Festival de Férias do Viradalata tem peças incríveis pra criançada

É possível curtir cinco espetáculos infantis produzidos pela própria Cia. Viradalata!

Por: Redação

As férias de janeiro estão chegando e com ela uma programação toda especial para os pequenos (a gente até listou várias coisas imperdíveis pra fazer nesse post aqui). E não vai ser diferente no Teatro Viradalata, que apresenta o Festival de Férias!

Em sua 12ª edição, cinco espetáculos infantis colorem o Festival de Férias do Viradalata, todos com excelência reconhecida pelo público e pela crítica especializada.

Entre as produções, estão as peças “Medinho Medão“, “Coquetel de Fadas”, “Viralatas – O Musical”, “Os 3 Mosqueteiros” e “História do Brasil”.

Este último espetáculo é um dos finalistas na categoria melhor espetáculo infantil do Prêmio Aplauso Brasil 2019! Sucesso, hein?

Além da mostra de repertório, está prevista uma roda de conversa sobre os rumos e importância do teatro para a infância, com participação de nomes como Mônica Rodrigues da Costa, Beth Azevedo e Antônio Carlos Sartini.

cena do espetáculo coquetel de fadas
Crédito: Natália AngelieriOs espetáculos da Cia Viradalata agradam crianças e adultos, e têm como uma das principais características a utilização de fundamentos do Teatro Físico, além de estar intimamente ligada ao cômico e a técnica do palhaço

Ficou a fim de curtir o Festival de Férias do Viradalata com a criançada? O evento fica em cartaz de 11 a 26 de janeiro.

Os ingressos custam até R$ 50 por espetáculo ou, se você preferir, pode garantir um passaporte para cinco espetáculos, por R$ 80.

A programação completa com os horários e as datas você confere abaixo:

  • “Medinho Medão”
    Segundas | Dias 13 e 20 de janeiro, às 16h

O espetáculo “Medinho Medão” traz para a cena a história de Rafa, que como muitos meninos urbanos, sofre com a ausência de seus pais, que trabalham muito e estão sempre ocupados.

O mundo de Rafa é povoado por medos: de elevador, de formiga, de cair da cama, de barata, de barulho, de ficar sozinho, do escuro, do fundo, do fogo, do frio, da professora de matemática, de monstro e até de uma minhoca.

Num dia em que todo mundo esquece de buscá-lo na escola, em sua solitária espera, Rafa cai no sono, e seu sonho o leva para um lugar diferente, onde começa a entender que ter medo não é uma vergonha. E acabar com ele pode ser um desafio muito divertido.

  • “Viralatas – O Musical”
    Terças, sábados e domingos| Dias 11, 12, 14, 18, 19, 21, 25 e 26 de janeiro, às 16h

A cachorrinha Fifi recebe vários “mimos” de sua dona e costuma passear na badalada Rua Oscar Freire. Embora cercada de todo “luxo”, se sente sempre muito sozinha… Esse cenário estável se transforma depois que seus novos amigos vira-latas colocam Fifi em uma grande enrascada, e sua dona resolve devolvê-la ao Pet Shop.

Muito arrependidos, os colegas criam um plano para resgatar a cachorrinha e embarcam em uma grande aventura. Ajudam a contar a história as doze músicas assinadas por Alexandra Golik, com arranjos de Gus Bernard. O musical tem como pano de fundo a delicada questão sobre a necessidade de adoção de animais abandonados.

  • “História do Brasil”
    Quartas | Dias 15 e 22 de janeiro, às 16h

De forma lúdica, o espetáculo “A História do Brasil” procura explicar os principais acontecimentos históricos do Brasil, desde a chegada de Pedro Álvares Cabral até os dias atuais. Os acontecimentos são tratados com leveza e humor, focando na formação dos pilares da estrutura social brasileira.

Passa pelos períodos da Colônia, Reino Unido, Império e República, por cada uma das sete Constituições que já vigoraram e pelas algumas das principais mobilizações populares que existiram ao longo de nossa história. A música executada ao vivo permeia o espetáculo, e completa a diversão dos presentes.

  • “Coquetel de Fadas”
    Quintas | Dias 16 e 23 de janeiro , às 16h 

Tudo começa quando Chapeuzinho Vermelho, Cinderela e Branca de Neve estão na floresta, apressadas, correndo de volta para casa. Chapeuzinho se perdeu ao procurar a casa da avó, Cinderela se perdeu porque se atrasou ao sair do baile, e Branca de Neve se perdeu ao fugir da bruxa malvada.

Desesperadas, as três personagens correm muito para achar o caminho de volta quando, inesperadamente, perdem um de seus sapatos. Agora, além de precisarem chegar ao lugar desejado, sabem que só serão novamente apresentáveis à sociedade quando recuperarem o sapato perdido e tiverem novamente um par.

  • “Os Três Mosqueteiros”
    Sextas | Dias 17 e 24 de janeiro, às 16h 

Tudo se passa na França de 1625, época de grande convulsão política e religiosa em que o Rei Luís XIII e seu conselheiro, O Cardeal Richellieu, querem manter a qualquer custo o controle de seus compatriotas protestantes na defesa dos interesses franceses. Neste contexto, D’Artagnan, um jovem provinciano, sai de sua terra natal no Sul da França em direção a Paris com o intuito de se tornar um fiel mosqueteiro do rei.

No entanto, antes de atingir seu objetivo, muitas peripécias acontecem. O perigo é constante, mas ao juntar-se aos mosqueteiros Athos, Porthos e Aramis, D’Artagnan faz com que até o impossível se torne possível, tamanha é a força desta união. “Um por todos e todos por um” resume, de forma fidedigna, alguns dos grandes significados desta história: a luta pelo poder e a importância capital da amizade.

  • Que tal uns passeios diferentes com a criançada nas férias?
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.