Publicidade

Informar

‘Guia Michelin’ inclui Taiwan ao roteiro gastronômico mundial

Por: Redação | Comunicar erro
...
Publicidade

Taiwan, a pequena ilha no leste da Ásia, é o 30º país a entrar na seleta lista de destinos gastronômicos estrelados do famoso guia vermelho francês. Conhecida por suas belezas naturais, cidades antigas charmosas e riquíssimas atrações culturais como o Museu do Palácio Nacional, que guarda a maior coleção de arte chinesa fora do continente chinês, Taiwan agora passa a fazer parte dos roteiros de viajantes gourmets.

Crédito: Adriana Lage TomaMuseu do Palácio Nacional é atração mandatória em Taipei

Vinte restaurantes entraram para a história como os primeiros a escreverem seus nomes no desejado guia no país. O anúncio dos estabelecimentos e respectivos chefs premiados aconteceu durante uma festa no luxuoso Mandarin Oriental Taipei na quarta-feira, dia 14 de março.

O Le Palais foi laureado com a máxima pontuação de três estrelas. Ryu Gin, restaurante japonês, e The Guest House, de culinária chinesa, ganharam duas estrelas cada um. Mais dezessete restaurantes foram agraciados com uma estrela Michelin cada um.

Chefs e restauranters premiados com uma estrela no “Guia Michelin Taiwan 2018”

Eu tive a sorte de visitar a capital Taipei na semana em que tudo isso aconteceu e aproveitei meu último dia na cidade para conhecer um deles. Minha decisão foi rápida e fácil: Ya Ge, o restaurante cantonês da rede hoteleira Mandarin Oriental, contemplado com uma estrela do renomado guia.

Minhas experiências anteriores com os restaurantes do grupo sempre superaram minhas expectativas por promoverem uma viagem culinária sensorial completa. E como eu estava em um país de cultura chinesa, nada mais acertado do que provar suas delícias tradicionais.

Dim Sum de camarão cozido no vapor, tradição na culinária chinesa

O Chef de Cuisine Tse Man comanda o Ya Ge. Nascido e criado em Hong Kong, fez carreira no Fook Lam Moon, um dos estabelecimentos mais populares entre a elite da cidade. Desde março de 2017, com quase 50 anos de carreira, assina menus sazonais do Ya Ge onde apresenta pratos autênticos da culinária cantonesa. Sua busca incessante pelos melhores e mais frescos ingredientes trouxe o reconhecimento Michelin.

Chef de Cuisine Tse Man, quase 50 anos de expertise na execução de pratos cantoneses

A hora da refeição é um momento de confraternização na cultura chinesa. Você escolhe várias opções do cardápio e os pratos são compartilhados entre todos, uma prática ideal que nos permite provar um pouco de cada iguaria. Geralmente acompanhados por chá quente, ajudam na digestão e a limpar o paladar entre cada sabor.

Comece pelo porco grelhado com mel apresentado sobre uma sofisticada mini-churrasqueira com pedras quentes para não resfriar a carne macia e suculenta.

Porco grelado com mel, entrada assinatura do Chef Tse Man

À mesa não podem faltar os clássicos rolinhos primaveras e Dim Sums, com menção especial ao dumpling frito de taro recheado com foie gras.

Dumpling de Taro com Foie Gras, um dos destaques do almoço

Entre os pratos principais com assinatura do Chef Tse Man: caldo de frango negro apresentado em bule de chá, frango crocante e legumes em caldo claro refrescante e caranguejo assado servido dentro de um caranguejo de prata.

Crédito: Adriana Lage TomaCaranguejo assado do Ya Ge lembra nossa casquinha de siri sem batata

Uma curiosidade: o ninho de pássaro é uma iguaria rara altamente desejada na Ásia em virtude de suas supostas propriedades rejuvenescedoras e nutricionais. É um dos produtos de origem animal mais caros do mundo e oferecido nos restaurantes cantoneses de alta gastronomia, como o Ya Ge.

A sobremesa mais pedida é o creme de manga, pomelo (um primo da laranja), coco e sagu. Simples, leve, saudável e refrescante, o doce da manga é quebrado pelo sabor azedo do pomelo e as pérolas de sagu acrescentam textura ao creme.

Crédito: Adriana Lage TomaSobremesa assinatura do chef Tse Man: creme de manga com pomelo, coco e sagu. Foto: Sobremesa assinatura do chef Tse Man: creme de manga com pomelo, coco e sagu

Para completar a experiência sensorial, a decoração ambiente é clássica e elegante com elementos contemporâneos, toalhas brancas engomadas cobrindo as mesas e um bonsai centenário adornando o centro do salão. Ao fundo tocam músicas escritas exclusivamente para o restaurante, criadas pelo premiado compositor hongconguês Simon Chung.

Em resumo, um restaurante para provar a culinária autêntica chinesa, bem executada com produtos de qualidade por um exímio Chef, apresentada de maneira despretensiosa e servida por uma equipe atenciosa e sorridente. Vale muito a visita e considere se hospedar no hotel, sem dúvida, o melhor da cidade.

Informações

Mandarin Oriental, Taipei
Almoço: menu fixo (US$ 47 a US$140) – à la carte (US$ 37 a US$ 100)
Jantar: menu fixo (US$ 126 a US$ 140) – à la carte (US$ 37 a US$ 100)
Essencial fazer reserva: motpe-yage@mohg.com

Lista dos 20 restaurantes com estrela Michelin em Taiwan no Guia 2018

 3 estrelas Michelin
Le Palais, cantonês

2 estrelas Michelin
RyuGin, japonês contemporâneo
The Guest House, chinês

1 estrela Michelin
Ya Ge, cantonês
Da Wan, churrasco
Danny’s Steakhouse, churrascaria
Golden Formosa, taiwanês
Ken Na Ho, japonês
Kitcho, sushi
L’Atelier de Joel Robuchon, francês contemporâneo
La Cocotte by Fabien Vergé, francês contemporâneo
Longtail, europeu contemporâneo
Ming Fu, taiwanês
MUME, europeu contemporâneo
RAW, inovadora
Sushi Nomura, sushi
Sushi Ryu, sushi
Taïrroir, inovadora
Three Coins, cantonês
Tien Hsiang Lo, Hang Zhou (região na China)

Compartilhe:

Publicidade
Publicidade

Museu de Anatomia Humana da USP exibe peças que ensina como o seu corpo funciona

Cereja Flor: O lugar das taças de sorvetes gigantes em São Paulo

Fondue taiwanês é a próxima delícia que você tem de provar

Médica tira dúvidas sobre anticoncepcional

Refugiados se tornaram microempreendedores em um lava-rápido em São Paulo

Publicidade