Exposições no Rio de Janeiro para visitar sem pagar nada!

Listão contempla mostras em cartaz no MAR, MAM, CCBB e outros espaços culturais

Por: Redação

Partiu dar aquele rolé cultural delicinha? Para a nossa felicidade e da turistada, não faltam exposições no Rio de Janeiro!

Tem de tudo e mais um pouco nos museus e centros culturais da Cidade Maravilhosa: pinturas, fotografias, gravuras, instalações, esculturas, documentos históricos, filmes, realidade virtual… São obras de diferentes suportes, estilos e épocas, assinadas por artistas como Carlos Vergara, José Zanine Caldas e Claudia Andujar.

De olho no circuito cultural carioca, a Catraca Livre garimpou mostras em cartaz em vários espaços. Todas para visitar sem pagar nada!

Se liga no listão e chama geral:

CCBB

  • “Egito Antigo: do cotidiano à eternidade”
exposição egito antigo
Crédito: DivulgaçãoExposição ‘Egito Antigo’ reúne 140 peças do Museu Egípcio de Turim, entre elas múmias!

A mostra inédita reúne 140 obras do Museu Egípcio de Turim (Museo Egizio), na Itália. Entre elas, sarcófagos, múmias animais e humana, réplica da tumba de Nefertari, uma pirâmide cenográfica de seis metros… Todas têm em comum a relevância para o entendimento de uma das maiores civilizações da história da humanidade.

Aspectos dessa cultura são apresentados de forma didática e interativa por meio também de esculturas, pinturas, amuletos, objetos cotidianos, um Livro dos Mortos em papiro, objetos litúrgicos e ostracons (fragmento de cerâmica ou pedra usados para escrever mensagens oficiais).

Vem saber mais sobre a exposição!

Quando? Quarta a segunda, das 9h às 21h  | Até 27 de janeiro de 2020
Onde? CCBB | Rua Primeiro de Março, 66 – Centro
Quanto? Gratuito

CAIXA CULTURAL

  • “Diáspora”
exposição 'Diáspora'
Crédito: Divulgação‘Diáspora’ aborda a cultura afro-brasileira através de esculturas, gravuras e pinturas

A exposição de Josafá Neves reúne gravuras e esculturas de ícones da cultura afro-brasileira, do patrimônio imaterial e de símbolos da religiosidade de matriz africana. Pelo olhar poético do artista, o visitante tem a oportunidade de conhecer sobre toda a influência dos povos negros.

A mostra apresenta ainda pinturas em óleo sobre tela e pastel de personalidades da cultura nacional, como Pixinguinha, Milton Santos, Clementina de Jesus, Cartola, Elza Soares, Luiz Gonzaga, Gilberto Gil, Nelson Sargento e Itamar Assumpção.

Quando? Terça a domingo, das 10h às 21h | Até 22 de dezembro
Onde? Caixa Cultural | Avenida Almirante Barroso, 25 – Centro
Quanto? Gratuito

  • “Santo Antônio de Sá: Primeira Vila do Recôncavo da Guanabara”
museu nacional/ufrj
Crédito: MuseuNacionalUFRJ/FacebookExposição realizada pelo Museu Nacional/UFRJ abre um ano após o incêndio

A mostra reúne mais de 60 relíquias arqueológicas do Museu Nacional/UFRJ — incluindo peças resgatadas nos escombros do incêndio que destruiu sua sede —, que revelam como viviam os primeiros habitantes do estado do Rio.

O pública pode conferir por lá itens como o Tembetá, pequena joia utilizada pelos índios Tupi no século XVI. Outros destaques são os cachimbos africanos, que revelam traços culturais dos negros que vieram para cá. Além disso, estão expostas faianças, porcelanas portuguesas e espanholas com os brasões de famílias que deram origem aos sobrenomes de grande parte dos brasileiros, como os Silva.

Vem saber mais sobre a exposição!

Quando? Terça a domingo, das 10h às 21h | Até 8 de dezembro
Onde? Caixa Cultural | Avenida Almirante Barroso, 25 – Centro
Quanto? Gratuito

ESPAÇO CULTURAL BNDES

  • “Brígida Baltar: filmes”
Crédito: ReproduçãoExposição visita a obra filmográfica de Brígida Baltar

Às vésperas de completar 60 anos, a artista visual carioca Brígida Baltar visita sua trajetória e apresenta pela primeira vez um recorte abrangente de sua obra filmográfica. Resultado de um trabalho minucioso de recuperação e edição, a exposição histórica reúne 27 trabalhos, produzidos desde o início da década de 1990. São filmes inéditos e outros já conhecidos do público, com registros de ações, fabulações ficcionais e narrativas poéticas.

A obra de Brígida circula por diferentes linguagens e temas, como busca de identidade, questões urbanas, feminismo e a passagem do tempo.

Quando? Segunda a sexta, das 10h às 19h | Até 13 de dezembro
Onde? Espaço Cultural BNDES | Avenida República do Chile, 100 – Centro
Quanto? Gratuito

SESC COPACABANA

  • “A Biblioteca à Noite”
exposições no Rio de Janeiro
Crédito: Ex Machina/DivulgaçãoExposição percorre bibliotecas famosas por meio de realidade virtual

Através de realidade virtual, a exposição oferece uma experiência imersiva, seguindo um roteiro de dez bibliotecas famosas, reais ou fictícias. É um convite a uma viagem de Sarajevo até a Cidade do México, passando pela mítica biblioteca de Alexandria até o fundo dos mares a bordo do Nautilus, das “Vinte Mil Léguas Submarinas”, de Júlio Verne.

“A Biblioteca à Noite”, realizada pelo diretor canadense Robert Lepage e a companhia Ex Machina, foi inspirada no livro de mesmo nome do argentino Alberto Manguel. Para visitar a mostra, é preciso fazer agendamento prévio pelo site.

Quando? Terça a domingo, das 9h30 às 20h | Até 26 de janeiro de 2020
Onde? Sesc Copacabana | Rua Domingos Ferreira, 160 – Copacabana
Quanto? Gratuito

MAM Rio

  • “Carlos Vergara – Prospectiva”
exposições no Rio de Janeiro
Crédito: DivulgaçãoExposição reúne obras de Carlos Vergara feitas de 2003 até hoje, incluindo trabalhos inéditos

A exposição percorre a produção de Carlos Vergara, desde 2003 até obras recentes e inéditas, como as pinturas em grande formato — as maiores já realizadas por ele — a partir de monotipias feitas no Cais do Valongo e nos trilhos do bonde em Santa Teresa.

Outros destaques são as novas obras da série “Sudário”, com monotipias colhidas em sua viagem ao sul da França, onde percorreu o caminho do sagrado feminino, que teria sido trilhado pelas Três Marias – Maria Madalena, Maria Jacobé (ou Jacobina, mãe de Tiago), Maria Salomé — e Santa Sara, a escrava egípcia que se tornou padroeira dos ciganos. A curadoria é do próprio artista.

Quando? Terça a sexta, das 12h às 18h | Sábado, domingo e feriado, das 11h às 18h | Até 12 de janeiro de 2020
Onde? MAM Rio | Avenida Infante Dom Henrique, 85 – Parque do Flamengo
Quanto? Gratuito às quartas

  • “Zanine 100 anos – Forma e Resistência”
 exposição 'Zanine 100 anos – Forma e Resistência'
Crédito: Acervo Rita Tristão/Divulgação Editora OlharesMontagem da exposição no MAM Rio em 1983

A mostra apresenta 18 obras feitas pelo arquiteto, designer, artista, paisagista e professor José Zanine Caldas, dentro de sua profunda pesquisa sobre nossas madeiras. As peças de madeira maciça, feitas entre o final dos anos 1960 e 1980, denunciavam de maneira pioneira o desmatamento das florestas brasileiras.

Quando? Terça a sexta, das 12h às 18h | Sábado, domingo e feriado, das 11h às 18h | Até 17 de novembro
Onde? MAM Rio | Avenida Infante Dom Henrique, 85 – Parque do Flamengo
Quanto? Gratuito às quartas

IMS Rio

  • “Claudia Andujar – A luta Yanomami”
exposições no Rio de Janeiro
Crédito: Claudia AndujarRetrospectiva no IMS Rio apresenta a obra fotográfica de Claudia Andujar

Com curadoria de Thyago Nogueira, a exposição apresenta a obra de Claudia Andujar através de centenas de fotografias, desenhos, uma instalação audiovisual, além de livros e documentos que mostram sua dedicação aos Yanomami. A seleção é resultado de pesquisa inédita, de muitos anos, realizada por Nogueira, coordenador da área de fotografia contemporânea do IMS.

A mostra é dividida em duas partes. A primeira apresenta a fase inicial da carreira de Andujar, com fotografias produzidas entre 1971 e 1977, na região do Catrimani, em Roraima. Já a segunda foca no contato brutal dos indígenas com a civilização branca e na luta empreendida pela fotógrafa para proteger o povo que adotou como família.

Quando? Terça a domingo, das 11h às 20h |Até 10 de novembro
Onde? IMS Rio | Rua Marquês de São Vicente, 476 – Gávea
Quanto? Gratuito

MAR 

  • “O Rio dos Navegantes” 
exposição 'O Rio dos Navegantes'
Crédito: Daniela Paoliello/Divulgação‘O Rio dos Navegantes’ reúne cerca de 550 peças históricas e contemporâneas

A exposição traz uma abordagem transversal da história do Rio de Janeiro como cidade portuária, do ponto de vista dos diversos povos, navegantes e imigrantes que desde o século XVI passaram, aportaram e por aqui viveram. Estão reunidas 550 peças históricas e contemporâneas, entre pinturas, fotografias, vídeos, instalações, objetos, documentos, esculturas, etc.

A mostra convida o público a refletir sobre os modos de vida que formaram o Rio, a relação entre cariocas e visitantes, a miscigenação, as formas de uso e democratização do espaço público, além dos conflitos geográficos, linguísticos, culturais, econômicos e políticos.

Quando? Terça a domingo, das 10h às 17h | Até março de 2020
Onde? MAR | Praça Mauá, 5 – Centro
Quanto? Gratuito às terças

CENTRO DE VISITANTES PAINEIRAS

  • “Floresta Protetora” 
exposição 'Floresta Protetora'
Crédito: Alexandre Macieira/RioturExposição permanente, ‘Floresta Protetora’ explora a riqueza do Parque Nacional da Tijuca de forma interativa

Toda a riqueza do Parque Nacional da Tijuca pode ser vista na exposição permanente, que ocupa o segundo andar do Centro de Visitantes Paineiras, onde funcionou o antigo Hotel Paineiras. Em uma área de 900 m², a mostra apresenta um panorama da biodiversidade da Mata Atlântica e conta curiosidades e histórias do parque de forma interativa. Às quintas, acontecem visitas guiadas gratuitas em português, inglês e espanhol, das 10h às 14h.

Quando? Diariamente | Das 8h às 19h
Onde? Centro de Visitantes Paineiras | Estrada das Paineiras, s/n
Quanto? Gratuito

Tem muito mais além das exposições no Rio de Janeiro! Vem ver como visitar 9 museus sem pagar nada!

1
3 lugares para apreciar a paisagem de Curitiba do alto
Curitiba é uma cidade linda, disso já sabemos! Mas ver ela do alto deixa tudo ainda melhor! Colaí pra ver essas …
2
Onde curtir um show de música independente delicinha em São Paulo
Pagar dois salários mínimos pra ver show não dá, né? Ainda mais quando São Paulo é a cidade onde você encontra …
3
RJ: Um mergulho literário no Real Gabinete Português de Leitura
O Rio de Janeiro é a Cidade Maravilhosa não apenas por suas paisagens e praias! Ali no centro fica um dos …
4
Casa Preta: lar da cultura alternativa de Salvador
Um Casarão no Dois de Julho tem cultura saindo pelas janelas! Com eventos do subsolo ao terraço, a Casa Preta …
5
SP: Maior festival de inovação e arte digital do Brasil
Unhide Conference, um festival de inovação e arte digital está em sua segunda edição. Fomos conferir esse encontro de arte, criatividade …
6
Terça do Vinil em Recife: rolê pra gente lisa
Depois de uma temporada granfina lá nas Europa, a minha, a sua, a nossa Terça do Vinil tá de volta …
7
02:19
Vem ver o céu à noite no Planetário da Gávea no Rio
Os amantes do universo têm um rolé para chamar de seu no Rio! Toda quarta e sábado acontece lá no Planetário …
8
04:15
Edifício Maletta: 4 lugares, alguns drinks e 1 varanda para amar em BH
Ele tem história e paixão. É comercial e residencial. Tem comida de boteco e bebida gourmet. Gente interessante de um …