8 coisas para fazer na cidade de Kotor, em Montenegro

Cidade montenegrina fica a beira da baía de Kotor, região que abriga os famosos fiordes adriáticos

Por: Redação

A cidade de Kotor é um dos principais destinos turísticos de quem visita Montenegro, pequeno país localizado na região dos Bálcãs. Suas fronteiras geográficas são: Mar Adriático, Bósnia e Herzegovina, Sérvia, Kosovo e Albânia.

Embora seja um país muito pequeno (menor que o estado de Sergipe), Montenegro tem uma riqueza geográfica muito ampla, com montanhas, lagos, baías, parques nacionais e praias.

Crédito: Carolina CaioVista da cidade de Kotor a partir das ruínas do castelo de São João

Kotor fica a beira da baía de Kotor, região que abriga os chamados fiordes adriáticos. Esta região é composta por quatro baías que juntas são chamadas de baía de Boka (ou Boka Bay). Kotor é uma das cidades medievais mais bem preservadas, com muralhas, igrejas, ruelas e construções medievais, que deram lugar à hotéis, bares, restaurantes e lojas de souvenir. Além disso, o centro histórico e a região da baía de Kotor são listados como Patrimônio da Humanidade da Unesco.

Kotor foi fundada por antigos romanos e ao longo de sua história foi dominada por diversos povos. Foi ocupada por venezianos, húngaros, sérvios, franceses e austríacos, e incorporada à Iugoslávia por mais de 70 anos. Foi somente em 2006 que o país finalmente se tornou independente.

Depois de passar a lua de mel explorando Montenegro, montei uma lista do que fazer na cidade de Kotor.

1 – Andar pelas ruas da cidade murada

Crédito: Carolina CaioVielas da cidade murada de Kotor

Andar sem rumo pelas charmosas ruelas da cidade murada de Kotor é o que a maioria dos visitantes faz. Neste centro antigo de Kotor não é permitida a entrada de carros, então apenas pedestres são autorizados. As ruelas com chão de pedra, as construções de pedra com janelas e portas verde escuro e o clima medieval facilmente nos transportam para outra época.

BRASILEIROS PODEM ENTRAR EM MAIS DE 150 PAÍSES SEM VISTO; CONFIRA

2 – Subir as muralhas de Kotor

As muralhas de Kotor contornam toda a cidade e vão até o alto da montanha onde ficam as ruínas do antigo castelo de São João. As muralhas são divididas em duas partes. Uma delas fica na altura da cidade, em frente a baía de Kotor e é possível caminhar sobre ela. Além disso, a entrada é gratuita.

Crédito: Carolina CaioVista da cidade de Kotor a partir do castelo de São João

A outra parte das muralhas fica nas montanhas, e para subir por seus mais de 1.300 degraus até as ruínas do Castelo de São João, é necessário pagar € 8 (R$ ). O caminho é longo, mas a vista faz todo o esforço valer muito a pena.

3 – Visitar as igrejas de Kotor

Kotor tem algumas igrejas espalhadas pelas suas ruas estreitas. Uma delas é a Catedral de Kotor, que é a única igreja da cidade que cobra entrada. O valor da entrada é € 3 (R$ ) e também permite o acesso ao Museu, que é onde estão a relíquias de São Trifão.

O interior da igreja é todo em tons de rosa e dentro dela é possível ver alguns afresco que sobreviveram ao terremoto de 1667, que ocorreu em Dubrovnik e devastou toda a região.

Localizadas na Praça de São Lucas, as igrejas de São Lucas e de São Nicolau são as duas únicas  ortodoxas da cidade. E embora tenham essa similaridade, essas elas têm uma extensa diferença de 7 séculos. A igreja de São Lucas foi construída em 1195 e a de São Nicolau foi construída em 1901.

Crédito: Carolina CaioFachada da catedral de Kotor, rm Montenegro

A igreja de Santa Maria foi a primeira Basílica da cidade e está localizada bem próxima do Portão do Rio, que é um dos três portões de acesso à cidade murada. Um destaque dessa igreja são os portões de bronze com representações de fases da vida da Beata Hosanna. No interior da igreja está exposto o corpo da Beata Hosanna.

Por fim, também vale a pena visitar a igreja Nossa Senhora dos Remédios, mas, é importante dizer que ela não é tão acessível quanto as anteriores. Isso porque está localizada na parte alta das muralhas então para chegar até ela é necessário subir aproximadamente um terço das muralhas.

4 – Aproveitar as praças da cidade

O centro histórico de Kotor é pequeno, mas repleto de pequenas praças e em todas elas há bares e restaurante. A sugestão é escolher alguma das praças para tomar uns drinks ou fazer uma refeição.

A principal praça da cidade é Praça das Armas e quem acessa a cidade murada pelo Portão do Mar já entra diretamente nela. As construções da praça são da época veneziana e o destaque é a torre do relógio. O relógio tem os mecanismos do século 18 e funciona até os dias de hoje.

Outra praça importante é a de São Trifão, e é nela onde está situada a Catedral de Kotor. Na minha opinião essa praça tem um dos visuais mais lindos da cidade, com as torres da igreja, as montanhas e as muralhas ao fundo.

5 – Fazer um passeio pela baía de Kotor

Várias agências de turismo oferecem passeios de barco pela Baía de Kotor. Essa pode ser uma boa maneira de ter uma perspectiva diferente da região. Uma outra maneira é através de um passeio de bicicleta, e este pode ser feito por conta própria, com uma bicicleta alugada.

Crédito: Carolina CaioPerast – Ilha de Nossa Senhora das Rochas

Para quem gosta de conhecer a história dos lugares e das construções, uma sugestão é contratar um tour guiado. Quando eu estive em Montenegro fiz meu tour por Kotor e Perast com o guia local Milos, do MR Traveler.

6 – Aproveitar a praia no verão

Durante o verão o calor é forte e é possível curtir a água do mar na baía de Kotor, que ao invés de areia, é toda formada por pedrinhas. A água da baía é muito limpa e em algumas regiões é tão transparente que é possível ver nitidamente os peixes nadando.

Crédito: Carolina CaioPraia na baía de Kotor

Se você for se hospedar em Kotor durante o verão, minha sugestão é reservar um hotel que tenha uma praia privativa.

7 –  Visitar o Bazar de Kotor

O antigo Monastério de São Nicolau, localizado dentro da cidade murada, foi transformado no Bazar de Kotor no ano de 2018. Ele é possível encontrar muitos souvenirs e produtos artesanais.

Crédito: Carolina CaioBazar de Kotor ocupa local onde antes funcionava um monastério

Durante os séculos 15 e 16, o monastério era considerado um dos mais importantes da região da Dalmácia. No ano de 1662, o local foi devastado por um incêndio e depois reconstruído. Porém, após cinco anos ocorreu o terremoto de 1667 e ele foi novamente destruído. Depois disso ficou abandonado durante vários séculos, até que em 2018 virou o Bazar de Montenegro.

8 – Fazer um passeio pelos arredores da cidade

Montenegro é um país pequeno e há muitas atrações interessante que são próximas de Kotor. Para quem tiver apenas um dia na cidade, recomendo um passeio pelo centro histórico de Kotor e por Perast.

Crédito: Carolina CaioIlha de Sveti Stefan, na baía de Kotor

Para quem tiver um pouco mais de tempo, recomendo visitar também Budva, Sveti Stefan e Tivat. Com mais tempo é possível conhecer os parques nacionais e outras regiões, como o Parque Nacional de Lovcen, Parque Nacional Lago Skadar, a cidade de Cetinje e a vila de Njegusi, o Monastério de Ostrog e o Parque Nacional Durmitor.

Confira outras dicas sobre o que fazer em Montenegro em www.mapamundiblog.com.br.


Imagem Carnaval Sem Assedio
1
03:32
Viva Chile: um passeio pela beleza da Cordilheira dos Andes
Está com viagem marcada para Santiago e ainda não faz ideia do que fazer na capital chilena? Então, antes de …
2
05:22
Conheça os brinquedos mais radicais dos parques de Orlando
A Catraca Livre foi para a Flórida, nos Estados Unidos, conhecer os parques mais divertidos da região a convite do …
3
03:24
Vovó deixa presídio e ensina como viajar pelo mundo
"As Melhores Surpresas do Mundo" é  o programa que discute as coisas mais inovadoras e surpreendentes que o mundo oferece.--------------------------------------------------------DIREÇÃO: …
4
02:25
9 lugares incríveis para visitar de graça em Belo Horizonte
O Circuito Liberdade é um grande complexo cultural localizado em Belo Horizonte. Prédios públicos ganharam novos usos para hospedar arte …
5
01:49
9 lugares com uma vista incrível no Rio de Janeiro para você fotografar
Conheça 9 lugares incríveis e de graça para você curtir as paisagens do Rio de Janeiro e ainda tirar fotos …
6
01:31
O que fazer em caso de bagagem extraviada pela companhia aérea?
Um dos maiores medos de que vai pegar o avião é perder a bagagem. Saiba como proceder em uma situação …
7
01:17
Sky Costanera, o maior observatório da América Latina
O Sky Costanera é considerado o maior observatório da América Latina e fica em Santiago, no Chile. Nele é possível …
8
01:01
Zipflyer: a tirolesa só para quem tem MUITA coragem
A Zipflyer, é considerada a maior tirolesa do mundo e fica localizada em Pokhara, no Nepal. Ela conta com 1850 …