Yoga como aliada na luta contra a bipolaridade

Prática auxilia no equilíbrio das emoções em momentos de crise

Por: Personare | Comunicar erro

Dados da Associação Brasileira de Transtorno Bipolar (ABTB) revelam que o transtorno bipolar atinge 4% da população brasileira e gera um índice significativo de suicídios.

Em seu livro “Bipolaridade: sintomas, convivência e equilíbrio”, o professor de Yoga Anderson Pires conta como o Yoga ajudou no tratamento da doença e como consegue ajudar outras pessoas, que passam pelo mesmo problema.

PERSONARE: QUANDO VOCÊ COMEÇOU A TER CRISES?

Anderson Pires: Tive a primeira crise aos 19 anos, mas achei que era relacionada à separação dos meus pais. Depois de seis meses tive outra. Depois de um ano, tive mais crises e, por isso, comecei a terapia e tomar a medicação. Mesmo assim, dois anos depois, tive novamente [uma crise]. Estava no segundo ano da faculdade de administração e trabalhando em empresas mas resolvi abandonar tudo. Acabei indo trabalhar com o meu pai adestrando cães e o contato com os animais me fez ficar bem por três anos e meio. Mas, voltei a ter crises. Nesse ponto, estava perdendo a esperança.

PERSONARE: PARA QUE SE POSSA ENTENDER A SERIEDADE DO PROBLEMA, O QUE É BIPOLARIDADE?

AP: A bipolaridade tem dois pólos: a euforia, um estado muito agitado que pode chegar à psicose. Ou seja, sair da realidade por meio de pensamentos delirantes (como se sentir perseguido, não dormir, falar demais, gastar dinheiro com coisas erradas e fazer coisas perigosas). O segundo pólo é a depressão, quando a pessoa se entristece, se fecha para o mundo e perde a vontade de viver. Uma das grandes dificuldades do transtorno de bipolaridade é a medicação, já que é difícil acertar a dosagem do remédio de imediato.

PERSONARE: COMO FOI A SUA PRIMEIRA EXPERIÊNCIA COM YOGA?

AP: O primeiro contato foi em 1999. Na época, estava cansado porque nada resolvia o transtorno bipolar, e eu já tinha tido seis crises em que pelo menos três delas foram caso de internação. Melhorava, ficava um tempo bem e tinha recaídas mesmo usando medicamento e fazendo terapia. Parece que tive um chamado interno de buscar alguma coisa e essa coisa foi o Yoga.

Comecei a praticar em uma fase que estava melhor, vi as melhorias que a prática começou a me trazer e continuei praticando.

Continue a ler a entrevista aqui.

Compartilhe:

Autor: Personare

Termos da rede:

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário personare da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

1 / 8
1
02:23
Banho do Bebê – Sikana
Esse vídeo integra o capítulo “Higiene do Bebê” e contou com o apoio técnico de profissionais de saúde da Perinatal, …
2
03:08
Será que você tem sinestesia?
Ouvir um som e sentir um gosto na boca; ver o número 8 como roxo. Nada disso é loucura: tratam-se …
3
02:13
Os benefícios da camisinha feminina
Muitos talvez não saibam, mas a camisinha feminina conta com uma série de benefícios. Além de prevenir a gravidez, protege …
4
05:54
Maternidade e sexo – Ana Paula Xongani
A criadora de conteúdos e empresária Ana Paula Xongani contou o que mudou na sua vida sexual após a maternidade.
5
04:55
Prazer das minas – Thaís Mayume Higa
A escritora e editora Thaís Mayume Higa conversou com a gente sobre os tabus envolvendo a sexualidade das minas.
6
07:03
Saúde LGBT – Thaís Machado e Iran Giusti
Conversamos com a médica da família e comunidade, Thaís Machado, e o fundador da Casa 1, Iran Giusti, para falar …
7
04:27
Sexo 60+ – Rita Cadillac
Conversamos com a Rita Cadillac para abordar o sexo após 60 anos de idade.
8
06:40
Dominatrix – BDSM
Estivemos em uma casa de BDSM para desvendar o que está por trás destas quatro letras e entender este universo …