Causando Encontros: é possível a preservação ambiental ser uma transformação colaborativa?

Em um mundo com recursos cada vez mais escassos, não há como pensar em futuro sem levar em consideração a preservação ambiental de forma colaborativa. Resultado disso é o processo de mudança de consciência da sociedade, que tem esperado e cobrado das empresas posicionamentos alinhados a causas.

Neste panorama, as marcas precisam repensar suas cadeias produtivas e as matérias-primas dos produtos a médio e longo prazo. Os caminhos e ações possíveis para essa questão foram o foco do segundo evento do Causando Encontros, realizado pela Catraca Livre e o Festival Path.

O debate sobre preservação ambiental contou com a participação de Denis Minev, diretor e presidente da Bemol; Estela Renner, cofundadora da Maria Farinha Filmes e diretora da série Aruanas (Rede Globo); e Pedro Wickbold, diretor-geral da Wickbold. A mediação foi feita pela jornalista Alessandra Petraglia, da Catraca Livre.

Para os três entrevistados, a transformação das práticas atuais relacionadas ao meio ambiente gera impactos sociais, econômicos e políticos significativos para a vida de comunidades locais e também para a sociedade como um todo, incluindo as marcas. Confira todos os detalhes no vídeo:

+ Causando Encontros: