York, a cidade do Harry Potter na Inglaterra

York tem a rua que inspirou o Beco Diagonal, todos os produtos possíveis do Harry Potter e um cenário medieval

York, na Inglaterra, tem tudo o que você uma cidade medieval tem direito: muralhas, uma catedral maravilhosa do ano 630, ruelas ao estilo de labirintos, casinhas de madeira da Idade Média, ruas estreitas de paralelepípedo e até uma antiga rua Viking.

O cenário todo medieval transformou York em uma das cidades mais bonitas do Reino Unido.

Até hoje, séculos depois dessas construções, York ainda mantém um cenário ao estilos dos do Harry Potter. Tanto que uma das ruas da cidade, a Shambles, inspirou o cenário do Beco Diagonal no filme de Harry Potter. É das grandes atrações de York.

York está a só duas horas de trem de Londres – detalhe: o trem sai da estação King’s Cross, para aumentar ainda mais o clima Harry Potter. É perto e até daria para ir e volta de Londres em um dia só, mas mesmo assim vale a pena ficar pelo menos uma noite porque tem muito o que fazer na cidade cheia de história, fundada pelos romanos lá atrás, no ano 71.

Shambles: a rua do Beco Diagonal

Apesar de York ser toda bonita com o cenário medieval, o que todo mundo quer ver é a rua The Shambles, que inspirou o cenário do Beco Diagonal. E a rua faz mesmo todo mundo se sentir dentro da história. As casas são dos anos de 1350 a 1475, tortas e com tetos de madeira, e abrigam lojinhas que têm tudo a ver com o Harry Potter.

A mais disputada da rua é a  The Shop that Must Not Be Named, que vende tudo o que é possível imaginar envolvendo Harry Potter: de canecas de cada escola a bolas de quadribol, figurinos e varinhas mágicas. Para quem quer as varinhas, os atendentes desta loja de York estão sempre prontos para explicar a diferença entre as varinhas e qual é a melhor para cada cliente.

Acham que é só essa? A The Shambles é curta, mas ainda há outra loja só com produtos do Harry Potter, a World of Wizardry, o que facilita na hora de comparar preços de capas da Hermione, de cadernos de Hogwarts ou de varinhas mágicas.

Toda a rua, aliás, tem lojas que remetem a magia ou bruxaria. Uma das mais interessantes é a Potions Cauldron, com total  clima de bruxaria. Um atendente fica atrás de um balcão, de jaleco branco e toda a pose de cientista,  vendendo itens como a poção da invisibilidade, o shot of magic, o bath explosion portion e o basilik blood. O nome pode assustar, mas na verdade, são só sabonetes, espumas de banho, hidratantes, limonadas, cafés e bebidas alcoólicas.

Outra boa loja para entrar é a de fantasminhas feitos à mão, a York Ghosts Merchant. Eles são típicos de York, tem vários tamanhos e são bem coloridos. A loja não é nada comum. É outra com cenário de bruxaria, vendendo os fantasminhas que costuma ser presenteados pela população para dar sorte.

O que fazer em York

Catedral de York

Claro que York não é só o Harry Potter. Uma das grandes atrações é a catedral, toda imponente, e uma das mais altas da Europa. Foi completada no ano 637, mas está construída em cima de uma antigo forte romano, e por isso é cheia de história. Além de ver a catedral em si, vale a pena descobrir o museu no subsolo, que mostra os artigos romanos da época, e também pagar um tíquete extra para subir ao topo da catedral. Depois de vencer 275 cansativos degraus, você vai enxergar York inteirinha lá de cima.

Jorvick Viking Center

É uma atração imperdível de York. Não pense que é um museu comum, como outro qualquer: esse é em estilo Disney.  A visita começa  em carrinhos com telas e alto-falantes, que levam os visitantes para um passeio pela Coppergate, a rua onde hoje está o museu e que já foi habitada pelos vikings,  dos anos 800 a 1050.

O carrinho vai passando por cenários hiperrealistas e por personagens da época, tudo animado por tecnologias de animatrônica, que mostram vida na época, com caçadores, comerciantes árabes,  comerciantes de escravos, e até cachorros. Nem precisaria de mais, mas é só depois dessa atração que começa o museu propriamente, com 40 mil objetos dos tempos dos vikings.

York’s Chocolate Story

York, na Inglaterra, fez história com o chocolate, especialmente por conta das fábricas Terry’s e a Rowntree’s, que começou em agora é parte da Nestlé. Se você nunca ouviu falar na Rowntree, o chocolate produzido por ela você com certeza conhece: o Kit Kat. Na York’s Chocolate Story um tour guiado leva para conhecer a história do chocolate em salas com bastante interatividade, e você ainda aprende a degustar como um profissional e faz o seu próprio chocolate.

Vejam mais atrações, fotos e informações sobre York no site Porta de Embarque

Em parceria com Porta de Embarque

Natalia Manczyk é editora do blog Porta de Embarque e tem o emprego dos sonhos: é viajante profissional. Trabalha como jornalista de viagem há 15 anos e não para. Está sempre em busca de novos destinos para conhecer e apresentar.