Saiba como é viajar de trem de Edimburgo a Londres na 1ª classe

Saiba o preço da passagem e facilidades da primeira classe da Virgin Trains

Por: ladobviagem | Comunicar erro

Sou fã de trens. A principal facilidade em relação ao aéreo, além do preço, é a ausência de check in, como acontece no embarque de avião.

Na minha viagem ao Reino Unido, fiz tudo de trem. De Edimburgo, na Escócia, ao novo museu de design V&A Dundee, depois, de Dundee até Glasgow.

No final da viagem, fui da Escócia a Londres, pela Virgin Trains, que conecta o Reino Unido.

Uma passagem de Edimburgo a Londres custa por volta de £ 30 (aproximadamente R$ 150) e dura de 4h40 (direto) a 5h40, com paradas.

Crédito: Divulgação/Virgin TrainsTrem com parada em Londres, pela Virgin Trains, que liga todo Reino Unido

Meu trecho entre os dois países demorou 5h40 e foi feito de primeira classe, em vagões mais espaçosos, wifi, comidinhas e lounge vip.

Caro? Nada. A diferença do upgrade e a gratuidade para crianças, que conto logo abaixo, vão te surpreender.

Crédito: Andrea Miramontes/ Lado B ViagemVagão First Class em viagem de Edimburgo a Londres, pela Virgin Trains, com wifi e comida a bordo

First Class

De Edimburgo a Londres, o trecho mais longo, fui de primeira classe. Minha viagem final pelo Reino Unido merecia mais espaço, refeições e lounge vip.

Em promoção, a diferença de preço entre a passagem comum e a de primeira é de £10 (cerca de R$ 50) o que vale muito a pena.

Menores de 16 anos têm esse upgrade a partir de £ 5 por trecho, claro, além do custo do bilhete. Crianças com menos de 5 anos viajam de graça.

Cheguei antes do que o necessário para achar plataforma e sobrar tempo (15 minutos) porque queria conhecer a sala vip, first class lounge.

A sala com wifi liberado tem decoração foi feita toda em xadrez, com café expresso e bolachinhas para acompanhar, enquanto você observa a plataforma e espera seu trem.

Na estação Waverley, de Edimburgo, a first class lounge tem até uma lareira. Um painel eletrônico mostra quando sair da sala para o embarque.

Crédito: Andrea Miramontes/ Lado B ViagemDentro da estação de trem Waverley, em Edimburgo, na Escócia, está o lounge first class a Virgin
Crédito: Andrea Miramontes/ Lado B ViagemSala com lareira dentro do lounge, para esperar o trem no maior conforto

Dentro do trem, a diferença da primeira classe para as demais são muitas.

Começa pelo wi-fi liberado durante todo o trecho. Minha viagem com paradas durou 5h30, entre Edimburgo e Londres, e a internet fez uma megadiferença para eu adiantar a vida conectada.

Há entretenimento a bordo com filmes, jogos e desenhos. Poltronas mais espaçosas e comidinha inclusa também ajudam a deixar a viagem bem mais confortável.

Crédito: Andrea Miramontes/ Lado B ViagemEntretenimento e wifi a bordo para passar as 5h30 de viagem conectado e rapidinho

Comida vegan

Refeições com bebidas também estão liberados na primeira classe. Vinho, inclusive.

Como opção, há menus vegano, vegetariano e sem glúten, seja nos menus onboard, pagos à parte, ou no tudo incluso, com é na first class.

A Virgin Trains  foi a primeira companhia de trens do Reino Unido a oferecer comida vegan (sem qualquer produto de origem animal) como opção a bordo.

Crédito: Andrea Miramontes/ Lado B ViagemOptei pelo cardápio vegetariano e inclui vinho na minha refeição

O café da manhã vegano inclui leite de soja, cogumelos, batatas fritas, espinafre e feijões cozidos. Se for lunch ou jantar, o cardápio vegan inclui salada mediterrânea de macarrão e batata picante.

Chocolate vem na sobremesa para quem é vegetariano também.

Crédito: Andrea Miramontes/ Lado B ViagemCardápio inclui opções veganas, vegetarianas e sem glúten para a viagem

Trem X Avião

Economia de tempo: estações de trem geralmente ficam no centro das cidades, enquanto aeroportos, sempre afastados. Daí já começa a grande vantagem de não gastar tempo e dinheiro para o transporte.

Em Edimburgo, embarquei Estação Waverley, pertinho de tudo. No meu caso, como estava no The Scotsman Hotel, foi só atravessar a rua.

Cheguei em Londres no centro também ligado apenas a um metrô do meu hotel, St. James’ Court Taj Hotel London, a uma caminhada de cinco minutinhos da estação St James Park Station.

Embarque rápido: a maioria dos embarques de trem se encerra um minuto antes do horário previsto de saída, além de não ter que realizar procedimento de check in. Você chega, passa a catraca, acha a plataforma e pronto.

Se nunca esteve na estação, procure chegar com antecedência de 15 a 30 minutos para localizar direitinho a plataforma de embarque e o vagão.

Porque trem é aquela coisa, se você errar a plataforma e perder, perdeu. É pontual.

Crédito: Andrea Miramontes/ Lado B ViagemWaverley Station, em Edimburgo, na Escócia, onde peguei meu trem para Londres

Bagagem permitida: ninguém vai pesar sua bagagem, e geralmente é possível  entrar com duas malas no vagão. Você carrega e tira de lá, junto de você ou perto da porta de saída.

Para quem está em viagem vinda do Brasil é uma baita vantagem, pois em voos internos seu limite é muito baixo, menor do que os 23 kg permitidos para chegar lá.

Geralmente, no voo interno você vai ter que pagar pela bagagem extra.

Crédito: Andrea Miramontes/ Lado B ViagemDentro do vagão, suas malas não vão do seu lado, você sobe com elas e coloca no lugar indicado. Acima, no fist class, há esse compartimento

A opção pelo trem nesta viagem pelo Reino Unido me economizou muito tempo. Foi de uma praticidade imensa, uma vez que todas as estações são muito bem-localizadas.

Você pode ver no stories como foi a viagem, desde o lounge até mais imagens de dentro dos vagões first class.

Autor: ladobviagem

Andrea Miramontes, jornalista, viajante e curiosa. Sou vegetariana e jamais divulgo atrações que escravizem animais :) Faço os blogs Lado B Viagem e Patas ao Alto. Seja muito bem-vindo!

Termos da rede:

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário Lado B Viagem da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

1 / 8
1
05:22
Conheça os brinquedos mais radicais dos parques de Orlando
A Catraca Livre foi para a Flórida, nos Estados Unidos, conhecer os parques mais divertidos da região a convite do …
2
01:45
Visitamos uma fantástica fábrica de chocolate
3
03:24
Vovó deixa presídio e ensina como viajar pelo mundo
"As Melhores Surpresas do Mundo" é  o programa que discute as coisas mais inovadoras e surpreendentes que o mundo oferece. -------------------------------------------------------- DIREÇÃO: …
4
01:20
Karol Conka indica 2 lugares incríveis para conhecer em Curitiba
Convidada pelo Colaí Indica para falar sobre os seus rolês favoritos em Curitiba, cidade natal da rapper, Karol Conka mostrou …
5
03:31
Conheça o Embalse El Yeso, na Cordilheira dos Andes
Perfeito tanto para quem passará várias dias em Santiago, ou até mesmo para quem terá uma passagem breve pela cidade, …
6
02:49
A lama de Brumadinho respinga no governo do Bolsonaro
7
02:25
9 lugares incríveis para visitar de graça em Belo Horizonte
O Circuito Liberdade é um grande complexo cultural localizado em Belo Horizonte. Prédios públicos ganharam novos usos para hospedar arte …
8
01:49
9 lugares com uma vista incrível no Rio de Janeiro para você fotografar
Conheça 9 lugares incríveis e de graça para você curtir as paisagens do Rio de Janeiro e ainda tirar fotos …