Saiba os principais cuidados que você deve ter com aquecedor a gás

Arquitetos esclarecem dúvidas sobre o uso e manutenção do aparelho em casa

Por: Casa.com.br

O inverno chega e com ele os montes de cobertores, roupas e cachecóis. Tem dias que mesmo com quatro cobertas, duas calças, meias e blusas não tem jeito de se esquentar. Para os friorentos de plantão, instalar um aquecedor dentro de casa é uma ótima opção para evitar perrengues com as baixas temperaturas.

O aquecedor à gás, por exemplo, é uma opção (um pouco salgada), porém em alta para os haters do frio. Os dados da Associação Brasileira de Aquecimento a Gás (ABAGAS) revelam que a média de uso no país é de 1 equipamento para cada 680 habitantes. Mas, atenção: este tipo de sistema demanda instalação correta e manutenção constante para não causar nenhum tipo de acidente para os moradores.

aquecedor a gás
Crédito: Reprodução/Casa.com.brNo Brasil, há 1 aquecedor à gás para cada 680 habitantes

Para auxiliar o internauta do Casa.com.br, os arquitetos Renato Andrade e Erika Mello, do escritório Andrade & Mello Arquitetura, respondem algumas dúvidas recorrentes sobre os cuidados com o aquecedor à gás.

aquecedor a gás em um cozinha toda branca
Crédito: Carlos Piratininga/Casa.com.brProjeto de Cristiane Schiavoni

A dupla explica o funcionamento do circuito de um aquecimento à gás:

“A infraestrutura hidráulica do apartamento é modificada para o dobro e é necessário uma tubulação específica para a água quente chegar até o ponto de consumo. Porém, antes disso, a água fria entra no aquecedor de passagem, que funciona com o gás que alimenta a chama da câmara de combustão, e, por sua vez aquece a água através do trocador de calor. Enquanto isso, os vapores da exaustão são eliminados pela chaminé”.

Continue lendo no Casa.com.br.

Em parceria com a Catraca Livre, a Casa.com.br vai publicar conteúdos sobre urbanidade, sustentabilidade, arquitetura, faça você mesmo, dicas para sua casa e decoração. Confira tudo neste link

Compartilhe: