Exposições no Rio de Janeiro para visitar sem pagar nada!

Listão contempla mostras em cartaz no MAR, Museu do Amanhã e outros espaços culturais

Por: Redação Comunicar erro

Pinturas, fotografias, gravuras, instalações, esculturas, registros históricos… Obras de arte de diferentes suportes, estilos e épocas podem ser vistas em várias exposições no Rio de Janeiro, durante o ano todo.

De olho no circuito cultural carioca, a Catraca Livre garimpou mostras em cartaz no MAR (Museu de Arte do Rio), no Museu do Amanhã e muitos outros espaços culturais. Todas para visitar sem pagar nada!

Se liga na lista e chama geral:

SESC RIO

exposições no rio de janeiro
Crédito: Valda Nogueira‘Através do Olhar’ revela a perspectiva de fotógrafas negras sobre territórios e tradições
  • “Através do Olhar”

O Sesc Madureira apresenta 90 obras de quatro fotógrafas negras, moradoras de bairros das zonas oeste e norte do Rio de Janeiro. Captadas por Aparecida Silva, Fernanda Dias, Thaís Alvarenga e Valda Nogueira, as imagens revelam a visão particular das artistas sobre suas origens. Além de lugares onde viveram, estão documentadas diversas tradições e manifestações culturais feitas em viagens pelo Brasil.

Quando? Segunda a sexta, das 9h às 20h30 | Sábado, domingo e feriados, das 9h às 17h30 | Até 22 de setembro
Onde? Sesc Madureira | Rua Ewbanck da Câmara, 90 – Madureira
Quanto? Grátis

CASA ROBERTO MARINHO

Obra 'Sala de Leitura' (1944) - Por Djanira da Motta e Silva
Crédito: DivulgaçãoExposição ‘Djanira: a memória de seu povo’ abrange quatro décadas da produção da artista
  • “Djanira: a memória de seu povo” 

Realizada em parceria com o MASP (Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand), a exposição gira em torno da obra de Djanira da Motta e Silva, uma das principais figuras da cena artística brasileira do século 20.  A mostra foi organizada cronologicamente e por eixos temáticos, abrangendo quatro décadas da produção da artista. O recorte enfoca sua busca por uma pintura nativista e os temas da cultura popular, aos quais se dedicou durante toda a carreira, e onde se encontra sua contribuição mais original para o modernismo brasileiro.

Quando? Terça a domingo, das 12h às 18h | Até 27 de outubro
Onde? Instituto Casa Roberto Marinho | Rua Cosme Velho, 1105 – Cosme Velho
Quanto? Grátis às quartas

MUSEU DO AMANHÃ

Crédito: DivulgaçãoNo Museu do Amanhã, ‘Pratodomundo’ reflete sobre como alimentar, em 2050, uma população de 10 bilhões de pessoas
  • “Pratodomundo — Comida para 10 bilhões”

Como alimentar, na década de 2050, uma população de 10 bilhões de pessoas com qualidade nutricional, diversidade de produção e sustentabilidade? A exposição temporária levanta um questionamento essencial para o futuro da humanidade. O objetivo é apontar possíveis soluções para os próximos anos, como o cultivo em regiões pouco exploradas (tundra, oceanos e desertos), além do consumo de alimentos como algas, insetos e plantas.

Quando? Terça a domingo, das 10h às 17h | Até 20 de outubro
Onde? Museu do Amanhã | Praça Mauá, 1 – Centro
Quanto? Grátis às terças

MAR 

Exposição O- RIO DOS NAVEGANTES - Obra de Pierre Verger Sem título [Morro Copacabana Rio de Janeiro 1946
Crédito: Daniela Paoliello/Divulgação‘O Rio dos Navegantes’ reúne cerca de 550 peças históricas e contemporâneas
  • “O Rio dos Navegantes” 

A principal exposição do Museu de Arte do Rio em 2019 traz uma abordagem transversal da história do Rio de Janeiro como cidade portuária, do ponto de vista dos diversos povos, navegantes e imigrantes que desde o século XVI passaram, aportaram e por aqui viveram. Estão reunidas 550 peças históricas e contemporâneas, entre pinturas, fotografias, vídeos, instalações, objetos, documentos, esculturas, etc.

A mostra convida o público a refletir sobre os modos de vida que formaram o Rio, a relação entre cariocas e visitantes, a miscigenação, as formas de uso e democratização do espaço público, além dos conflitos geográficos, linguísticos, culturais, econômicos e políticos.

Quando? Terça a domingo, das 10h às 17h | Até março de 2020
Onde? MAR | Praça Mauá, 5 – Centro
Quanto? Grátis às terças

CENTRO DE VISITANTES PAINEIRAS

Exposição 'Floresta Protetora', do Centro de Visitantes Paineiras
Crédito: Alexandre Macieira/RioturExposição permanente, ‘Floresta Protetora’ explora a riqueza do Parque Nacional da Tijuca de forma interativa
  • “Floresta Protetora” 

Toda a riqueza do Parque Nacional da Tijuca pode ser vista na exposição permanente, que ocupa o segundo andar do Centro de Visitantes Paineiras, onde funcionou o antigo Hotel Paineiras. Em uma área de 900 m², a mostra apresenta um panorama da biodiversidade da Mata Atlântica e conta curiosidades e histórias do parque de forma interativa. Às quintas, acontecem visitas guiadas gratuitas em português, inglês e espanhol, das 10h às 14h.

Quando? Diariamente | Das 8h às 19h
Onde? Centro de Visitantes Paineiras | Estrada das Paineiras, s/n
Quanto? Grátis