10 cachoeiras imperdíveis na cidade do Rio de Janeiro

Cachoeiras para se refrescar no Rio de Janeiro
Todos os dias
diversos horários
array(3) { ["address"]=> string(26) "Rio de Janeiro, RJ, Brasil" ["lat"]=> string(11) "-22.9068467" ["lng"]=> string(18) "-43.17289649999998" }

Diversos locais no Rio de Janeiro

Rio de Janeiro, RJ, Brasil

site: Cidade

Quem pensa que a praia é a única opção do carioca para se refrescar é porque não conhece as dezenas de opções de cachoeiras que a cidade tem. São tantas e cada uma mais bela que a outra, que nós resolvemos listar as 10 mais imperdíveis.

A seguir, saiba um pouco mais sobre 10 cachoeiras “escondidas” na mata atlântica que cobre boa parte da Cidade Maravilhosa!

Cachoeiras para se refrescar no Rio de Janeiro

1- Cachoeira do Camorim (Pedra Branca)

O Açude do Camorim fica situado no Parque da Pedra Branca, bem pertinho do Rio Centro. É um grande lago com área de 210.000 m³ e profundidade de 18 metros, e está a 435 metros acima do nível do mar. Foi planejado por Sampaio Corrêa e construído por Henrique de Novaes em 1908, portanto não é natural — saiba mais neste post: Conheça tudo sobre o Açude do Camorim.

A famosa Cachoeira do Camorim, que é encontrada depois de uma hora de caminhada na trilha para o açude, é simplesmente fantástica. Da queda das águas do rio Camorim, que desce pela Serra do Nogueira, resulta a cachoeira e, aos seus pés, formam-se pequenas piscinas naturais.

2- Cachoeira do Chuveiro (Horto)

No Jardim Botânico, subindo pela rua Pacheco Leão, entre à direita, na Estrada Dona Castorina. Você chegará ao Parque Nacional da Tijuca. Caminhe por 20 minutos ou, se estiver de carro, dirija de três a cinco e, pronto, você estará na trilha que dá acesso à Cachoeira do Chuveiro.

Ela tem este nome, pois lembra mesmo um grande chuveiro: a queda d’água está dentro da fenda de uma rocha.

— Veja as várias maneiras de chegar até a Cachoeira do Horto e como fazer a trilha de acesso à ela, neste post: Roteiro da trilha da Cachoeira do Chuveiro (Horto) no Rio de Janeiro.

3- Cachoeira da Gruta (Horto)

Oficialmente, a Cachoeira da Gruta está fora do Parque Nacional da Tijuca, mas está bem pertinho da entrada dele. A queda d’água fica, literalmente, dentro de uma gruta. Ela forma uma piscina rasa onde é possível sentar e se refrescar.

Para chegar até lá, vá pela Rua Pacheco Leão, Estrada Dona Castorina, perto do Portão dos Macacos.

— Saiba mais aqui:Roteiro da trilha da Cachoeira da Gruta (Horto)

4- Cachoeira dos Primatas (Horto)

Esta é uma queda d’água deliciosa que se forma com águas do Rio do Algodão, um dos responsáveis pela formação da Lagoa Rodrigo de Freitas. Ela tem uma ducha generosa que brota entre duas pedras. O poço que se forma aos seus pés é transparente e raso, com água até os joelhos no máximo.

Está muito próxima da Gruta dos Primatas, que é uma espécie um de salão de pedras, e recebeu este nome devido à quantidade de micos que habitam o local.

— Saiba mais aqui: Roteiro da trilha da Cachoeira dos Primatas (Horto) – RJ.

5 – Cachoeira das Almas (Floresta da Tijuca)

Esta queda d’água de aproximadamente quatro metros é uma das poucas do Parque Nacional da Tijuca em que é permitido tomar banho. A Cachoeira das Almas é assim chamada, pois, de acordo com relatos históricos, ali os escravos faziam seus rituais de religiões de matriz africana.

Suas águas são, costumeiramente, geladas e o fluxo depende do volume de chuvas da época em que for visitada.

— Saiba mais aqui: Roteiro da trilha da Cachoeira das Almas – Floresta da Tijuca – RJ.

Veja o artigo completo no site do Vamos Trilhar!

9 lugares com vistas maravilhosas do Rio de Janeiro

Compartilhe:

Autor: catracalivre