CORONAVÍRUS
Tudo o que você precisa saberÚltimas notícias e tudo que você precisa saber

Raul Gil fala sobre problema no coração; saiba sobre arritmia cardíaca

Em entrevista ao TV Fama, o apresentador revelou detalhes sobre sua internação em setembro. "Tenho medo de sofrer"

Por: Redação

Raul Gil falou na última terça-feira, 29, em entrevista ao programa “TV Fama”, da Rede TV!, sobre o seu quadro de arritmia cardíaca e o que pensa sobre a morte. O apresentador revelou que foi internado, em setembro deste ano, para tratar o problema e “rezou muito” para se recuperar.

“Arritmia é uma coisa que eu acho que 90% das pessoas têm e não sabem. Quando descobrem, tem que se cuidar. Eu fiz 20 e poucos exames e saíram todos maravilhosos, inclusive pela minha idade. Próstata, sangue, diabete, essas ‘cosaiadas’ todas”, disse Raul Gil, que tem 81 anos.

Crédito: DivulgaçãoEm entrevista ao TV Fama, o apresentador Raul Gil revelou detalhes sobre sua internação em setembro

O apresentador do SBT  também falou sobre os cuidados com a doença e afirmou não ter medo de morrer: “Não, isso é normal. Eu já tinha há muitos anos, mas eu não sabia. Agora eu minha esposa estamos cuidando. Você sabe que todos nós temos um final e quando chega o final da gente, a gente tem que aceitar. Eu não tenho medo de morrer, eu tenho medo de sofrer”.

Problema comum

A arritmia é um problema comum. Calcula-se que 5% da população mundial tenha arritmia, mas boa parte é assintomática –não percebe os sintomas. Por ano, o Brasil registra 2 milhões de casos da doença.

As arritmias cardíacas são alterações elétricas que provocam modificações no ritmo das batidas do coração. Elas são classificas de vários tipos: taquicardia (quando o coração bate rápido demais); bradicardia (as batidas são muito lentas), e casos em que o coração pulsa com irregularidade (descompasso), sendo sua pior consequência a morte súbita.

Crédito: Erdikocak/iStockA arritmia cardíaca é um problema comum e afeta 5% da população mundial

De acordo com a Sociedade Brasileira de Arritmias Cardíacas (Sobrac), as arritmias podem ser benignas, mas também podem apresentar alta malignidade. Algumas podem causar falta de ar, dor no peito, desmaios e até morte súbita.

Normalmente, as arritmias cardíacas que ocorrem em pacientes que já apresentam problemas cardíacos, como infarto, cirurgias prévias, insuficiência cardíaca, são de maior risco aos pacientes quando não diagnosticada e tratada corretamente, a arritmia cardíaca pode provocar parada cardíaca, doenças no coração e a morte súbita.

Em alguns casos a doença não apresenta sintomas, mas as pessoas podem ter:

  • Dores no peito
  • Desmaio ou tontura
  • Palpitações ou ritmo cardíaco lento
  • Falta de ar

O tratamento varia. se necessário, inclui medicamentos antiarrítmicos, procedimentos médicos, dispositivos implantáveis e até cirurgia.

Compartilhe:

1
Coronavírus: entenda o colapso do sistema de saúde e funerário do Equador
Quanto mais avança a contaminação pelo mundo, mais cenas trágicas e impactantes a pandemia de coronavírus acaba criando. Como é …
2
O que a ciência e o Ministério da Saúde pensam sobre o coronavírus
Este Giro Catraca Livre vai ser um pouquinho diferente. Ao invés da gente mergulhar num tema e tentar traduzir ele …
3
Estádios e centros de eventos viram hospitais temporários pelo país
Para aumentar a oferta de atendimento médico para os pacientes da covid-19, hospitais de campanha estão sendo construídos em estádios …
4
Coronavírus: bancos de sangue de SP estão baixos e pedem doações
Desde o Carnaval os estoques de sangue de São Paulo operam em sinal de alerta e a situação ficou ainda …
5
Coronavírus: informações importantes para você não entrar em pânico
A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou situação de pandemia de Covid-19, o novo coronavírus. O termo pode assustar, mas …
6
OMS declara pandemia de coronavírus
A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou situação de pandemia de Covid-19, o novo coronavírus. Mais de 109 países foram …
7
Aprenda a lavar as mãos corretamente para se proteger do coronavírus
A epidemia do coronavírus põe o mundo em alerta. Para se proteger contra o vírus, entretanto, basta um método básico …
8
Coronavírus: Brasil está pronto para lidar com a doença, diz ministro
O Ministério da Saúde confirmou na quarta-feira, 27, o primeiro caso do novo coronavírus no Brasil. O paciente é um …