Destinos suntuosos para conhecer depois que a pandemia passar

Pode ser uma viagem romântica, com a família ou até sozinho, para autoconhecimento

Ouça este conteúdo

Um dos grandes baratos de viajar é que é possível ter todo tipo de experiência. É muito legal fazer uma viagem mochilão passando perrengue e é sensacional poder fazer uma viagem cinco estrelas, se dando todo tipo de luxo. Você pode escolher um destino pela cultura, pela gastronomia, pelas paisagens ou por um pouco de tudo isso. Pode ser uma viagem romântica, com a família ou até sozinho, para autoconhecimento.

Uma dessas opções é escolher um destino que vá te deixar de queixo caído com a riqueza de seu destino. Claro, só a riqueza por si só não quer dizer tanto, mas normalmente isso vem acompanhado de passeios espetaculares, a melhor comida possível e cultura de primeira.

Macau é um destino incrível que pouco se ouve falar

Conheça alguns dos destinos suntuosos que você pode separar na lista para conhecer depois que a pandemia passar, para poder aproveitar tudo sem preocupações.

Dubai

Se uma pessoa de 1960 for colocada em uma máquina do tempo até 2020 e ouvir que Dubai é um dos principais destinos turísticos, a pergunta “o que?” logo deve aparecer. Mas é isso mesmo.

O petróleo que jorra daquela terra foi o motor para a transformação da região de um sem fim de areia para um polo de turismo, diversificando a economia, algo extremamente necessário porque diminui os impactos em crises e momentos como o atual. Por Dubai passam os melhores chefs, há os melhores hotéis e está o maior arranha-céu do mundo, o Burj Khalifa, de 828 metros.

Macau

Quando se pensa em cidades de jogo, Las Vegas surge logo na cabeça. Os mais conhecedores, entretanto, podem citar Macau. Os brasileiros podem se sentir estranhamente em casa, já que o território também foi colonizado por portugueses, que só negociaram com a China pela entrega nos anos 1980.

As somas envolvidas nos cassinos ultrapassou Las Vegas no começo dos anos 2000 e só cresceu, seja com as atividades nos cassinos físicos ou nos sites de apostas esportivas e cassinos online. Leia mais aqui sobre e confira como esse mercado pulsante funciona.

Singapura

Hong Kong e Singapura são dois centros tecnológicos e financeiros do mundo e ambos têm atrações suficientes para uma visita. A ilha próxima da China agora vive um período de turbulência política, por isso destacamos a cidade-estado, que recebeu em 2018 três vezes mais turistas que sua população (18,5 milhões de visitantes).

Se você pensar em arranha-céus, luxo e modernidade quando se fala em Singapura, a relação é certeira. Mas há por exemplo o Jardim Botânico para visitar, um patrimônio mundial da Unesco, o único jardim tropical a ter essa distinção. Incrível, não é mesmo?

Londres

Londres é tudo e mais alguma coisa. Quando falamos na abertura do texto que dá para fazer todo tipo de viagem no mundo, pode-se falar tranquilamente que dá para se fazer todo tipo de viagem para Londres.

Quem quiser conferir a Londres moderna, rica e polo financeiro, também pode ter essa oportunidade, mesmo em tempos pós-Brexit. É difícil derrubar a City of London, local do distrito financeiro que é um show de arquitetura e ótima também para conferir restaurantes, bares e coffee shops.

Nova York

O mesmo dito para Londres serve para Nova York. Lar de Wall Street, do World Trade Center novo, do Empire State Building e muito mais na ilha de Manhattan, onde o luxo se encontra concentrado em uma série de ruas numeradas. Quem quiser andar de cima para baixo ali ficará de queixo caído, sem dúvida alguma, e terá muitos pontos para parar: Times Square, o Madison Square Garden e o maravilhoso Central Park.

Em parceria com eurodemand

Compartilhe:

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário eurodemand

A Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.