Imagem do Topo

Carmen Miranda para crianças: musical sobre diva estreia no CCBB

Inspirado no premiado livro infantojuvenil de Heloísa Seixas e Júlia Romeu, 'Carmen, a Grande Pequena Notável' explora linguagem do Teatro de Revista

Por: Redação Comunicar erro
Até
26
de janeiro 2019
Sábado
Aos sábados, às 11h. Com sessões extras nos feriados, dias 12/10, 2 e 15/11 e 25/1. Classificação: livre. Duração: 70 minutos

“O tico-tico tá / Tá outra vez aqui / O tico-tico tá comendo meu fubá / O tico-tico tem, tem que se alimentar / Que vá comer umas minhocas no pomar”. Esse e outros sucesso da diva Carmen Miranda (1909 -1955) são apresentados para a criançada no musical “Carmen, a Grande Pequena Notável”, inspirado no livro infantojuvenil de Heloísa Seixas e Júlia Romeu. A peça fica em cartaz no CCBB SP – Centro Cultural Banco do Brasil, entre 15 de setembro e 26 de janeiro de 2019.

As apresentações acontecem aos sábados, sempre às 11h, e há sessões extras nos feriados dos dias 12 de outubro, 2 e 15 de novembro e 25 de janeiro, no mesmo horário. Os ingressos custam até R$20.

Atriz Amanda Acosta em Carmen, a grande pequena notável
Crédito: Leekyung Kim - divulgaçãoCarmen Miranda ficou conhecida como "pequena notável", apelido dado pelo radialista César Ladeira
Atriz Amanda Acosta em Carmen, a grande pequena notável
Crédito: Leekyung Kim - divulgaçãoCarmen Miranda é interpretada pela atriz Amanda Acosta
Atriz Amanda Acosta em Carmen, a grande pequena notável
Crédito: Leekyung Kim - divulgaçãoMusical "Carmen, a Grande Pequena Notável" explora a linguagem do Teatro de Revista
Atriz Amanda Acosta em Carmen, a grande pequena notável
Crédito: Leekyung Kim - divulgaçãoLivro infantojuvenil sobre Carmen Miranda ganhou o prêmio Prêmio FNLIJ 2015

Portuguesa radicada no Brasil, Carmen Miranda ficou conhecida como um dos maiores símbolos nacionais em todo o mundo. Não é à toa que ela era conhecida como “pequena notável”, apelido que ganhou do radialista César Ladeira.

Com direção de Kleber Montanheiro, o espetáculo passa por vários momentos dos 46 anos da vida de Carmen Miranda, como a mudança com a sua família de Portugal para o Brasil, a época em que ela cantava nas rádios, as primeiras gravações em disco, as passagens pelo cinema brasileiro e o Cassino da Urca e a estreia em Hollywood.

Assim como acontece no premiado livro infanto-juvenil (Prêmio FNLIJ 2015 de Melhor Livro de Não Ficção), a cenografia do musical reproduz ambientes que marcaram cada uma dessas fases da vida de Carmen, como o porto onde ela e os pais desembarcaram, a casa da família, as ruas do Rio de Janeiro, as rádios, os estúdios de cinema e o céu, onde ela canta desde o dia 5 de agosto de 1955.

A encenação conta essa história com a estrutura, a estética e as convenções Teatro de Revista, gênero popular que faz parte da identidade cultural brasileira, e no qual Carmen também se destacou.

Como o objetivo da peça é preservar a memória sobre a diva, para interpretá-la, a atriz Amanda Acosta veste figurinos inspirados nos desenhos originais das roupas usadas pela diva. Os trajes dos demais personagens têm como referência a moda dos anos de 1930, 1940 e 1950.

O elenco ainda conta com a participação de Daniela Cury, Luciana Ramanzini, Maria Bia, Samuel de Assis e Fabiano Augusto, além dos músicos Maurício Maas, Betinho Sodré, Monique Salustiano e Marco França.