Últimas notícias:

Loading...

Cunha (SP) é opção para quem busca se isolar na natureza

Estância climática também oferece atividades de ecoturismo e passeios culturais

A Estância Climática de Cunha (240 km de SP), é destino ideal para quem busca sossego e maior contato com a natureza, principalmente neste período em que os casos do novo coronavírus seguem fora do controle.

Localizada no Alto Vale do Paraíba, a estância climática de Cunha ainda oferece atrações de ecoturismo e passeios culturais, criando uma atmosfera de charme e entretenimento.

Interior
Crédito: Divulgação/PMECCVista da cidade de Cunha, no Alto na remição do Vale do Paraíba, no interior de São Paulo

Entre as opções está o núcleo de Cunha do Parque Estadual da Serra do Mar, o maior corredor biológico da Mata Atlântica no Brasil. Lá os visitantes podem aproveitar banhos de cachoeira e trilhas em meio às abundantes fauna e flora. Destaque para a Trilha das Cachoeiras, que fica em uma estrada desativada em que é possível percorrer metade em carro e metade em bicicleta ou a pé.

Pedra da Macela
Crédito: Divulgação/PMECCVista do alto da Pedra da Macela, a 1.840 metros de altitude

#DicaCatraca: sempre lembre de usar a máscara de proteção, andar com álcool em gel, respeitar o distanciamento social e sair de casa somente se necessário! Caso pertença ao grupo de risco ou conviva com alguém que precise de maiores cuidados, evite passeios presenciais. A situação é séria! Vamos nos cuidar para sair desta pandemia o mais rápido possível. Combinado?


Outra sugestão é a Pedra da Macela, que separa o Vale do Paraíba das cidades do litoral fluminense. Sua privilegiada vista para toda a baía de Paraty, Angra dos Reis e Ilha Grande surpreende, assim como das montanhas e da natureza preservada pelo Parque Estadual da Serra do Mar.

Pousada Candeias
Crédito: DivulgaçãoCachoeira do Desterro é uma das inúmeras para se refrescar em Cunha

Vale também uma visita ao inusitado Lavandário, que dispõe de campos floridos 365 dias ao ano. Lá dá para ver grandiosas plantações de lavandas que formam um verdadeiro espetáculo e também comprar produtos como plantas aromáticas, sabonetes, cremes, aromatizadores de ambientes e velas, além de comidas artesanais à base da planta, como bolo, bolachas e sorvete.

Cunha
Crédito: DivulgaçãoO Lavandário é uma das atrações para conhecer em Cunha (SP)

Quem preferir também pode visitar o Olival, com seus pomares de oliveiras, onde são oferecidas análises sensoriais de azeite extravirgem, almoços, jantares e concertos de música clássica, que ajudam as árvores a se desenvolver.

Por fim, é imperdível conhecer os ateliês de cerâmica. Cunha é um importante polo dessa arte no Brasil e na América do Sul e possui muitos locais que dominam técnicas originais e diversificadas, criando inúmeras peças belíssimas que impressionam. Uma das técnicas mais famosas utiliza na produção o Forno Noborigama, considerado um dos mais eficazes entre os fornos pré-industriais do Extremo Oriente.

Hospedagem em Cunha

Ficou animado em passar um fim de semana em Cunha? A Pousada Candeias é uma das opções de hospedagem.

Cunha
Crédito: Divulgação A Pousada Candeias é uma das opções de hospedagem em Cunha

Como a pousada está em um sítio de 8 alqueires, cercado por um vasto bosque de Araucárias, Candeias e Pinnus e também por uma reserva de Mata Atlântica, é possível fazer uma série de caminhadas de contemplação da belíssima natureza, também em total isolamento.

Além disso, há uma ducha natural e uma piscina climatizada, que agora pode ser utilizada mediante agendamento, como parte dos protocolos.

Com dez chalés privativos e um serviço intimista, com a total atenção dos proprietários, a infraestrutura também conta com restaurante, trilhas na mata, sauna seca a lenha, ducha natural e piscina climatizada.

Informações e reservas, acesse o site www.pousadacandeias.com.br ou (12) 3111-2775.

Como chegar em Cunha

Para quem sai da capital paulista, o melhor caminho é pagar a rodovia Ayrton Senna/Carvalho Pinto (SP-70) até Taubaté. De lá, seguir pela rodovia Presidente Dutra (BR-116 sentido Rio de Janeiro e pegar a rodovia vice-prefeito Salvador Pacetti/Paulo Virgínio (SP-171), até Cunha. O trajeto de carro dura cerca de 3 horas

Compartilhe:

?>