Avenida Paulista de ponta a ponta: atrações para todos os gostos


Até
05
de agosto 2018
diversos horários

Diversos locais em São Paulo

São Paulo, SP, Brasil

Cidade

Publicidade

O circuito cultural da avenida Paulista é um dos locais mais democráticos na cidade. A região tem uma programação praticamente inesgotável de eventos e atrações para pessoas de todos os perfis, bolsos e tribos.

Para provar que isso é verdade, a Catraca Livre preparou uma listinha com exposições, cinema, música, teatro e muito mais para você aproveitar nos próximos dias.

Equipamentos culturais Avenida Paulista - São Paulo
Confira várias dicas de programas para fazer na avenida mais famosa da cidade

Confira nossas dicas!

  • IMS Paulista

Exposição “Conflitos: fotografia e violência política no Brasil 1889-1964”
Até 29 de julho, com visitação de terça a domingo, das 10h às 20h, e, às quintas-feiras,  das 10h às 22h
IMS Paulista – Avenida Paulista, 2424, Bela Vista
Entrada: grátis

Com curadoria de Heloisa Espada, a exposição “Conflitos: fotografia e violência política no Brasil 1889-1964” contradiz a imagem do Brasil como país pacífico e oferece um olhar sobre a história nacional que colabora na compreensão da atual crise política. A mostra exibe trabalhos de autores conhecidos, como Juan Gutierrez e Flávio de Barros, e de inúmeros anônimos.

Pessoas retratadas por Seydou Keïta
Crédito: Seydou Keïta - Contemporary African Collection Mostra "Seydou Keïta" exibe 130 imagens desse fotógrafo do Mali
Pessoas retratadas por Seydou Keïta
Crédito: Seydou Keïta - Contemporary African Collection Seydou Keïta foi um dos precussores da fotografia de estúdio na África
Foto mostra pessoas caminhando na frente de soltado
Crédito: divulgação - Acervo CPDoc Jornal do BrasilMostra "Conflitos" fica em cartaz até 29 de julho
Crédito: divulgação - Acervo CPDoc Jornal do Brasil "Conflitos: fotografia e violência política no Brasil 1889-1964" contradiz a imagem do Brasil como país pacífico
Foto antiga mostra sala destruída
Crédito: divulgação -Acervo IMSConflitos contradiz a imagem do Brasil como país pacífico

Exposição “Seydou Keïta”
Até 29 de julho, com visitação de terça a domingo, das 10h às 20h, e, às quintas-feiras,  das 10h às 22h
IMS Paulista – Avenida Paulista, 2424, Bela Vista
Entrada: grátis

Com curadoria de Jacques Leenhardt e Samuel Titan Jr., a exposição reúne 130 imagens feitas pelo fotógrafo malinês Seydou Keïta, um dos precursores dos retratos em estúdio na África. Ele fotografou habitantes do Mali que passaram pela estação ferroviária de Bamko entre 1948 e 1962, quando o país vivenciava seu processo de independência.

Sessão terror:  “A Noite dos Mortos Vivos” (1968), de George A. Romero
21 e 25 de julho, às 22h
IMS Paulista – Avenida Paulista, 2424, Bela Vista
Ingressos: R$8 (inteira) e R$4 (meia-entrada).

Cena de
Crédito: reprodução"A Noite dos Mortos Vivos" tem sessões nos dias 21 e 25 de julho, às 21h
Cena de
Crédito: reprodução"A Noite dos Mortos Vivos" tem direção de George A. Romero
Cena de
Crédito: reproduçãoO filme é um marco no cinema de horror porque teve uma grande bilheteria

Filmado na periferia da cidade de Pittsburgh, com baixo orçamento, “A noite dos mortos-vivos” narra a luta de Ben e Barbara para sobreviver ao ataque de zumbis que levantaram de seus túmulos para se alimentar dos vivos. Eles encontram refúgio em uma fazenda, mas terão de fugir antes que sejam alcançados. O filme de 1968 é considerado um marco no cinema do horror graças ao enorme sucesso de bilheteria

  • Mirante 9 de julho

Mirante 9 de Julho tem sessões GRATUITAS de cinema ao ar livre
Até 14 de julho, de terça a sexta, às 20h, e aos sábados e domingos, às 18h
Mirante 9 de Julho – Rua São Carlos do Pinhal, s/nº – Baixo do Viaduto Bernardino Tranchesi, 167 Bela Vista
Entrada: grátis

Se você é daqueles que não perde a oportunidade de assistir a um filminho ao ar livre, não pode perder a mostra do Mirante 9 de julho, que exibe títulos consagrados de todos os gêneros. Alguns destaques são “Como se fosse a primeira vez”, “Interestelar”, “O Espetacular Homem Aranha”, “Os Vingadores”, “O Casamento do Meu Melhor Amigo”, “Divertida Mente” e “O Mágico de Oz”.

Confira aqui a programação completa do projeto.

Filme
Crédito: ReproduçãoFilme "Divertida Mente" é exibido no Mirante 9 de Julho no dia 12 de julho
Filme
Crédito: ReproduçãoFilme "O Fabuloso Destino de Amélie Poulain" é exibido no Mirante 9 de Julho no dia 13 de julho
Filme
Crédito: ReproduçãoFilme "Os Vingadores" é exibido no Mirante 9 de Julho no dia 14 de julho

Exposição “Registros de Medellín”, de Dig Ferreira
De 12 a 29 de julho, com visitação de terça a domingo, das 10h às 22h
Mirante 9 de Julho – Rua São Carlos do Pinhal, s/nº – Baixo do Viaduto Bernardino Tranchesi, 167 Bela Vista
Entrada: grátis

Obra do artista Dig Ferreira
Crédito: reprodução - Facebook (@diego.ferreira.1848)Dig Ferreira exibe as pinturas que fez enquanto estava na Colômbia em uma residência artística

Depois de passar um mês em residência artística em Medellín, na Colômbia, o artista plástico paulista Dig Fereira exibe os trabalhos que desenvolveu lá em uma exposição individual no Mirante 9 de Julho. As obras fazem parte do projeto #DesenhoRegistro, que o artista desenvolve desde 2016 ao pintar cenas das ruas e espaços públicos em grandes cidades. A residência foi um convite da Galeria La Casa de los Oficios.

  • Itaú Cultural

“A Vida em Vermelho – Brecht e Piaf”, de Alimar Labaki, com Letícia Sabatella e Fernando Alves Pinto
Entre 19 e 29 de julho, com sessões de quinta a sábado, às 20h, e aos domingos, às 19h
Itaú Cultural – Avenida Paulista, 149, Bela Vista
Ingressos: grátis, com distribuição uma hora antes de cada sessão
Capacidade: 224 lugares
Duração: 90 minutos. Classificação: 12 anos

Letícia Sabatella e Fernando Alves Pinto cantam em
Crédito: Flávia Canavarro - divulgação"A Vida em Vermelho" tem sessões entre 19 e 29 de julho no Itaú Cultural
Letícia Sabatella e Fernando Alves Pinto cantam em
Crédito: Flávia Canavarro - divulgaçãoLetícia Sabatella vive Edit Piaf e Fernando Alves Pinto, Bertolt Brecht
Letícia Sabatella e Fernando Alves Pinto cantam em
Crédito: Flávia Canavarro - divulgação"A Vida em Vermelho" tem sessões entre 19 e 29 de julho no Itaú Cultural

Escrita por Aimar Labaki, a peça musical imagina um encontro entre dois dos maiores ícones culturais do século XX: a cantora francesa Edith Piaf e o poeta e dramaturgo alemão Bertolt Brecht. Interpretados por Letícia Sabatella e Fernando Alves Pinto, os artistas discorrem sobre suas vidas, seus anseios e sonhos enquanto se preparam para apresentar um espetáculo em um antigo cabaré. Acompanhados por três músicos, eles executam suas composições e outras músicas famosas de sua época como se estivessem em uma competição.

Ocupação Antonio Candido
Até 12 de agosto, com visitação de terça a sexta, das 9h às 20h, e aos sábados, domingos e feriados, das 11h às 20h
Itaú Cultural – Avenida Paulista, 149, Bela Vista
Entrada: grátis

Antonio Candido sentado em uma poltrona
Crédito: Agência Ophelia - divulgaçãoOcupação Antonio Candido celebra a vida e a obra de um dos maiores estudiosos de literatura no Brasil

Considerado uma das maiores referências no estudo da literatura no Brasil, o mineiro Antonio Candido admirava escritores como Guimarães Rosa e Marcel Proust. Graças às suas percepções das dinâmicas nacionais, é considerado um dos “intérpretes do país”, ao lado de nomes como Sérgio Buarque de Holanda e Gilberto Freyre. Falecido em 2017, Candido completaria 100 anos em 24 de julho. A exposição explora, assim, uma vida e uma obra que atravessaram um século.

Exposição “Ser Estar – Sergio Rodrigues”
Até 5 de agosto, com visitação de terça a sexta, das 9h às 20h, e aos sábados, domingos e feriados, das 11h às 20h
Itaú Cultural – Avenida Paulista, 149, Bela Vista – pisos 1, -1 e -2
Entrada grátis

Sergio Rodrigues sentado na poltrona que criou
Crédito: divulgação - site do Itaú CulturalExposição de design revela várias facetas do trabalho de Sergio Rodrigues
Sergio Rodrigues sentado na poltrona que criou
Crédito: divulgação - site do Itaú CulturalSergio Rodrigues foi o inventor da da famosa poltrona Mole, que prioriza sobretudo o conforto do usuário

A exposição homenageia o arquiteto e designer carioca Sergio Rodrigues, que ficou conhecido por projetar a icônica poltrona Mole. A mostra revela outras faces do trabalho do artista a partir de móveis, maquetes, desenhos e plantas. Durante 60 anos de carreira, Rodrigues se preocupou com a criação de objetos e espaços para pessoas, priorizando o conforto e o aconchego. A curadoria da mostra é de Daniela Thomas, Mari Stockler, Felipe Tassara e Fernando Mendes.

  • Teatro Eva Herz – Livraria Cultura do Conjunto Nacional

“Bagagem” em cartaz no Teatro Eva Herz
Até 27 de julho, às quintas e sextas, às 21h
Teatro Eva Herz – Avenida Paulista, 2073, Bela Vista
Ingressos: R$60 (inteira) e R$30 (meia-entrada)
Classificação: 12 anos | Duração: 60 minutos

O ator, palhaço e improvisador Marcio Ballas conta, com muito bom humor, a história de seus pais imigrantes judeus egípcios. A partir de suas memórias de infância e de técnicas de improviso, ele revive histórias de sua família, como a chegada dos pais ao Brasil em um navio. Eles foram obrigados a deixar sua terra natal depois que o militar Gamal Abdel Nasser tornou-se presidente do Egito e adotou várias medidas para limitar a presença de estrangeiros do país. A direção é de Rhena de Faria.

Ator Marcio Ballas no espetáculo
Crédito: Teresa Silva LopesBagagem conta a história dos pais do ator e improvisador Marcio Ballas
Ator Marcio Ballas no espetáculo
Crédito: Teresa Silva LopesBallas é filho de imigrantes judeus egípcios
Ator Marcio Ballas no espetáculo
Crédito: Teresa Silva LopesEspetáculo fica em cartaz até 27 de julho

Monólogo “Aqui Jaz Henry”, de Daniel MacIvor
Até 29 de julho, aos sábados, às 21h, e aos domingos, às 19h
Teatro Eva Herz – Avenida Paulista, 2073, Bela Vista
Ingressos: R$60 (inteira) e R$30 (meia-entrada)
Classificação: 16 anos | Duração: 65 minuto

Ator Renato Wiemer em
Crédito: Patrícia Ribeiro - divulgação"Aqui Jaz Henry" fica em cartaz até 29 de julho
Ator Renato Wiemer em
Crédito: Patrícia Ribeiro - divulgação"Aqui Jaz Henry" é uma adatptação da obra homônima do canadense Daniel MacIvor

Com texto do canadense Daniel MacIvor, direção de Kika Freire e atuação de Renato Wiemer, o monólogo conta a história de um homem que acabou de morrer e tenta explicar uma série de fatos sobre a existência humana. Nem ele mesmo sabe o que é verdade – e nem teria como saber -, pois mente a respeito tudo, até sobre a própria mentira.

  • CineSesc

Mostra com filmes de Ingmar Bergman invade CineSesc
De 13 a 17 de julho, às 21h (no dia 13 também tem sessão às 23h)
CineSescRua Augusta, 2075 Cerqueira César
Ingressos: R$12 (inteira), R$6 (meia-entrada) e R$3,50 (credencial plena)

Com mais de 50 filmes em sua carreira, o sueco Ingmar Bergman (1918-2007) é considerado um dos mais cultuados cineastas do mundo. Ele ganhou três vezes o Oscar de melhor filme estrangeiro, seis troféus do Festival de Cannes e vários prêmios em Berlim e Veneza. Para comemorar o centenário do cineasta, a mostra exibe desde obras premiadas, como “Morangos Silvestres” (1957), “Persona” (1966) e “O Sétimo Selo” (1957), até o filme menos conhecido “Monika e o Desejo” (1953).

Confira aqui a programação completa da mostra.

O Sétimo Selo ganhou o prêmio especial do júri no Festival de Cannes
Crédito: divulgação - CineSescO Sétimo Selo ganhou o prêmio especial do júri no Festival de Cannes
Sonata de Outubro ganhou Globo de Ouro de melhor filme estrangeiro
Crédito: divulgação - CineSescSonata de Outubro ganhou Globo de Ouro de melhor filme estrangeiro
Persona foi o primeiro filme de Bergman com a atriz Liv Ullmann
Crédito: divulgação - CineSescPersona foi o primeiro filme de Bergman com a atriz Liv Ullmann
Morangos Silvestres foi premiado com o Globo de Ouro e o Urso de Ouro do Festival de Berlim
Crédito: divulgação - CineSescMorangos Silvestres foi premiado com o Globo de Ouro e o Urso de Ouro do Festival de Berlim
Gritos e Sussurros ganhou Oscar de melhor fotografia
Crédito: divulgação - CineSescGritos e Sussurros ganhou Oscar de melhor fotografia
Monika e o Desejo é exibido em sessão gratuita na abertura da mostra
Crédito: divulgação - CineSescMonika e o Desejo é exibido em sessão gratuita na abertura da mostra

Mostra de animação russa no CineSesc
De 12 a 18 de julho, com sessões às 11h, às 15h, às 17h, às 19h
CineSescRua Augusta, 2075 Cerqueira César
Ingressos: R$12 (inteira), R$6 (meia-entrada) e R$3,50 (credencial plena)

A Mostra de Animação Russa exibe 37 desenhos animados de 20 diretores realizados entre a década de 1950 e o ano de 2016. Com curadoria de Luiz Gustavo Carvalho e Maria Vragova, o projeto é inédito em São Paulo. Entre os destaques, estão o programa do Alexander Petrov, exibido no dia 12, às 17h, com os curtas “Meu amor”, “A Sereia”, “O velho e o mar” e “A vaca”, e o programa de Svetlana Filippova, exibido no dia 13, às 19h, com os curtas “Três histórias de amor”, “Onde morrem os cães”, “A história de Sara” e “Brutus”.

Confira a programação completa da mostra.

Cena do curta
Crédito: ReproduçãoCurta "Meu Amor", de Alexander Petrov
Cena da animação
Crédito: ReproduçãoCena da animação "Três Histórias de Amor", de Svetlana Filippova
  • Japan House

Japan House: exposição Aromas e Sabores
Até 30 de setembro, com visitação de terça a sábado, das 10h às 22h, e aos domingos e feriados, das 10h às 18h
Japan House – Avenida Paulista, 52, Bela Vista
Entrada: Grátis

Com curadoria do gastrólogo Felipe Ribenboim, a mostra oferece ao público uma imersão na cultura japonesa por meio do paladar e do olfato. A ideia é que os visitantes descubram as respostas para questões como: quais os sabores básicos (doce, amargo, azedo, salgado e umami) da culinária nipônica e como o corpo humano os identifica? De onde vem o sabor dos alimentos?

Japan House recebe Muji-Pop Up Store
Até 22 de julho, com visitação de terça a sábado, das 10h às 22h, e aos domingos e feriados, das 10h às 18h
Japan House – Avenida Paulista, 52, Bela Vista
Entrada: Grátis

Se você é apaixonado pelas invenções japonesas, não pode deixar de conferir a loja temporária da icônica marca Muji – Pop-Up Store, que está instalada na Japan House. A proposta é trazer um olhar para o Japão Contemporâneo. A marca fabrica produtos funcionais e minimalistas. O visitante terá a oportunidade de conhecer e comprar itens de papelaria, decoração e organização.

Até 9 de setembro, com visitação de terça a sábado, das 10h às 22h, e aos domingos, das 10h às 19h
Sesc Avenida Paulista – Avenida Paulista, 119, Paraíso
Entrada Grátis

Exposição sobre o artista artista contemporâneo pioneiro em videoarte e imagem em movimento fica em cartaz até setembro

Bill Viola é um artista contemporâneo pioneiro em videoarte e imagem em movimento. A exposição apresenta obras das duas últimas décadas, como as séries de vídeo em tela plana “Martyrs” (2014) e “Transfigurations” (2007/2008) e a a instalação “Inverted Birth” (2014), além de outros trabalhos.

Shows de Quartabê, com participação especial de Ná Ozetti e Juçara Marçal
Dia 14 de julho, às 21h30, e dia 15, às 18h30
Sesc Avenida Paulista
– Avenida Paulista, 119, Paraíso
Ingressos: R$20 (inteira), R$10 (meia-entrada) e R$6 (credencial plena), com vendas online a partir do dia 3 de julho

Quartabê mistura sonoridades do freejazz, da música eletrônica e do choro

Com uma mistura das sonoridades do free jazz, afrobeat, choro e música eletrônica, a banda Quartabê apresenta seu som experimental no Sesc Avenida Paulista, nos dias 14 e 15 de julho. O quinteto é formado por Chicão (piano e teclado). Karina Sebastião (baixo), Joana Queiroz (sax tenor, clarinete e clarone), Maria Beraldo Bastos (clarinete e clarone) e Mariá Portugal (bateria). Os shows têm participação especial de Ná Ozetti (14/7) e Juçara Marçal (15/7).

Shows de Jairo Pereira e Mutum
Dias 12 e 13 de julho, às 21h30
Sesc Avenida Paulista – Avenida Paulista, 119, Paraíso
Ingressos: R$20 (inteira), R$10 (meia-entrada) e R$6 (credencial plena), com vendas online a partir do dia 3 de julho

O cantor Jairo Pereira une música e poesia em seu projeto autoral Mutum, que trata das conexões e desconexões, da intolerância e da empatia, fala de sorriso, liberdade, sexo, cafuné, das batalhas cotidianas, esperança, discriminações, paixão. A apresentação tem participação especial de Anna Trea (dia 12/7) e Luedji Luna (dia 13/7).

Mostra “Tal Qual Carlitos”exibe três curtas de Charles Chaplin
Entre 12 e 26 de julho, às quintas-feiras, às 15h
Sesc Avenida Paulista – Avenida Paulista, 119, Paraíso
Entrada: Grátis

Crédito: ReproduçãoO personagem Carlitos foi criado em 1914 por Charles Chaplin e esteve presente em curtas e longas-metragens

Os títulos escolhidos para a mostra -“Um Amor Cruel”, “Carlitos e o relógio” e “Dia de Estreia” –  são de 1914 e foram dirigidos por Mack Sennett. Nas histórias, Chaplin interpreta o famoso personagem Carlitos, um sensível andarilho que rapidamente encontrava soluções para se livrar das confusões em que se metia. Com seu chapéu-coco, uma bengala, calças largas, casaco apertado e sapatos enormes, Carlitos conquistou o mundo e se transformou em um ícone do cinema mudo. Embora seus filmes fossem do gênero comédia pastelão, fizeram algumas críticas ao modo de vida daquela época.

Saiba mais sobre a mostra aqui.

‘Rio Diversidade’ exalta universo LGBTQ no Sesc Avenida Paulista
De 18 a 22 de julho, de quarta-feira a sábado, às 21h, e no domingo, às 18h
Sesc Avenida Paulista – Avenida Paulista, 119, Paraíso
Ingressos: R$30 (inteira), R$15 (meia-entrada) e R$9 (credencial plena)
Duração: 110 minutos. Classificação: 18 anos.

Foto da Drag queen Magenta Dawning
Crédito: Elisa Mendes - divulgaçãoPeças curtas são apresentadas pela drag queen Magenta Dawning
Atriz Gabriela Carneiro da Cunha na peça
Crédito: Elisa Mendes - divulgação"Flor Carnívora" tem texto de Jô Bilac, Ivan Sugahara e atuação de Gabriela Carneiro da Cunha
Atriz trans vestida de odalisca
Crédito: divulgação"Rio Diversidade" é composta por cinco peças curtas que abordam diferentes temas do universo LGBTQ
Ator Thadeu Matos na peça
Crédito: divulgação"Noite em Claro" relembra assassinato brutal de Luiz Antonio Martinez Corrêa
Atriz Larissa Bracher em
Crédito: Elisa Mendes - divulgação"Genderless" é inspirado na história real de Norrie May-Welby

Cinco importantes dramaturgos brasileiros contemporâneos se reuniram para criar peças curtas sobre o respeito às minorias no espetáculo “Rio Diversidade”. Os solos “Como Deixar de Ser”, de Daniela Pereira de Carvalho; “Ofelia – A Travesti Gorda”, de Helena Vieira; “A Noite em Claro”, de Joaquim Vicente; e “Flor Carnívora”, de Jô Bilac, discutem várias questões relacionadas ao universo LGBTQ e outras minoria. Eles são introduzidos pela drag queen Magenta Dawning.

Saiba mais sobre o espetáculo aqui.

Guizado celebra os dez anos de lançamento do álbum “Punx”
19 e 20 de julho, às 21h30
Sesc Avenida Paulista – Avenida Paulista, 119, Paraíso
Ingressos: R$20 (inteira), R$10 (meia-entrada) e R$6 (credencial plena)

Trompetista Guizado em parede com linhas em azul e cinza
Crédito: Fábio Bitão - divulgaçãoTrompetista toca canções de “Punx”, álbum que teve grande repercussão de crítica

Foi com o disco “Punx” que o trompetista Guizado chamou a atenção da mídia e do público para seu som cheio de hibridismos originais, que representa a multiplicidade de tons da cidade de São Paulo.

  • MASP

Masp e Instituto Tomie Ohtake recebem ‘Histórias Afro-Atlânticas’
De 29 de junho a 21 de outubro, com visitação de terça a domingo, das 10h às 18h, e às quintas, das 10h às 20h
Masp – Avenida Paulista, 1578, Bela Vista
Ingressos: R$35 (inteira) e R$ 17 (meia-entrada), exceto às terças, quando a entrada é gratuita

O Masp – Museu de Arte de São Paulo e o Instituto Tomie Ohtake uniram-se para realizar a megaexposição “Histórias Afro-Atlânticas”, que exibe nas duas instituições mais de 400 obras, de 210 artistas nacionais e internacionais, sobre os “fluxos e refluxos” da escravidão dos povos atlânticos – termo derivado do fotógrafo Pierre Verger.

The Secret of England's Greatness' (Queen Victoria presenting a Bible in the Audience) (1863), de Thomas Jones Barker
Crédito: National Portrait Gallery - divulgação"The Secret of England's Greatness (Queen Victoria presenting a Bible in the Audience)" (1863), de Thomas Jones Barker, é destaque no Masp
Obra
Crédito: Paul Mellon Collection - divulgaçãoObra "A Mother with her Son and a Pony", de Agostino Brunias, é destaque no Masp
Crédito: John Lee, Nationalmuseet, Danmark"Negro Woman with Child" (1641), de Albert Eckhout, é destaque no Masp
Obra
Crédito: National Gallery of JamaicaConversation (1981), de Barrington Watson, é destaque no Masp
Obra
Crédito: Romulo Fialdini - divulgaçãoObra "Amnésia" (2015), de Flávio Cerqueira, é destaque no Masp
Crédito: Mariano Hernandez - divulgaçãoObra "Amnésia" (2015), de Flávio Cerqueira, é destaque no Masp
Obra Gene (1970), de Mallica “Kapo” Reynolds
Crédito: Franz Marzouca - divulgação"Gene" (1970), de Mallica “Kapo” Reynolds, é destaque no Masp
Obra
Crédito: Hank Willis Thomas - divulgaçãoObra "What Goes Without Saying" (2012), de Hank Willis Thomas, é destaque no Masp

Com curadoria de Adriano Pedrosa, Lilia Schwarcz, Ayrson Heráclito, Hélio Menezes e Tomás Toledo (curador assistente), a exposição cobre cinco séculos de história da arte africana, europeia, latino-americana, norte-americana e caribenha, com artistas de diferentes estéticas e escolas. As obras incluem pinturas, desenhos, esculturas, filmes, vídeos, instalações, fotografias, documentos e publicações de arte.

Alguns artistas em destaques são Emiliano Di Cavalcanti, Cândido Portinari, Paul Cézanne, Arthur Bispo do Rosário, Pierre Verger, Abdias do Nascimento, Cícero Dias, Jacob Lawrence, Jaime Lauriano, Jean-Baptiste Debret e Andy Warhol.

Saiba mais sobre a mostra “Histórias Afro-Atlânticas”.

  • Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso

Molière -Uma Comédia Musical, de Sabina Berman
Até 29 de julho, de quinta a sábado, às 20h, e aos domingo, às 19h
Teatro do SESI-SP – Avenida Paulista, 1313, Bela Vista
Ingressos: grátis, distribuídos pelo site do centro cultural
Duração: 120 minutos | Classificação: 16 anos

Matheus Nachtergaele e Renato Borghi estão no elenco do espetáculo que conta uma disputa envolvendo Molière pelo cargo de maior dramaturgo da França. A peça, que mistura humor e tragédia, tem músicas de Caetano Veloso executadas ao vivo.

Matheus Nachtergaele e Renato Borghi estão no elenco do espetáculo “Molière – Uma Comédia Musical”

Festival FILE São Paulo 2018 no Centro Cultural Fiesp
De 4 de julho a 12 de agosto, com visitação de terça a sábado, das 10h às 22h, e aos domingos, das 10h às 20h
Centro Cultural Fiesp – Avenida Paulista, 1313, Bela Vista
Entrada: Grátis

A edição 2018 do FILE São Paulo – Festival Internacional de Linguagem Eletrônica traz invenções que exploram a relação entre arte, tecnologia e corpo, além de explorar o paradoxo entre a realidade física e o mundo virtual. Para criar suas obras, os artistas se apropriam de tecnologias usadas pela medicina para registrar os comportamentos dos órgãos internos do corpo humano, como batimentos cardíacos, ondas cerebrais ou a respiração.  O tema “O corpo é a mensagem” é uma alusão à famosa frase “O meio é a mensagem’, do pensador da comunicação Marshall MacLuhan.

Confira aqui mais detalhes sobre a mostra.

Crédito: divulgação - File 2018"After Eden", de Mélanie Courtinat e Salomé Chatriot, é exibida no FILE 2018
Crédito: divulgação - File 2018"After Eden", de Mélanie Courtinat e Salomé Chatriot, é exibida no FILE 2018
Crédito: divulgação - File 2018"Realidades Objetivas", do coletivo automato.farm, é destaque no FILE 2018
Crédito: divulgação - File 2018"Realidades Objetivas", do coletivo automato.farm, é destaque no FILE 2018
Crédito: divulgação - File 2018"Distal Extension", de Salomé Chatriot, é exibida no FILE 2018
Crédito: divulgação - File 2018"Habitat", de Josefin Lindebrink, é destaque no FILE 2018
Crédito: divulgação - File 2018"Polytope", de Ludmila Rodrigues, é atração do FILE 2018
Crédito: divulgação - File 2018"Tangibles Worlds", de Stella Speziali, é atração do FILE 2018
Crédito: divulgação - File 2018"You Are The Ocean", de Ozge Samanci, é atração do FILE 2018

Publicidade

Compartilhe:

Autor: Por: Redação
Publicidade

Cafés e doces japoneses em SP

Conheça o Sesc Av. Paulista

Bar com os drinks mais loucos de SP

Publicidade