Massa de ar polar pode provocar neve no RS, SC, PR e sul de SP

A forte frente fria tem potencial de ser um “evento histórico de frio e neve”

Por: Redação
Ouça este conteúdo

Uma forte frente fria poderá provocar neve e chuva congelada no sul de São Paulo ainda esta semana. O alerta é dos institutos de meteorologia MetSul e Climatempo. O fenômeno climático também deve ocorrer no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.

A massa de ar polar vinda da Argentina vai provocar uma queda brusca na temperatura a partir de quarta-feira, 19, em quase todo o país.

VEJA: Frio em São Paulo: Defesa Civil alerta para temperaturas abaixo de 5ºC

neve gramado
Crédito: Cleiton Thiele/Serra Pressmassa de ar polar vinda da Argentina também poderá provocar neve e chuva congelada nos estados Sul

Segundo a MetSul Meteorologia, a enorme massa de ar polar tem potencial de ser um “evento histórico de frio e neve”. O fenômeno deve provocar ar gelado, nebulosidade e instabilidade em altas altitudes.

“A bolha de ar antártico avançará pela Argentina e vai atingir pela sua trajetória continental o Sul, o Centro-Oeste, o Sudeste e parte do Norte do Brasil, além de Paraguai, Bolívia, Uruguai, Peru e mesmo Equador, Colômbia e Venezuela”, diz o boletim da MetSul.

Neve

O instituto afirmou que as projeções de neve são diferentes e variam bastante a cada simulação feita. Algumas delas apontam para a ocorrência do fenômeno apenas em regiões onde já ocorre tradicionalmente, como os Aparados da Serra, na divisa entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina, e o Planalto Sul Catarinense

No entanto, simulações feitas pela MetSul indicam que pode nevar de forma mais abrangente e em locais pouco acostumados a ver neve ou que não testemunham o fenômeno há décadas.

Neve
Crédito: Divulgação/MetSulProjeções do MetSul indica neve até o sul de SP

A massa de ar polar, mesmo que modesta, deve atravessar a linha do Equador e chegar ao hemisfério Norte, onde é verão.

“Os modelos nas últimas horas e dias já indicaram neve no Uruguai, perto da cidade de Buenos Aires e nas províncias argentinas de Santa Fé e Entre Rios, na maior parte do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e o Paraná, e até em Curitiba e no Sul de São Paulo”, informa a MetSul.

Recorde de frio em SP

A previsão da Climatempo indica que vai esfriar muito em todas as regiões paulistas, mas não há condições para nevar em nenhuma parte do estado.

No entanto, a passagem da forte onda de frio no fim desta semana pode fazer a capital paulista registrar recordes de frio. A menor temperatura de 2020 poderá ser registrada nas madrugadas de sábado e de domingo, dias 22 e 23.

Entre a tarde do da quarta, 19, e a tarde de quinta-feira, 20, a temperatura deve baixar cerca de 10°C na capital paulista.

Segundo a Climatempo, temperaturas abaixo de 0°C devem ocorrer no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, sul de Minas Gerais e nas áreas de grande altitude do sul do Rio de Janeiro, como Parque Nacional do Itatiaia.

Massas de ar frio fortes ocorrem virtualmente quase todos os anos no Sul do Brasil, mas esta será excepcionalmente forte e abrangente.