Partículas de queimadas são encontradas em água de chuva em SP

O fenômeno que atingiu São Paulo na última segunda-feira, 19, e transformou o dia em noite em diversas regiões do estado ainda é motivo para discussão.

Análise feita por pesquisadores do Instituto de Química da USP revelou a presença de reteno, uma substância proveniente da queima de biomassa e considerada um marcador de queimadas.

O teste realizado pela Universidade Municipal de São Caetano (USCS) mostrou que a concentração de material particulado, ou seja, de fuligem, foi sete vezes maior do que a registrada na água de uma chuva normal.