfere na saúde do bebê
Claudio Basbaum, obstetra na Maternidade de São Luiz, é conhecido como o médico que implantou no Brasil o parto humanizado. Esse …
5
04:59
Como o sono ruim dificulta a perda de peso
Professor associado da Faculdade de Medicina da USP e cirurgião especializado em aparelho digestivo, Raul Cutait mostra nesse vídeo a …
6
01:52
Terapia da natureza: mais saúde para o corpo e para a mente
Já pensou em ir ao médico e ele lhe receitar levar o cachorro para passear, plantar flores, procurar conchas na …
7
03:37
Saiba como ter uma boa alimentação na gravidez
Claudio Basbaum, obstetra na Maternidade de São Luiz, fala sobre a melhor alimentação durante a gravidez. Este vídeo faz parte da …
8
06:38
Sinais que revelam que uma criança está com câncer
Antônio Sérgio Petrilli, professor titular de Pediatria na Unifesp, mostra os principais sinais de que uma criança está com câncer. Petrilli …