Últimas notícias:

Loading...

Zé Neto tem ‘foco de vidro’ no pulmão; saiba o que é a doença

Segundo o cantor, doença pulmonar que pode ter sido causada pelo uso de cigarro eletrônico

Por: Redação

O cantor sertanejo Zé Neto, da dupla com Cristiano, foi diagnosticado com “foco de vidro no pulmão”, doença pulmonar que pode ter sido causada pelo uso de cigarro eletrônico.

Em um post nas redes sociais nesta quarta-feira, 22, o cantor alertou os fãs sobre como o cigarro eletrônico pode fazer mal e aliviou os fãs ao esclarecer que está bem.

 Zé Neto é diagnosticado com 'foco de vidro' no pulmão; saiba o que é a doença
Crédito: Reprodução/Twitter Zé Neto é diagnosticado com ‘foco de vidro’ no pulmão; saiba o que é a doença

“Está tudo bem e realmente passei por problema sério no pulmão devido ao cigarro eletrônico. Quem mexe com essa bosta, para com isso porque faz mal. Obrigada por quem rezou por mim, desejaram coisas boas por mim. Está tudo bem. Tem muita gente postando desgraça. Tudo que a gente faz de bom é difícil as pessoas postarem. Mas qualquer notícia ruim todo mundo posta, divulga e viraliza. Mas está tudo certo e estou bem, terminando o tratamento estarei zero. Já estou 99. Obrigado pelo carinho”, escreveu o cantor sertanejo.

Segundo a assessoria do cantor, Zé Neto sente um pouco de falta de ar para cantar. Este problema pode ser consequência da covid-19 ou também do consumo de cigarro eletrônico.

Zé Neto testou positivo para covid-19 em junho de 2020. Seu parceiro, Cristiano,  ficou internado este ano por conta da doença.

O que é “foco de vidro no pulmão”

A condição também é conhecida como “vidro fosco”, que é quando os médicos encontram uma lesão inflamatória no pulmão, sem muita especificidade.

Em entrevista ao G1, o pneumologista Rafael Musolino disse que “o uso excessivo do cigarro eletrônico” no curto prazo pode causar inflamação pulmonar. A longo prazo pode causar asma, bronquite, inflamação. Existem algumas substâncias, como metais pesados, que podem aumentar o risco de câncer”.

O pneumologista afirma ainda que o usuário pode desenvolver o vício e apresentar tosse, cansaço e dificuldade para respirar. Também é possível que desenvolva pneumonite, asma e bronquite.

Cigarro eletrônico é proibido no Brasil

Os Dispositivos Eletrônicos para Fumar (DEFs), nome técnico dado aos cigarros eletrônicos, têm a venda proibida no Brasil desde 2009.

Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o cigarro eletrônico tem sido objeto de estudos para que seja medido seu impacto à saúde. “Até o momento, ainda restam incertezas e controversas relativas ao uso e aos riscos atribuídos a esses dispositivos”, diz o órgão.

A regulação destes dispositivos ainda está em fase de discussão e tem previsão para ser concluída até 2023.

Compartilhe: