CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Brasileiro percorre o mundo em busca de aventuras e descobertas

Nestor Freire que promover uma reflexão sobre os desafios e possibilidades de uma vida plena, do ponto de vista de um ciclista aventureiro

Por: Redação

Fugindo da ideia de “viajar por viajar”, o empresário paulista Nestor Freire, 52 anos, criou um projeto que une paixão por desbravar o mundo, bike e a busca pelo autoconhecimento.

Batizado de Giraventura, a aventura foi inspirada no livro a “Jornada do Herói”, de Joseph Campbell, e nas palavras de Nestor, pretende promover uma reflexão sobre os desafios e possibilidades de uma vida plena, do ponto de vista de um ciclista aventureiro.

Crédito: Arquivo pessoal O empresário paulista Nestor Freire em Ushuaia, na Patagônia argentina

O texto, lançado há 70 anos, fala sobre elementos comuns entre mitos que sobreviveram na história, e influenciou outros grandes contadores de histórias—como o cineasta George Lucas, criador da saga “Star Wars”.

O Giraventura começou em 2012 com uma viagem de bike pela Cordilheira do Vento, entre a Argentina e o Chile. De lá para cá, Nestor já percorreu a Estrada Real, no Brasil, o Caminha de Santiago (Espanha), a Via Francígena (da Inglaterra a Itália), entre outros destinos.

Crédito: Arquivo pessoalNestor na Via Francigena

O projeto tem previsão para durar 15 anos.  Até 2027, Nestor Freire terá feito 16 jornadas em cima da bicicleta, encerrando a versão particular de uma volta ao mundo ao completar 60 anos. O atual estágio de sua jornada recebeu o nome de “O Grande Desafio”, durante o qual pretende passar por extremos do globo como Islândia e Austrália.

Crédito: Arquivo pessoal O projeto Giraventura tem previsão para durar 15 anos

Esta etapa começou em 2018 quando Nestor percorreu o Meridiano Verde, passando por França e Espanha. Depois, dias antes do Natal o empresário viajou de avião até Puerto Montt, no Chile, e delá seguiu de bicicleta até Ushuaia, no extremo sul da Argentina.

Em seguida, iniciou uma jornada até um dos extremos do  planeta, chegando a Nordkapp, na Noruega, em agosto deste ano. Ao alcançar esta região da Escandinávia, Freire marcou presença no pedaço de terra firme mais setentrional existe, aproximando-se do polo Norte.

“Chamei essa etapa de ‘Extremos do Mundo’ porque esses lugares distantes dentro do planeta, neste caso, se confundiram com os meus próprios limites. Além das questões que envolvem as dificuldades do percurso, também superei muitos medos e inseguranças pessoais neste processo”, diz Nestor.

Crédito: Reprodução As etapas do projeto Giraventura

Até 2022, ele ainda estará passando pela fase de “O Grande Desafio”, visitando Islândia (2020), Austrália (2021) e uma região vulcânica no Equador (2022).

A partir de 2023, Freire dará início à penúltima fase do roteiro que norteará um quarto de sua vida: “A Provação Suprema”. A ideia é pedalar pela Espinha do Dragão, na África do Sul, em 2023, em seguida Turquia (2024), Butão (2025) e Peru (2026).

Crédito: Arquivo pessoal Nestor em Nordkapp, na Noruega

Nestor conta que fechará o ciclo de jornadas em 2027, retornando a Santiago de Compostela, uma das cidades mais importantes no universo cristão, partindo dessa vez da cidade sagrada de Jerusalém, no Oriente Médio, em alusão ao caminho traçado pelo séquito que acompanhou o corpo do apóstolo Tiago Maior na tradição da igreja.

19

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.