Últimas notícias:

Loading...
EM ALTA

Saiba o que fazer em Pardinho, no interior de SP

Com uma natureza privilegiada, a cidade --a 205 km da capital, tem inúmeras nascentes e cachoeiras

Capital da “música raiz”, Pardinho, no interior de SP, é o destino para quem gosta de aventura ou simplesmente contemplar a natureza.

Localizada na região conhecida como Cuesta, a cidade de pouco mais de 6.000 habitantes guarda atrativos como o famoso Gigante Adormecido.

Pardinho (SP) oferece a melhor vista do famoso Gigante Adormecido
Crédito: Andreia SilveiraPardinho (SP) oferece a melhor vista do famoso Gigante Adormecido

Apesar de ficar na cidade vizinha de Bofete, a melhor vista da imensa formação rochosa é a partir de Pardinho.

Segundo os locais, ir a Pardinho e não conhecer o Gigante Adormecido é como ir a Disney e não ver o Mickey.

A cidade oferece trilhas radicais, turismo rural, asa delta, balonismo, cicloturismo, rapel, além de cachoeiras e uma boa comida caipira.

O que fazer em Pardinho

1 – Passeios e aventura

Entre as atividades que mais chamam a atenção, está a famosa tirolesa no Gigante Adormecido.

São 800 metros de tirolesa, dividida em três lances, que proporcionam uma vista espetacular e faz com que os turistas voem com os pássaros.

Vista da cidade
Crédito: José Reinaldo da Fonseca/Wikimedia CommonsVista da cidade de Pardinho, no interior de São Paulo

No retorno os visitantes podem escolher por uma caminhada ou por caminhonetes e saborear as delícias da culinária local. Além disso, outras atrações por lá incluem: rapel, passeios de buggy, jardins, cachoeiras, chalés em pontos estratégicos e petiscos no bar rural.

Outro atrativo é conhecer a Rota das Trilhas da Cuesta do Pardinho, com cavalgadas, passeios de carros 4×4, motos, quadriciclo, caminhadas e cicloturismo.

2 – Saborear a culinária caipira

A gastronomia local é um diferencial, já que a população foi, ao longo de sua colonização, adaptando as receitas tradicionais alemãs, italianas e portuguesas.

Além de restaurantes com refeições completas, existem outros que oferecem petiscos, enquanto os visitantes contemplam a natureza.

Fazenda Sant’Anna de Pardinho, Restaurante Paineira Velha, Venda Vivan, Rancho do Maluli, Mirante Cuesta Café, Deck 976 e Casarão Eurico Nunes, são algumas das opções gastronômicas.

Ah, e não deixe de provar o “melhor queijo do mundo” (sim, o queijo da cidade foi eleito o melhor no evento ‘Le Mondial du Fromage de Tours’, na França, conquistando medalha de Super Ouro). Além do queijo, outra iguaria é o tradicional mingau de milho com bolinho.

3 – Curtir música raiz

Mesmo que você não curta música raiz, ao ouvir o som sertanejo com certeza vai adorar estar por ali. A cidade mantém tão aceso este ritmo que é considerada a capital da Cultura Caipira da Cuesta.

A cidade tem até uma estátua em homenagem a Ferreirinha, personagem da música do ícone cantor Tião Carreiro. E para deixar um charme a mais, por lá acontecem vários encontros de cavaleiros que animam o ano todo a Cuesta.

Em setembro, a cidade realiza o tradicional Festival de Música Raiz de Pardinho (FESMURP).

Então, pronto para se aventurar em Pardinho e saborear cardápios deliciosos, com direito a contemplação de uma natureza exuberante? Ao visitar a cidade para praticar qualquer uma das opções de aventura, não deixe de contar com o seguro de viagem e garantir a sua tranquilidade.

Com ele você aproveita tudo o que a região oferece e, em caso de imprevistos, pode contar com atendimento de excelência para as coberturas contratadas.

Em parceria com eurodemand

Compartilhe:

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário eurodemand

A Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.