Conheça os dez golpes mais comuns em viagens

Existem muitos golpes que são aplicados, justamente, em quem é de fora e está apenas buscando se divertir

Por: Livre Partida

Com a temporada de férias chegando, já tem muita gente com as malas prontas para partir e aproveitar seu merecido descanso em algum lugar bem longe de casa. No entanto, existe uma outra categoria de gente que fica esperando essa época por outros motivos… São os golpistas!

Cuidado com os golpes aplicados em turistas

Enquanto viajamos, temos que redobrar os cuidados pois, infelizmente, existem muitos golpes que são aplicados, justamente, em quem é de fora e está apenas buscando se divertir. Depois de viajar por mais de 70 países, já vi muitas tentativas de passar a perna nos pobres turistas e vou listar aqui as mais comuns, para que você não caia nesses truques e arruíne suas férias.

1 – Preço de turista

Um dos golpes mais comuns é justamente a prática de inflacionar os preços quando os produtos ou serviços são destinados a visitantes. Nem sempre é possível escapar dos cifrões extras, mas uma boa forma de evitá-los é pesquisar com antecedência o preço real daquilo que você busca e tentar negociar com o vendedor.

2 – Ajuda em trâmites fronteiriços

Este acontece com maior frequência com quem passa de um país a outro por terra. Próximo aos escritórios de imigração, ficam diversos “profissionais”, que oferecem ajuda aos estrangeiros, alegando todo tipo de dificuldade em realizar os trâmites sozinho. Se você vai fazer um mochilão ou viajar de carro, evite este tipo de oferta, na maior parte das vezes, ela é desnecessária.

3 – Operações de câmbio

Se você pretende trocar o seu rico dinheirinho depois de chegar ao destino, fique atento. Os golpes nas operações de câmbio são frequentes e diversos. Prefira sempre bancos ou casas de câmbio oficiais. Faça as contas na hora da conversão, use a sua calculadora para ter certeza de estar recebendo a quantidade certa de dinheiro. Conte e confira o dinheiro mais de uma vez, sempre diante do funcionário que o atendeu. Observe as cédulas para que não lhe passem notas falsas. Principalmente, saiba que não existe milagre. Se alguém lhe oferecer uma cotação muito melhor do que a oficial, a probabilidade de ele estar tentando lhe aplicar um golpe é alta!

4 – Táxis

Andar de táxi em um lugar desconhecido sempre dá margem a que aconteça algum golpe. Fique atento ao itinerário e, de preferência, peça que ligue o taxímetro. Desconfie de “preços fechados”, principalmente perto de aeroportos e terminais de trens e ônibus. Na dúvida, prefira usar carros de aplicativos, que calculam o preço estimado antes que você confirme a corrida. Uma boa dica também é o aplicativo Rome2Rio, que calcula o valor estimado de deslocamentos, comparando diferentes meios de transporte.

5 – Nunca deixe ninguém colocar nada na sua bagagem

Pode parecer óbvio, mas este é um dos golpes mais sérios que podem acontecer. Nunca, em hipótese alguma, leve algo que você não sabe o que é para alguém que você não conhece, quando for entrar em outro país. Situações assim podem desencadear sérias consequências. O mesmo vale se você estiver viajando de carro. Não dê caronas e não deixe que coloquem nada dentro do seu veículo.

6 – O lugar que você está procurando fechou, vou te levar para outro

Este é mais um clássico golpe de motoristas. Ao solicitar que o leve a determinado destino, ele alega que o mesmo não existe mais e se oferece para levá-lo a outro, de sua confiança. Não caia nessa conversa! Seja firme e peça que o leve ao local indicado, ou saia do carro e vá com outro profissional.

7 – A paradinha no caminho numa loja “imperdível”

Mais uma conversa clássica que pode acontecer depois que você já está dentro do taxi. O motorista alega que conhece um lugar com preços especiais e faz um pequeno desvio para que você possa conhecer. Normalmente, ao chegar à loja, o turista acaba sendo coagido a comprar.

8 – Falsos policiais pedindo documentos

Infelizmente, este é um pouco mais complicado de detectar. Acontece mais em estradas, com pessoas usando fardas falsas, que sinalizam para que pare o veículo, solicitam os documentos do condutor e depois o chantageiam, exigindo dinheiro em troca dos mesmos. Para evitar esse tipo de situação, entregue sempre apenas cópias dos documentos.

9 – Promoções mirabolantes: não existe almoço grátis!

Quando a esmola for demais, desconfie. Preços muito abaixo do praticado no mercado podem indicar golpes e, certamente, você não vai receber o que esperava. Pode ser que o produto ou serviço seja de qualidade inferior, pode ser que não exista produto… olhos abertos quando encontrar uma promoção! Busque referências antes de fechar negócio.

10 – Serviços mecânicos

Este golpe também acontece com quem viaja por terra. Ao precisar de um serviço mecânico, o profissional acaba colocando peças ruins ao fazer o reparo e cobra como se fossem originais. Já aconteceu comigo e acabei descobrindo muitos quilômetros adiante, quando já era tarde demais para voltar. Prefira acompanhar de perto a execução dos serviços que você necessitar.

Agora que você já conhece algumas das armadilhas mais comuns, está pronto para aproveitar ao máximo o seu próximo destino! Partiu?

Por Mariana Beluco

Junto com seu parceiro, Plácido Salles, já passou por mais de 60 países, publicou um livro, ministra cursos e palestras sobre viagens e vive uma grande aventura pelo Brasil através do seu projeto, Livre Partida.

Por: Livre Partida

Somos Plácido Salles e Mariana Beluco, nômades viajantes desde 2015!Compartilhamos aqui o nosso cotidiano de viagens, dicas e conhecimentos importantes para quem tem o sonho de fazer uma grande viagem. Passamos por 57 países durante a primeira expedição e agora estamos vivendo uma grande aventura de carro pelo Brasil. Temos um livro publicado e ministramos cursos e palestras sobre o tema. Bora viajar junto!

Termos da rede:

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário livrepartida da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.