Últimas notícias:

Loading...

Parto oceânico: mulher dá à luz no Mar Vermelho e fotos viralizam

Por: Catraca Livre

“O bebê escolhe a hora de nascer”, e assim queremos que seja sempre, ou seja, no tempo e na vontade dele. No caso dessa gestante russa, ele não poderia ter escolhido hora melhor e ao mesmo tempo mais peculiar: o parto aconteceu no mar.

Em meio às águas do Mar Vermelho, no Egito, a turista foi fotografada parindo, por Haida Hosny El, que estava na varanda do apartamento do tio, em frente à praia, e decidiu registrar o momento e publicar no Facebook.

A mulher entrou no mar pouco antes de efetivamente dar à luz, acompanhada pelo companheiro e por um senhor, que seria o médico. Após o nascimento, os dois homens saíram carregando o bebê, ainda preso à placenta pelo cordão umbilical, enquanto a mãe deu ainda um último mergulho, tranquila e plena.

Por ter um médico experiente em partos na água acompanhando o nascimento, tudo leva a crer que o acontecimento foi planejado pelo casal. Tudo aconteceu numa praia na cidade Dahab, ao norte de Sharm el-Sheikh, no Egito.

Mulher dá à luz no Mar Vermelho e, depois do parto, dá mergulho e bebê é levado para a areia, ainda preso à placenta pelo cordão umbilical.

O parto aparentemente foi fácil e rápido, a mãe continuou de biquíni e, depois do nascimento, os três pareciam comemorar. A placenta foi colocada em um recipiente de plástico e carregada pelos dois, junto com o bebê, para a costa de areia.

As fotos publicadas por Haida já foram compartilhadas mais de três mil vezes e há comentários de pessoas do mundo todo. “O homem mais velho é um russo especializado em fazer exercícios para que os bebês nasçam no mar”, explicou ela na legenda do post.

Confira a sequência de imagens na galeria abaixo:

O parto da turista russa pode trazer ainda uma leitura carregada de história e simbologias. Janet Balaskas fala, em seu livro – The Waterbirth Book (Livro de Nascimento na Água), sobre lendas de ilhas do Pacífico Sul, onde se dá à luz em águas rasas do mar, e de faraós egípcios que nasceram na água.

  • Parto na água | Assistência ao parto

Embora cada vez mais comum, viabilizado inclusive em vários hospitais, o parto na água é eficiente e recomendado, entretanto deve ter alguns cuidados, sobretudo em relação à assistência.

Em muitos casos, a água pode oferecer à parturiente conforto e alívio, além de ajudar, dependendo do estágio do parto, no avanço da dilatação. Ou seja, é um método não-farmacológico muito eficaz, se executado da maneira correta.

Antes de mais nada, é preciso garantir a segurança da mãe e do bebê. Quando se fala em parto no mar, por exemplo, é importante lembrar que determinadas condições podem prejudicar o bebê, como a salinidade, que é agressiva para o recém-nascido, e a baixa temperatura.

Além disso, diferente de uma piscina, no parto hospitalar ou domiciliar, o oceano é um ambiente onde não se tem controle da situação.

O parto na água é recomendado por garantir conforto e alívio à mulher, além de aceleração da dilatação. No entanto, deve ser feito com a devida assistência.

Vale destacar ainda que é sempre muito importante que o parto seja feito com a devida assistência. No caso da turista russa, embora não se tenha nada comprovado, o nascimento foi assistido por um médico obstetra e especializado em partos subaquáticos.

Se for parir, busque um profissional qualificado e um ambiente adequado e seguro.

Leia mais:

Compartilhe:

Tags: #Maternidade