Exposição gratuita mostra origens da arte abstrata brasileira

Lothar Charoux, Sem título,1947, guache sobre papel, 23 x 32,8 cm, Acervo Instituto de Arte Contemporânea – Fundo Lothar Charoux
Até
17
de novembro 2018
Segunda - Terça - Quarta - Quinta - Sexta - Sábado
De segunda a sexta, das 10h às 18h; e aos sábados, das 10h às 16h.
array(3) { ["address"]=> string(65) "Rua Dr. Álvaro Alvim, 90 - Vila Mariana, São Paulo - SP, Brasil" ["lat"]=> string(10) "-23.589315" ["lng"]=> string(18) "-46.64039070000001" }

IAC - Instituto de Arte Contemporânea

Rua Dr. Álvaro Alvim, 90 - Vila Mariana, São Paulo - SP, Brasil

site: iacbrasil.org.br

telefone: (11) 3255-2009

facebook: www.facebook.com

email: contato@iacbrasil.org.br

Mostra 'Da Figura à Abstração Geométrica' reúne trabalhos de Amílcar de Castro, Willys de Castro, Sérgio Camargo, Luís Sacilotto, entre outros

Você tem a chance de entender como começou a arte abstrata no Brasil na exposição coletiva “Da Figura à Abstração Geométrica”, em cartaz no IAC – Instituto de Arte Contemporânea, na zona sul de São Paulo, entre 14 de setembro e 17 de novembro. A visitação é gratuita e acontece de segunda a sexta, das 10h às 18h; e aos sábados, das 10h às 16h.

Obra sem título
Crédito: Almícar de Castro - Coleção particular - divulgaçãoAmilcar de Castro, Sem título, 1947, carvão sobre papel, 40 x 60 cm, Coleção particular
obra abstrata
Crédito: Acervo Instituto de Arte Contemporânea – Fundo Sérvuo Esmeraldo - divulgaçãoSérvulo Esmeraldo, Sem título,1961, gravura em metal, 6,5 x 4,5 cm, Acervo Instituto de Arte Contemporânea – Fundo Sérvuo Esmeraldo
obra abstrata
Crédito: Sérvulo Esmeraldo - Coleção particular - divulgaçãoSérvulo Esmeraldo, Exciltável E7011-B, 1970,madeira, fio de linha, adesivo e acrílico , 75,5 x 14,5 x 7,5 cm, Coleção particular
obra abstrata
Crédito: Acervo Instituto de Arte Contemporânea – Fundo Sérgio Camargo - divulgaçãoSergio Camargo, Estudo, s_d, Caneta tinteiro sobre papel, 29,8 x 21 cm, Acervo Instituto de Arte Contemporânea – Fundo Sérgio Camargo
obra abstrata
Crédito: Acervo Instituto de Arte Contemporânea – Fundo Lothar CharouxLothar Charoux, Sem título,1955, nanquim sobre papel, 25,1 x 25,1 cm, Acervo Instituto de Arte Contemporânea – Fundo Lothar Charoux
obra abstrata
Crédito: Acervo Instituto de Arte Contemporânea – Fundo Lothar Charoux - divulgaçãoLothar Charoux, Sem título,1947, guache sobre papel, 23 x 32,8 cm, Acervo Instituto de Arte Contemporânea – Fundo Lothar Charoux
obra abstrata
Crédito: Acervo Instituto de Arte Contemporânea – Fundo Hermelindo Fiaminghi - divulgaçãoHermelindo Fiaminghi, Movimento circular,1956, Nanquim sobre papel,
32,7 x 21,5 cm, Acervo Instituto de Arte Contemporânea – Fundo Hermelindo Fiaminghi

Com curadoria de Regina Teixeira de Barros, a mostra apresenta uma seleção de trabalhos feitos por artistas brasileiros ou residentes no país nos anos iniciais de suas carreiras, entre as décadas de 1940 e 1950.

Estão presentes estudos, esboços e obras finais de Willys de Castro, Sérgio Camargo, Luís Sacilotto, Hermelindo Fiaminghi, Lothar Charoux, Sérvulo Esmeraldo e Amílcar de Castro.

A ideia é mostrar como evoluíram as pesquisas desses artistas até eles se consolidarem como abstratos de vertente geométrica. Por isso, a exposição reúne obras claramente figurativas, quase figurativas e plenamente abstratas.

Arte na cidade: confira várias exposições em São Paulo

Compartilhe:

Autor: Por: Redação