5 passeios de um dia a partir das cidades-sede da Copa América

Opções de viagens curtinhas para fazer um bate e volta entre um jogo e outro

Por: Redação Comunicar erro

Entre 14 de junho e 7 de julho, cinco capitais brasileiras vão receber os jogos do maior campeonato de futebol das Américas: a Copa América. São esperados turistas de mais de 80 países, além claro dos brasileiros que vão viajar para conferir os jogos.

Se você é um desses fãs de futebol, confira estes passeios de bate e volta que o buscador Viajala.com.br escolheu e aproveite a ocasião conhecer um pouquinho mais da região das cidades-sede.

Vila de Paranapiacaba (SP)

Paranapiacaba
Crédito: Paulo Carmona Sanches Neto/Wikimedia CommonsVista do Museu do funicular em Paranapiacaba

Paranapiacaba em guarani significa ‘lugar de onde se vê o mar’. Isso porque os indígenas que passavam por ali avistavam o litoral, depois de subir a Serra do Mar. Apesar do nome indígena, a vila localizada a 44 km de São Paulo é conhecida por seu passado inglês. Durante o século XIX, a cidade foi a sede do Centro de Controle Operacional e Residência para os funcionários da companhia inglesa de trens São Paulo Railway, que realizava o transporte de passageiros e da produção de café das fazendas paulistas para o Porto de Santos.

Essa influência inglesa está presente nos principais pontos turísticos do local, como o casarão de madeira no meio da mata, que foi a residência do engenheiro-chefe da estação, a Casa Fox, que guarda as memórias dos moradores locais, e a Maria Fumaça. Esta última é conhecida como o Trem dos Ingleses e opera aos domingos e feriados, das 10h às 16h. Os horários de partida são, em média, a cada uma hora, e duram cerca de 20 minutos. O trem percorre um trecho da linha original, no Pátio de Manobras, dentro do próprio Museu Ferroviário. As tarifas custam a partir de R$ 5.

O Ecoturismo também atrai muitos turistas, já que o visitante pode ainda se aventurar pelas seis trilhas do Parque Natural Municipal Nascentes de Paranapiacaba em meio à Mata Atlântica. A neblina, que costuma aparecer por volta das 15h, deixa o lugar ainda mais encantador.

Teresópolis (RJ)

A Serra dos Órgãos é um dos atrativos de Teresópolis

Localizada a 97 km do Rio de Janeiro, a cidade está 900 metros acima do nível do mar, o que a deixa bem mais fresquinha que a capital fluminense. Além de curtir um clima serrano, Teresópolis tem tudo a ver com futebol. A Granja Comary, casa da Seleção Brasileira, fica na cidade. Infelizmente não é possível conhecer toda a estrutura por dentro, mas você poderá ver os campos onde ocorrem os treinos.

A Região Serrana do Rio possui a maior concentração de cervejarias do Brasil e Teresópolis faz parte dessa rota. Por isso, um dos passeios típicos do local é a visitação a cervejarias.

O ecoturismo também é muito forte na região. A portaria principal do PARNASO, um parque criado nos anos 30, fica no centro da cidade, mas sua área abrange também os municípios de Guapimirim, Magé e Petrópolis.

Sabará (MG)

Crédito: Luísa Dalcin/ViajalaA igrejinha Nossa Senhora do Ó fica pertinho de Belo Horizonte

Na região metropolitana de Belo Horizonte, Sabará reúne dois dos principais atrativos de Minas Gerais: comida e história. Ao chegar ao centro da cidade, o visitante é transportado ao passado. Casarões coloniais, Igrejas barrocas e ruas de pedras fazem você se sentir do século XVIII.

O Teatro Municipal de Sabará é uma das principais atrações turísticas da cidade, considerado uma das Sete Maravilhas da Estrada Real. Ele é o segundo teatro mais antigo do Brasil ainda em atividade e é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Outro ponto que impressiona os visitantes é a Igreja de Nossa Senhora do Ó, que se destaca pela influência chinesa em sua arquitetura, com um altar rico em detalhes e belos painéis com traços orientais.

Um dos principais nomes da arte barroca no Brasil, Aleijadinho também tem obras na cidade. A Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição abriga uma pia batismal, de pedra-sabão, atribuída ao artista.

Durante o ano, Sabará recebe dois festivais de comida. Em maio, o Festival do Ora-pro-nóbis reúne chefes que utilizam a verdura, muito comum em Minas Gerais, como ingrediente principal. Já em novembro, os pratos com jabuticaba é que fazem parte do cardápio. Mesmo que o turista vá em outras épocas, comida boa é que não falta nos restaurantes típicos da região.

Camaçari (BA)

Camaçari tem belas praias perto de Salvador

O que não falta no litoral norte da Bahia são lindas praias. A mais conhecida talvez seja a Praia do Forte, que conta com boa estrutura de hotéis e restaurantes. Porém, em Barra do Jacuípe é o encontro do rio com o mar que mais chama a atenção dos turistas. A praia oferece ainda coqueirais, dunas, recifes e trechos com boas ondas, além de barracas rústicas que servem petiscos e alugam caiaques para passeio nas águas doce ou salgada.

O bom da região é que andando poucos quilômetros para frente ou para trás sempre é possível encontrar praias paradisíacas. Praia da Espera, Guarajuba e Arembepe não nos deixam mentir.

Existem algumas formas de visitar essas praias, mas nem sempre é tão fácil chegar se você não tem um carro à disposição. Uber ou empresas privadas de transporte são opções confortáveis. Porém, se você não quer gastar muito, considere pegar transporte público. Existem ônibus e vans que ligam Salvador à região. Os preços são bem mais em conta, por volta de R$ 8, porém, os horários não são muito confiáveis.

Bento Gonçalves (RS)

Bento Gonçalves é um destino bacana pertinho de Porto Alegre

Bento Gonçalves está a 120 km de Porto Alegre e talvez seja uma das mais charmosas cidades da serra gaúcha. No inverno, as temperaturas caem bastante e a região atrai muitos turistas interessados em curtir um friozinho.

A principal atração da cidade é o vinho e a boa comida – o Viajala até já indicou os melhores restaurantes da serra gaúcha no blog. Por influência dos imigrantes italianos, muitas vinícolas estão ali, então o turista pode aproveitar para conhecer os vinhedos e, de quebra, experimentar diversos tipos da bebida.

Quem não é muito fã de vinho pode curtir a arquitetura das casas históricas de pedra e de madeira, conhecer um pouco da história dos imigrantes que foram para a região, no Museu do Imigrante, e voltar no tempo com um passeio de Maria Fumaça, que liga as cidades de Bento Gonçalves, Garibaldi e Carlos Barbosa.

Compartilhe:

1
05:22
Conheça os brinquedos mais radicais dos parques de Orlando
A Catraca Livre foi para a Flórida, nos Estados Unidos, conhecer os parques mais divertidos da região a convite do …
2
03:24
Vovó deixa presídio e ensina como viajar pelo mundo
"As Melhores Surpresas do Mundo" é  o programa que discute as coisas mais inovadoras e surpreendentes que o mundo oferece. -------------------------------------------------------- DIREÇÃO: …
3
02:25
9 lugares incríveis para visitar de graça em Belo Horizonte
O Circuito Liberdade é um grande complexo cultural localizado em Belo Horizonte. Prédios públicos ganharam novos usos para hospedar arte …
4
01:49
9 lugares com uma vista incrível no Rio de Janeiro para você fotografar
Conheça 9 lugares incríveis e de graça para você curtir as paisagens do Rio de Janeiro e ainda tirar fotos …
5
01:31
O que fazer em caso de bagagem extraviada pela companhia aérea?
Um dos maiores medos de que vai pegar o avião é perder a bagagem. Saiba como proceder em uma situação …
6
01:17
Sky Costanera, o maior observatório da América Latina
O Sky Costanera é considerado o maior observatório da América Latina e fica em Santiago, no Chile. Nele é possível …
7
01:01
Zipflyer: a tirolesa só para quem tem MUITA coragem
A Zipflyer, é considerada a maior tirolesa do mundo e fica localizada em Pokhara, no Nepal. Ela conta com 1850 …
8
01:31
Como tirar ou renovar passaporte?
Tem dúvidas sobre o procedimento necessário para emitir seu passaporte? Saiba por onde começar com as nossas dicas. Mais informações sobre …