Últimas notícias:

Loading...

Festival Novos Motores terá apresentações de bandas e artistas independentes do ABC e começa nesta sexta

O VilaMundo é uma iniciativa do Instituto Acqua, em parceria com a Catraca Livre

Por: Redação
Ouça este conteúdo

A 1ª edição do Festival Novos Motores acontece online entre 09 e 11 de abril no site do evento. Haverá apresentações de bandas e artistas independentes do Abc Paulista, com shows, intervenções e DJs, além de um registro no formato de documentário. O evento é gratuito.

Batizado de Novos Motores, o festival busca traçar um paralelo entre as oportunidades que o setor automobilístico trouxe para o ABC paulista, com o reconhecimento advindo do público à nova força motriz da região, que é a arte.

A programação do festival será composta por novos e já conhecidos artistas da região, como ProjetoNave, Mato Seco, Nomade Orquestra, Stéfanie, Arnaldo Tifu, Ba Kimbuta & Buia Kalunga, Fernando Sardo, Pedro Simples, Malka & Grupo de Risco, Conde Favela Sexteto, Winnit Mc entre outros, com shows e performances gravadas diretamente do estúdio 74 club, localizado na cidade de Santo André.

Apresentado ao vivo por Marcelo Mendez, jornalista e escritor atuante em diversas áreas, destacando sua importante atuação no esporte e na música do Abc Paulista e Adriana Barros, colunista de música, que atuou por vinte anos no Entretenimento do UOL, com coordenação de coberturas de grandes festivais nacionais, internacionais e do carnaval. Levando interações com o público espectador, o festival será transmitido via Youtube.

Confira a Programação

Sexta (09/04)

– Dj Ciriaco |19h10

– Pedro Simples | 20h – Winnit | 21h10 – Arnaldo Tifu | 21h50

– Projeto Nave | 22h40

Sábado (10/04)

– Dj Kazvmba | 16h – em Extinção | 16h50

– Conde Favela | 17h30

– Ba Kimbuta & Buia Kalunga | 18h40 – Mato Seco | 19h40

Domingo (11/04)

– Dj Voodoo |16h

– Fernando Sardo | 16h50

– Malka E Grupo de Risco | 17h50

– Stéfanie | 18h50

– Nomade Orquestra | 19h45

Sobre os artistas

Projeto Nave

“Ano I “ é o trabalho que define a formação dos músicos do PROJETONAVE, e o de maior coletividade entre estes. É o primeiro que traz composições de todos os integrantes, e convida o ouvinte a ser capaz de identificar-se com os diferentes ambientes, poesias e instrumentais sugeridos pelo grupo. Um recorte de história que expõe uma trajetória coletiva única, e que moldou a banda com características marcantes, um PROJETONAVE sujo, criativo e contemporâneo.

Arnaldo Tifu

Arnaldo Tifu conhecido pela sua habilidade com as rimas de improviso, muito bem apresentada na cypher Roda de Rima lançada pela VICE e conduzida pelo maestro KL Jay a função de mestre de cerimônias, fez a estreia da maioria de seus álbuns no Programa Manos e Minas. Desde 2014, Tifu faz parte da Apenas Produções, Equipe do Rapper Thaide, acompanhando os shows nos palcos como Backing Vocal / Voz de apoio. Inquieto e talentoso, sempre lançando músicas de forma autônoma e independente, Tifu se mantém firme e forte, consagrando seu nome e compromisso com a Cultura Hip Hop.

Winnit

Winnit, campeão de batalhas de rimas importantes na cena, em seu show, intitulado “30 segundos para Winnit”, apresenta batidas e improvisos, abrindo espaço para o diálogo sobre racismo, amor, superação e ascensão do povo preto.

Pedro Simples

Versátil nas temáticas, o segundo álbum de Pedro Simples intitulado Carmim, traz desde a raiva, quando aborda a colonização e os efeitos na sociedade, passando pelas parcerias que as ruas podem criar, até a paixão, a saudade e aquela love song que embala e te coloca dentro da história.

Dj Ciriaco

DJ João Ciriaco iniciou suas atividades como DJ no início do ano 2000 agitando pequenas festas de amigos regada a funkgrooves, jazz e música latina. Em 2002 se aliou ao grupo Pedra Branca fazendo parte até 2010 excursionando com o grupo na Europa e por todo o Brasil. É fundador da Noite Marakasi em Santo André. Já tocou em diversos clubes, festas e festivais da cidade de São Paulo. Como StudioSp, JazzNaFabrica, Trackers e Navegroove.

Mato Seco

A banda Mato Seco, uma das grandes potências do Reggae Nacional, que vai arrebatando cada vez mais fãs e registrando grandes bilheterias por onde passa em todo o país, apresenta canções com letras de cunho social, cantadas em português e aposta numa musicalidade baseada no reggae de raiz

Ba Kimbuta & Buia Kalunga

Ba Kimbuta e Buia Kalunga são Mcs, músicos, compositores e Artivistas, que trazem em suas composições, denúncias, reivindicações, proposições de atuações e dias melhores para a população Preta Pobre e Periférica.

Conde Favela

Conde Favela Sexteto tem o intuito de resgatar temas de jazz e sambajazz, e aprimorar a linguagem jazzística e exploração instrumental. Inspirado por movimentos que trouxeram inovações dentro do gênero: freejazz, bebop e hardbop. Esse espírito de criação exerceu grande influência sobre o grupo, que logo passou a desenvolver seus próprios temas e composições. Suas performances são marcadas pela força, sutileza e intensidade, pela contribuição de cada integrante e muita improvisação.

Em Extinção

Artista e professora, Rayra Costa pesquisa circuitos eletrônicos, no input e materiais capazes de gerar ruídos. Parte dessa pesquisa serve como base para suas composições, performances e construções de objetos sonoros. Projeto de música experimental eletrônica, que transita entre arte sonora e visual.

DJ Kazvmba

Kazvmba é um produtor musical, influenciado por batidas africanas e ritmos urbanos, em sua live performance apresenta beats eletrônicos marcantes com um conceito visual experimental.

Nomade Orquestra

Em crescente visibilidade no atual cenário da música instrumental brasileira a Nomade Orquestra traz consigo uma característica singular e de vanguarda, pode se dizer que é um ponto de encontro onde diferentes vertentes e expressões musicais interagem de forma única, desenvolvendo um trabalho autoral de música instrumental com influências do funk70, jazz, dub, rock, afrobeat, ethiogrooves e outras expressões musicais.

Stefanie

Stefanie a MC com levadas e métricas peculiares que se destaca não apenas por ser um alicerce de mulher negra no movimento Hip Hop, mas principalmente pela sua qualidade musical. Atualmente, faz parte do casting de artistas da JAMBOX, do grupo Rimas e Melodias e trabalha em sua carreira solo já se preparando para o lançamento de seu primeiro disco.

Malka E Grupo de Risco

Transitando por mundos e estilos musicais em suas vivências artísticas por 20 anos de carreira, Malka consolida sua identidade musical, atuando como dj, produtora musical, pianista, cantora, compositora, violista, produtora cultural e educadora. Malka E Grupo de Risco é um nome em plena ascensão, que vem ganhando destaque e passando por todos os lugares, abrindo caminho para a prosperidade travesti.

Fernando Sardo

Fernando Sardo compositor, músico e luthier, apresenta ”Signos”, um trabalho contemporâneo de integração de música, luteria e artes plásticas, resultado de uma pesquisa que remete à descoberta de novas sonoridades, plasticidades e estética.

Dj Voodoo

Vinícius Dahora, mais conhecido nas ruas como Dj Voodoo, conquistou seu  espaço no cenário atuando em inúmeros momentos da cultura Hip-Hop. Residente em duas grandes festas, uma  delas a consagrada “Noite Manga Rosa” – fazendo a pista dançar tocando apenas brasilidades e também na “NO! SWAG” discotecando o Rap raiz dos anos 90.

#DicaVilaMundo: Quer ficar por dentro de mais iniciativas culturais, sociais e sustentáveis? Siga o Instituto Acqua no Facebook e Instagram

Compartilhe:

Tags: #Festival