Fernando de Noronha: as paisagens mais lindas do mundo estão aqui

Visitantes são recompensados com belíssimas praias de águas quentes, calmas e repletas de golfinhos e tartarugas

Por: Redação Comunicar erro

Fernando de Noronha está a 545 km da costa do Recife (PE), sendo formado por 21 ilhas e ilhotas e possui um delicado ecossistema. Com uma população de apenas 3,5 mil habitantes, o turismo é desenvolvido de modo sustentável.

Os que visitam esse santuário são recompensados com praias belíssimas de águas quentes, calmas e repletas de golfinhos e tartarugas marinhas. Tantas belezas naturais assim transformam Noronha em um dos melhores destinos de mergulho do mundo.

Crédito: Eduardo Andreassi Vista da Praia Cacimba do Padre, um dos cartões-postais de Fernando de Noronha (PE)

Ao mesmo tempo, o arquipélago oferece paisagens únicas e muita aventura. Mergulho, flutuação e trekking são algumas das opções que o visitante tem para entrar em contato com a natureza ao mesmo tempo em que pratica esporte e se diverte.

Entenda como surgiu Noronha

O arquipélago de Fernando de Noronha é a parte emersa de um grande edifício vulcânico com sua base a quatro mil metros de profundidade e cerca de 70 quilômetros de diâmetro. Ele faz parte de uma estrutura alinhada de diversos montes vulcânicos submarinos que se estendem até a costa brasileira.

Crédito: Eduardo AndreassiPraia do Sancho foi eleita diversas vezes como a mais bonita do mundo

Resultado de violentas explosões vulcânicas há 12 milhões de anos –que lançaram ao espaço uma grande quantidade de rochas, cinzas e poeiras– alguns desses montes começaram a surgir acima da superfície do mar, como é o caso de Fernando de Noronha.

História e curiosidades

Fernando de Noronha foi descoberto acidentalmente pela segunda expedição exploradora de pau-brasil, sob o comando do navegador Gonçalo Coelho. Já o primeiro a fazer registros deste paraíso foi o navegador italiano Américo Vespúcio. Com isso, a ele foi atribuída à descoberta em 10 de agosto de 1503.

Crédito: Eduardo AndreassiVista panorâmica do Porto de Santo Antônio, em Fernando de Noronha

O arquipélago foi invadido algumas vezes. Em 1534 por ingleses, de 1556 até 1612 por franceses, de 1629 a 1654 pelos holandeses, voltando ao controle português apenas em 1700. Em 1736 foi novamente conquistada pelos franceses e em 1737, foi definitivamente ocupada pelos portugueses.

Crédito: Eduardo AndreassiBuraco da Raquel

Temendo novas investidas, o Reino de Portugal implantou um sistema defensivo composto de 10 fortes. Eles estão localizados acima de todas as praias onde era possível o desembarque marinho.

Forte N.Srª dos Remédios
Crédito: Eduardo Andreassi Forte N.Srª dos Remédios
Crédito: Eduardo Andreassi Forte N.Srª dos Remédios
Canhões e outros objetos dos fortes são vistos em muitos lugares turísticos de Noronha
Crédito: Eduardo Andreassi Canhões e outros objetos dos fortes são vistos em muitos lugares turísticos de Noronha
Vila dos Remédios fica a sede  Sede Administrativa de Noronha
Crédito: Eduardo Andreassi Vila dos Remédios fica a sede Sede Administrativa de Noronha
Porto de Santo Antônio
Crédito: Eduardo Andreassi Porto de Santo Antônio

Clima

Com clima tropical, Fernando de Noronha tem duas estações climáticas bem definidas: de fevereiro a julho, a estação chuvosa, e de agosto a janeiro, o verão e então, a alta temporada. A temperatura média é de 26ºC, sendo os meses de janeiro a março, os mais quentes.

Crédito: Eduardo Andreassi Turistas jogam frescobol na Praia do Cachorro

As paisagens mudam muito entre as duas estações e os ventos também se invertem: de dezembro a fevereiro geralmente o vento norte aumenta, o que provoca fortes ondas e a chamada ressaca. Esta é a época ideal para a prática do surfe.

Quando ir

Em qualquer época do ano é possível desfrutar ao máximo os encantamentos desse “santuário”. A baixa estação vai de março a junho. Já a alta, de julho a fevereiro.

Crédito: Eduardo AndreassiO pôr do sol em Fernando de Noronha é um dos espetáculos mais lindos da natureza

Em setembro e outubro, o mar é perfeito para mergulhos. De dezembro a fevereiro, ondas atraem surfistas e os cruzeiros param na ilha trazendo ainda mais turistas. Entre março e junho chove bastante, mas há muitos dias com sol e os preços baixam.

Como chegar

Existem voos diários para Fernando de Noronha saindo de Recife (PE) e Natal (RN). Outra opção para visitar o arquipélago é embarcar num cruzeiro marítimo durante a alta temporada (geralmente, de outubro a fevereiro) ou em embarcações particulares.

Crédito: Eduardo AndreassiMergulhando na Praia do Sancho

Taxa para entrar na ilha

Para visitar o arquipélago, o turista precisa pagar uma taxa, que é a TPA (Taxa de Preservação Ambiental).

Crédito: Eduardo AndreassiPosto de Informação e Controle do Parque Nacional de Fernando de Noronha

O tributo estadual é destinado a assegurar a manutenção das condições ambientais e ecológicas do arquipélago, cujos recursos são utilizados para custear diversos serviços como abastecimento de água e coleta de lixo por exemplo. Essa taxa se torna progressiva conforme os dias que o visitante fica na ilha.

A taxa pode ser paga antecipadamente no site oficial do distrito (www.noronha.pe.gov.br).

Praias e Parque Nacional

Crédito: Eduardo AndreassiVista da Baía dos Porcos

Para acessar o Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha é necessária a compra do ingresso que pode ser feita online no site www.parnanoronha.com.br ou presencialmente, nas praias de Sueste, Sancho ou na bilheteria do centro de visitantes.

O ingresso é válido por 10 dias e o valor para brasileiros é de R$ 106.

Trilha que leva à Praia do Sancho pela terra
Crédito: Eduardo AndreassiTrilha que leva à Praia do Sancho pela terra
Acesso à Praia do Sancho pela terra
Crédito: Eduardo AndreassiAcesso à Praia do Sancho pela terra
Mirante na praia do Sancho
Crédito: Eduardo AndreassiMirante na praia do Sancho

Para acessar as trilhas –como Atalaia, Pontinha Caieira, Morro São José, Capim-Açu, Abreu e Atalaia-Pontinha Caieira– é necessário o agendamento prévio.

Porém algumas dessas trilhas são de condução obrigatória e devem ser realizadas por condutores autorizados pelo ICMBio. O preço da condução é definido pelo condutor.

Crédito: Eduardo AndreassiPasseio de barco com o morro Dois Irmãos e Morro do Pico ao fundo

Outras áreas do parque como as praias do Leão, Sueste, Sancho, Baía dos Porcos são acessadas de forma livre, bastando a apresentação do ingresso.

Consulte o site do parque para obter maiores informações sobre as praias que estão dento do Parque Nacional e as que se encontram fora e possuem livre acesso.

Por Eduardo Andreassi

1 / 8
1
05:22
Conheça os brinquedos mais radicais dos parques de Orlando
A Catraca Livre foi para a Flórida, nos Estados Unidos, conhecer os parques mais divertidos da região a convite do …
2
03:24
Vovó deixa presídio e ensina como viajar pelo mundo
"As Melhores Surpresas do Mundo" é  o programa que discute as coisas mais inovadoras e surpreendentes que o mundo oferece. -------------------------------------------------------- DIREÇÃO: …
3
02:25
9 lugares incríveis para visitar de graça em Belo Horizonte
O Circuito Liberdade é um grande complexo cultural localizado em Belo Horizonte. Prédios públicos ganharam novos usos para hospedar arte …
4
01:49
9 lugares com uma vista incrível no Rio de Janeiro para você fotografar
Conheça 9 lugares incríveis e de graça para você curtir as paisagens do Rio de Janeiro e ainda tirar fotos …
5
01:31
O que fazer em caso de bagagem extraviada pela companhia aérea?
Um dos maiores medos de que vai pegar o avião é perder a bagagem. Saiba como proceder em uma situação …
6
01:17
Sky Costanera, o maior observatório da América Latina
O Sky Costanera é considerado o maior observatório da América Latina e fica em Santiago, no Chile. Nele é possível …
7
01:01
Zipflyer: a tirolesa só para quem tem MUITA coragem
A Zipflyer, é considerada a maior tirolesa do mundo e fica localizada em Pokhara, no Nepal. Ela conta com 1850 …
8
01:31
Como tirar ou renovar passaporte?
Tem dúvidas sobre o procedimento necessário para emitir seu passaporte? Saiba por onde começar com as nossas dicas. Mais informações sobre …