Pesquisa descobre técnica de 12 minutos para melhorar o humor

Experimento foi realizado dentro de universidade e mediu níveis de contentamento, felicidade e narcisismo

Por: Redação
organograma com carinhas sorrindo
Crédito: Warchi/istockPesquisa observou, entre outras coisas, que comparação social não traz sentimentos positivos

Um experimento realizado pela Universidade Estadual de Iowa (ISU), nos Estados Unidos, chegou a uma técnica simples capaz de melhorar o humor. A chave para isso, segundo os pesquisadores, é a prática de empatia.

A conclusão veio após o  estudo dividir os universitários em quatro grupos e sugerir uma caminhada de 12 minutos pelo campus. As pessoas do primeiro grupo foram orientadas a praticar pensamentos amorosos e gentis e desejar felicidade a pessoas com quem cruzassem.

Aos participantes do segundo grupo, coube a tarefa de pensar em coisas que pudessem ter em comum com os alunos que encontrassem, como aulas, medos ou gostos parecidos. Já o terceiro grupo deveria pensar em como eles eram melhores do que as pessoas que viam pelo campus.

O quarto grupo foi instruído a apenas observar detalhes de vestuário e maquiagem, por exemplo, sem qualquer julgamento.

Ao fim da caminhada, os participantes fizeram um teste para medir seus níveis de sentimentos, como ansiedade, empatia, conectividade, felicidade, carinho, contentamento e narcismo.

O primeiro grupo foi o que obteve uma resposta positiva melhor, com níveis de empatia, conectividade e carinho mais consideráveis.

Ao contrário do esperado, as pessoas que marcaram níveis altos de narcisismo tiveram a mesma tendência para ter pensamentos gentis, em comparação com pessoas com baixos níveis narcisistas.

Os pesquisadores também observaram que o grupo que pensava que a própria vida era melhor que a dos demais apresentou baixos níveis em sentimentos positivos. A conclusão foi de que qualquer tipo de comparação social fará com que o indivíduo se sinta para baixo.

Compartilhe:

Tags:#Saúde