Sangue De Gays Tem Poder: Ação Expõe Desperdício

Por: Catraca Livre

Gays e bissexuais são proibidos de doarem sangue no Brasil. A portaria 2712 do Ministério da Saúde, de dezembro de 2013, determina que homens que se relacionaram sexualmente com outros homens nos últimos 12 meses são inaptos para serem doadores. Sabe por que isso é preconceito?

Todo sangue colhido em bancos públicos é obrigatoriamente testado para que haja a identificação de qualquer tipo de vírus, como o HIV ou HCV (Hepatite tipo C). Sendo assim, não faz sentido este tipo de proibição. Se o doador não usa drogas, não pratica sexo sem preservativo e tem uma saúde plena, a sua orientação sexual não deve impedir que ele salve vidas.

Isso é pouco divulgado? Era, pois agora não é mais! Uma ação criada pela agência África, em parceria com a empresa Truckvan, colocou nas ruas de São Paulo um caminhão com centenas de bolsas de sangue com a seguinte mensagem:

“O Brasil desperdiça mais de um caminhão cheio de sangue todo dia por puro preconceito”.

Também é possível acessar uma plataforma online, disponível em três idiomas, na qual gays ou bissexuais podem se declarar como doares virtuais. Isso evidencia a quantidade de sangue que seria aproveitada (salvando vidas) caso não houvesse esta proibição. Esta ação é promovida pela All Out, movimento global de defesa dos direitos LGBT.

Sobre a All Out

Em 75 países é crime ser gay. Em 10, pode custar sua vida. A All Out é um movimento global pelos direitos de lésbicas, gays, bissexuais e pessoas trans (LGBT). Sua missão é construir um mundo onde ninguém tenha de sacrificar sua família ou liberdade, sua segurança ou dignidade, por ser quem é ou amar quem ama.

Compartilhe: