Termômetro e medidor de pressão com mercúrio estão proibidos

Quem já possui os aparelhos em casa pode continuar utilizando com atenção a alguns cuidados essenciais

Por: Redação | Comunicar erro
uma mão segurando um termômetro
Crédito: Mukhina1/istockMetal pesado, o mercúrio representa riscos à saúde

Velho conhecido de muitos pais e mães na hora de medir a temperatura dos filhos, os termômetros de mercúrio desaparecerão das farmácias neste ano. A determinação da Anvisa – que proibiu em todo o país a fabricação, a importação e a comercialização de termômetros – visa evitar os riscos à saúde e ao meio ambiente. O mesmo vale para os medidores de pressão que também utilizam a substância.

A medida também inclui a proibição do uso desses equipamentos em serviços de saúde, que deverão fazer o descarte adequado.  A resolução, entretanto, não veta o uso doméstico de termômetros de mercúrio para quem que já possui o equipamento. “A população poderá continuar usando os termômetros domésticos, mas com o devido cuidado no armazenamento e na manipulação para que não ocorra a quebra do vidro”, alertou o ministério.

A determinação cumpre o compromisso assumido pelo Brasil na Convenção de Minamata, acordo internacional firmado em 2013, que debateu os riscos do uso do mercúrio. Como se trata de um metal pesado, o mercúrio quando vaza desses aparelhos pode causar  problemas ao sistema nervoso e à tireoide, caso a exposição ao material ocorra por longos períodos.

Caso o usuário deseje se desfazer do termômetro de mercúrio, a orientação é mantê-lo provisoriamente em casa até a divulgação, pela pasta e pela Anvisa, dos pontos de recolhimento.

Cuidados necessários

Em caso de quebra desses aparelhos, devem ser tomadas as seguintes precauções:

  • Isolar o local e não permitir que crianças brinquem com as bolinhas de mercúrio;
  • Abrir as janelas para arejar o ambiente;
  • Recolher com cuidado os restos de vidro em toalha de papel ou luvas e colocar em recipiente resistente à ruptura, para evitar ferimento;
  • Localizar as “bolinhas” de mercúrio e juntá-las com cuidado, utilizando um papel cartão ou similar, evitando contato da pele com o mercúrio. Recolher as gotas de mercúrio com uma seringa sem agulha. As gotas menores podem ser recolhidas com uma fita adesiva;
  • Transferir o mercúrio recolhido para um recipiente de plástico duro e resistente ou vidro, colocar água até cobrir completamente o mercúrio a fim de minimizar a formação de vapores de mercúrio, e fechar o recipiente;
  • Identificar/rotular o recipiente, escrevendo na parte externa “Resíduos tóxicos contendo mercúrio”;
  • Não usar aspirador, pois isso vai acelerar a evaporação do mercúrio, assim como contaminar outros resíduos contidos no aspirador.

Com informações da Agência Brasil e Ministério da Saúde

Compartilhe:

1 / 8
1
02:23
Banho do Bebê – Sikana
Esse vídeo integra o capítulo “Higiene do Bebê” e contou com o apoio técnico de profissionais de saúde da Perinatal, …
2
02:08
Conheça o Sesc Av. Paulista #Colai
O Sesc Av. Paulista é mais novo centro cultural queridinho de São Paulo. O local conta com um mirante e …
3
03:08
Será que você tem sinestesia?
Ouvir um som e sentir um gosto na boca; ver o número 8 como roxo. Nada disso é loucura: tratam-se …
4
02:13
Os benefícios da camisinha feminina
Muitos talvez não saibam, mas a camisinha feminina conta com uma série de benefícios. Além de prevenir a gravidez, protege …
5
05:54
Maternidade e sexo – Ana Paula Xongani
A criadora de conteúdos e empresária Ana Paula Xongani contou o que mudou na sua vida sexual após a maternidade.
6
04:55
Prazer das minas – Thaís Mayume Higa
A escritora e editora Thaís Mayume Higa conversou com a gente sobre os tabus envolvendo a sexualidade das minas.
7
07:03
Saúde LGBT – Thaís Machado e Iran Giusti
Conversamos com a médica da família e comunidade, Thaís Machado, e o fundador da Casa 1, Iran Giusti, para falar …
8
04:27
Sexo 60+ – Rita Cadillac
Conversamos com a Rita Cadillac para abordar o sexo após 60 anos de idade.